BRASIL: Petistas ocupam Tribuna para protestar contra “atitude mesquinha do DEM”

Compartilhar

 

Para o deputado Marcon (PT-RS) a atitude do DEM foi lamentável. “Repudio a atitude mesquinha da oposição, que não consegue aparecer na disputa de projeto e tem que fazer as cenas que foram feitas ontem aqui na exposição de  fotos do PT.

 
Por Gizele Benitz, PT Câmara Quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Parlamentares da Bancada do PT na Câmara ocuparam a Tribuna nesta quinta-feira (28) para repudiar e lamentar o que chamaram de “atitude mesquinha” do DEM, que patrocinou uma provocação ao PT na quarta-feira (27), numa tentativa frustrada de invadir o espaço permitido pela Câmara para a realização do ato comemorativo aos 33 anos de fundação do Partido dos Trabalhadores.
Para o deputado Amauri Teixeira (PT-BA), agredido e xingado durante o incidente, o episódio pode ser classificado como truculento e autoritário. “Foi atitude daqueles que estão acostumados com a ditatura, que botaram cachorros para nos morder, que nos davam cacetadas quando fazíamos manifestações. Temos atuado aqui — e vamos continuar atuando — com a máxima civilidade, firmeza e respeito. Continuaremos a fazer crítica política e defesa intransigente do espaço democrático dentro deste Congresso, com firmeza, sem temer cara feia, sem temer ameaça, sem temer parte da mídia dominada por eles”, ressaltou o petista.
O deputado Artur Bruno (PT-CE) classificou como intransigente a atitude da oposição. “Atitude violenta e autoritária de alguns que tentaram diminuir o efeito da exposição do PT, tentando prejudicar um ato de comemoração de um partido que tem muito do que se orgulhar”. O DEM, acrescentou Artur Bruno, “ foi o partido que comandou com outros a ditadura militar deste País, e o PSDB implantou uma política neoliberal, que aumentou a distância social no Brasil, as desigualdades. E o PT mudou a vida das pessoas que não eram observadas nas políticas públicas pelo governo FHC”, completou.
O deputado Fernando Ferro (PT-PE) afirmou que o ato do DEM revela a intolerância e a incapacidade de se conviver com a democracia. “A invasão do espaço por deputados do DEM e alguns da oposição revelou uma atitude desqualificada, atitude de facção de torcida organizada, incivilizada, irresponsável.
Quem não pode hoje torturar, quem não pode hoje matar, vale-se desse tipo de expediente. E quem não tem história no seu partido para comemorar 33 anos, esconde-se nesse tipo de procedimento. É preciso respeitar a história dos partidos”, disse.
O deputado Geraldo Simões (PT-BA) ressaltou que o PT tem muito o que mostrar e pediu “calma” ao DEM. “Peço calma aos meninos do DEM, porque nosso governo só tem 10 anos, e acho que isso vai continuar. Pela toada, pelo rito, vai continuar. Daqui a pouco estarão mordendo os cartazes da gente”.
O deputado Jesus Rodrigues (PT-PI) também repudiou a atitude da oposição. “Esta Casa tem regras e vimos uma provocação da oposição para levar, para frente do nosso painel, uma crítica ao nosso partido. Entendemos que qualquer outro partido pode requerer espaço para expor os seus governos, as suas obras, a sua história. Infelizmente não acredito que o DEM e o PSDB tenham uma grande história para mostrar ali naquele painel, e por isso quero repudiar a atitude de ontem”.
Para o deputado Marcon (PT-RS) a atitude do DEM foi lamentável. “Repudio a atitude mesquinha da oposição, que não consegue aparecer na disputa de projeto e tem que fazer as cenas que foram feitas ontem aqui na exposição de fotos do PT. Desses 33 anos, estamos há 10 anos no comando do Brasil com o Presidente Lula e, agora, com a Presidente Dilma, que fizeram bem ao povo brasileiro”, disse.

 
 

Últimos artigos

Por Rui Falcão: Uma semana decisiva que culmina dia 28
segunda, 24 abril 2017, 18:14
    O PT apoia e participa da greve geral nesta sexta-feira, e sua Executiva Nacional estará em Curitiba dia 2 de maio, em homenagem à festa da democracia do dia 3   Paulo Pinto/Agência PT Ato preparatório para a greve geral do... Leia Mais
Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula
terça, 18 abril 2017, 15:08
  Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições   A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a... Leia Mais
Simão Pedro Chiovetti: A gestão Doria – vender SP
quarta, 12 abril 2017, 16:37
  Doria em menos de 100 dias demonstrou que não tem apego algum por SP e muito menos pelos paulistanos da periferia e classe média   Próximo de completar apenas 100 dias à frente da Prefeitura de SP, já é possível perceber que as... Leia Mais
Por Vitor Marques: 100 dias de governo João Doria: a São Paulo virtual e a São Paulo real
quarta, 12 abril 2017, 15:06
  Empossados os novos governos, via de regra, é esperado que a população tenha uma receptividade e uma tolerância maior com aqueles que estão iniciando a nova gestão. Este período é conhecido no vocabulário político como “lua... Leia Mais
Por Emídio de Souza: Algo está errado
terça, 11 abril 2017, 21:35
  Algo está errado. Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 250 mil atendem ao chamado e, sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4... Leia Mais