10 anos de Governo do PT: Uma década de profunda mudança social e política do país.

Compartilhar



Evento destaca os principais programas e políticas implantados pelo PT nesses últimos 10 anos e dá  início à série de 13 seminários que percorrerão o Brasil para discutir os 10 anos de Governo Democrático e Popular construídos pelo PT e sua base aliada.

 

Por DMPT-SP

 

“Se ao final do meu mandato todos os brasileiros tiverem a possibilidade de tomar café da manhã, almoçar e jantar terei  cumprido a missão de minha vida”. Com esse slogan em destaque, frase proferida pelo ex-presidente Lula no início do seu primeiro mandato, teve início o evento em que se comemora os dez anos do governo petista e os 33 anos do Partido dos Trabalhadores.

O evento dessa quarta-feira (20) realizado aqui em São Paulo, no Hotel Holiday Inn,   reuniu a presidenta Dilma Rousseff, o ex-presidente Lula, o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad,  políticos de bases aliadas, senadores, ministros, secretários municipais, prefeitos, vereadores, governadores e a militância do partido.

Durante a sua fala, o ex- presidente Lula destacou a política de seu governo em questões como a economia e a reforma agrária e afirmou que foram elas, junto com a ampliação do arco de alianças do PT, que proporcionaram aos petistas chegarem ao poder e se manterem nele pelos dez anos.

Lula lembrou também que  foi a teoria do Lulinha 'paz e amor' que fez com que fosse criada a base aliada com partidos que pensam diferentes de nós. “Sabemos o quanto e importante manter uma base aliada para trabalharmos em prol de um futuro melhor para o nosso povo brasileiro”.  Ele disse ainda  que o PT amadureceu nestes 10 anos de governo. “ Tivemos a sabedoria de construir uma base aliada com partidos que pensam diferente de nós e ensinar esse partido a conviver democraticamente na diversidade”.

A presidenta Dilma fez o discurso de encerramento destacando as metas para os próximos anos.  Ela citou os vários programas lançados pelo governo federal, lembrou a redução da pobreza, a criação recorde de empregos e listou dados econômicos.

Por fim, a presidenta lembrou de alguns militantes históricos como  Celso Furtado e Florestan Fernandes. Ela também fez uma homenagem aos candidatos de partidos aliados destacando o exemplo do ex-vice-presidente José Alencar. Por fim, dedicou o seu carinho a todos os militantes petistas e à relação do partido com povo brasileiro. "É uma história de amor com o povo brasileiro que não precisa de final feliz, porque nós sabemos que não terá fim", concluiu.

O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, disse que viveu uma das experiências mais importantes da sua vida durante o pleito eleitoral do ano passado. “ O empenho e a força da militância do PT na época da campanha eleitoral de 2012 me mostrou que é possível transformar qualquer coisa nesse país chamado Brasil, que quer se encontrar de uma vez por todas com a justiça social”. Haddad agradeceu ainda ao ex-presidente Lula e a presidenta Dilma por ter feito parte do governo do PT como ministro da Educação e, também, por continuar a contribuir com a política de governo como prefeito da maior cidade do país.

Participaram do evento o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, os ministros José Eduardo Cardozo (Justiça), Aloizio Mercadante (Educação), Marta Suplicy (Cultura), Alexandre Padilha (Saúde), Miriam Belchior (Planejamento), Tereza Campelo (Desenvolvimento Social e Combate à Fome), Pepe Vargas (Desenvolvimento Agrário), Helena Chagas (Comunicação Social) , Ideli Salvatti (Relações Institucionais), Eleonora Menicucci (Secretaria de Políticas para as Mulheres) e Maria do Rosário (Direitos Humanos).

 

Fotos: Comunicação DMPTSP

Últimos artigos

Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula
terça, 18 abril 2017, 15:08
  Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições   A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a... Leia Mais
Simão Pedro Chiovetti: A gestão Doria – vender SP
quarta, 12 abril 2017, 16:37
  Doria em menos de 100 dias demonstrou que não tem apego algum por SP e muito menos pelos paulistanos da periferia e classe média   Próximo de completar apenas 100 dias à frente da Prefeitura de SP, já é possível perceber que as... Leia Mais
Por Vitor Marques: 100 dias de governo João Doria: a São Paulo virtual e a São Paulo real
quarta, 12 abril 2017, 15:06
  Empossados os novos governos, via de regra, é esperado que a população tenha uma receptividade e uma tolerância maior com aqueles que estão iniciando a nova gestão. Este período é conhecido no vocabulário político como “lua... Leia Mais
Por Emídio de Souza: Algo está errado
terça, 11 abril 2017, 21:35
  Algo está errado. Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 250 mil atendem ao chamado e, sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4... Leia Mais
Rui Falcão: As alternativas do PT para a Previdência
segunda, 13 março 2017, 19:03
  Em meio às manifestações contra o desmonte da Previdência (e foi notável a reação das mulheres no 8 de março, dia de luta também contra o conservadorismo e a violência), abre-se agora o debate sobre qual a melhor tática... Leia Mais