BRASIL: Mês de março terá 120 mutirões de documentação para mulheres em todo o País

Compartilhar

 

Para todo ano de 2013, estão previstos, no total, 1.078 mutirões. A meta é que, até o final do ano, um milhão de mulheres tenham todos os documentos

 
Por Ministério do Desenvolvimento Agrário Segunda-feira, 4 de março de 2013

Para comemorar o Dia Internacional da Mulher, neste mês de março serão realizados, pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) em parceria com o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), 120 mutirões de Documentação da Trabalhadora Rural. O objetivo é concentrar esforços para atingir a marca histórica de um milhão de mulheres com documentos até o final do ano.
Para todo ano de 2013, estão previstos, no total, 1.078 mutirões - abrangendo 87 Territórios da Cidadania. Os mutirões fazem parte do Programa Nacional de Documentação da Mulher Trabalhadora Rural (PNDTR) e vão beneficiar, na primeira etapa, municípios listados como prioridades no Plano Brasil Sem Miséria, que é destinado às famílias que têm renda mensal até R$ 70 por pessoa.
“Durante as atividades, a equipe realizará o serviço de busca ativa que permitirá a localização de famílias em situação de extrema pobreza e que ainda estão fora do Cadastro Único (CadÚnico) para que elas possam ser incluídas nos programas sociais do governo federal”, explica a diretora de Políticas para Mulheres Rurais do ministério, Karla Hora. O CadÚnico é um instrumento do governo federal que identifica e caracteriza as famílias de baixa renda. A programação de mutirões começou na sexta-feira (1º) no município de Presidente Dutra, no Território da Cidadania de Irecê, Bahia. Na oportunidade, foi possível emitir, gratuitamente, documentos civis, trabalhistas e de acesso aos direitos previdenciários. E, também, a documentação necessária para a inclusão produtiva, o Bloco de Notas fiscais e a Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP), que garantem a comercialização dos produtos por meio das compras públicas. Dez municípios do estado serão beneficiados: Presidente Dutra, América Dourada, Candeal, Ichu, Retirolândia, Conceição do Coité, São Domingos, Valente, Santaluz e Queimadas.
A intenção do governo é superar a meta anual de 175 mil documentos por meio do Plano Brasil Sem Miséria, “a exemplo do que conseguimos em 2012, quando emitimos mais de 247,5 mil documentos”, aponta a diretora Karla Hora.
Desde a sua criação, em 2004, o programa já realizou 4.099 ações em mais de 4,1 mil municípios rurais e emitiu mais de dois milhões de documentos para 942,3 mil mulheres.
Mobilização no Acre
Com o intuito de ajudar o ministério a atingir sua meta, a equipe do MDA no Acre já iniciou ações de mobilização junto aos agentes sociais e sindicais e, aos moradores dos quatros municípios do estado que vão receber os mutirões. O município de Manoel Urbano será o primeiro beneficiado pelo mutirão do PNDTR, nos dias 13 e 14 de março; seguido por Feijó, nos dias 16 e 17. Dando continuidade às atividades, a equipe segue para o município de Taraucá, onde fará atendimento nos dias 19 e 20. Já as trabalhadoras rurais do município da cidade de Rodrigues Alves poderão emitir seus documentos nos dias 22 e 23.
“A mobilização é importante para conscientizar os agricultores familiares sobre a importância da documentação civil e trabalhista para o exercício da cidadania, o acesso às políticas públicas e a autonomia econômica das mulheres”, opinou a coordenadora da equipe do MDA no estado, Jackeliny de França.
Documentação da Trabalhadora Rural
Criado em 2004, o Programa Nacional de Documentação das Trabalhadoras Rurais é uma ação fundamental para a inclusão social das trabalhadoras rurais, seja na reforma agrária ou na agricultura familiar, uma vez que possibilita a emissão gratuita de documentos civis, trabalhistas e de acesso aos direitos previdenciários, por meio de mutirões itinerantes de documentação. O programa também realiza ações educativas para esclarecer as beneficiárias sobre o uso de documentos, apresentar políticas públicas e orientar quanto ao seu acesso.
O PNDTR faz parte do Programa Territórios da Cidadania, do Plano Social Integrado de Registro Civil de Nascimento e Documentação Civil Básica, e do Pacto de Redução das Desigualdades Regionais do Governo Federal.

 
 

Últimos artigos

Por Rui Falcão: Uma semana decisiva que culmina dia 28
segunda, 24 abril 2017, 18:14
    O PT apoia e participa da greve geral nesta sexta-feira, e sua Executiva Nacional estará em Curitiba dia 2 de maio, em homenagem à festa da democracia do dia 3   Paulo Pinto/Agência PT Ato preparatório para a greve geral do... Leia Mais
Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula
terça, 18 abril 2017, 15:08
  Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições   A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a... Leia Mais
Simão Pedro Chiovetti: A gestão Doria – vender SP
quarta, 12 abril 2017, 16:37
  Doria em menos de 100 dias demonstrou que não tem apego algum por SP e muito menos pelos paulistanos da periferia e classe média   Próximo de completar apenas 100 dias à frente da Prefeitura de SP, já é possível perceber que as... Leia Mais
Por Vitor Marques: 100 dias de governo João Doria: a São Paulo virtual e a São Paulo real
quarta, 12 abril 2017, 15:06
  Empossados os novos governos, via de regra, é esperado que a população tenha uma receptividade e uma tolerância maior com aqueles que estão iniciando a nova gestão. Este período é conhecido no vocabulário político como “lua... Leia Mais
Por Emídio de Souza: Algo está errado
terça, 11 abril 2017, 21:35
  Algo está errado. Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 250 mil atendem ao chamado e, sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4... Leia Mais