BRASIL: Brasil sem Miséria será debatido em reunião da Organização Internacional do Trabalho

Compartilhar

 

O governo aproveitará o evento para mobilizar empresários e trabalhadores para participar da III Conferência Global sobre Trabalho Infantil, marcada para outubro deste ano, no Brasil

 
Por Portal Planalto Sexta-feira, 22 de março de 2013

Após ser reconhecido pelo Banco Mundial (Bird) e pelas Nações Unidas como iniciativa de sucesso para a inclusão social e o combate à pobreza – ao conseguir retirar 22 milhões de pessoas da situação de extrema pobreza, o Plano Brasil sem Miséria será apresentado nesta sexta-feira (22), em reunião do Conselho de Administração da Organização Internacional do Trabalho (OIT), em Genebra.
O governo aproveitará o evento para mobilizar empresários e trabalhadores para participar da III Conferência Global sobre Trabalho Infantil, marcada para outubro deste ano, no Brasil.
A experiência brasileira vai ser debatida no painel Agenda para o Desenvolvimento Sustentável pós-2015. Além da transferência de renda, por intermédio do Programa Bolsa Família, o Brasil Sem Miséria também desenvolve ações nas áreas de acesso a serviços públicos e inclusão produtiva e urbana.
Entre elas, o Programa Mais Educação (que prevê o funcionamento de escolas em turno integral e que atende prioritariamente crianças de famílias do Bolsa Família), a expansão das redes de Assistência Social e das Unidades Básicas de Saúde (UBS), o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec Brasil Sem Miséria), o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA, que assegura a compra da safra de pequenos produtores rurais) e a Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater) e Fomento.
A participação de Tereza Campello na reunião da OIT reforça a condição do Brasil, como referência mundial na elaboração e execução de tecnologias sociais. Nos últimos anos, várias nações têm procurado o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) para conhecer os programas e ações brasileiras de desenvolvimento econômico e sustentável com inclusão social.
Por isso, o MDS está promovendo seminários internacionais destinados a esses países. Além disso, o MDS assinou acordo, no mês passado, com a Organização das Nações Unidas (ONU), o Banco Mundial e o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) para compartilhar o plano de superação da extrema pobreza.

 

Últimos artigos

Por Rui Falcão: Uma semana decisiva que culmina dia 28
segunda, 24 abril 2017, 18:14
    O PT apoia e participa da greve geral nesta sexta-feira, e sua Executiva Nacional estará em Curitiba dia 2 de maio, em homenagem à festa da democracia do dia 3   Paulo Pinto/Agência PT Ato preparatório para a greve geral do... Leia Mais
Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula
terça, 18 abril 2017, 15:08
  Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições   A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a... Leia Mais
Simão Pedro Chiovetti: A gestão Doria – vender SP
quarta, 12 abril 2017, 16:37
  Doria em menos de 100 dias demonstrou que não tem apego algum por SP e muito menos pelos paulistanos da periferia e classe média   Próximo de completar apenas 100 dias à frente da Prefeitura de SP, já é possível perceber que as... Leia Mais
Por Vitor Marques: 100 dias de governo João Doria: a São Paulo virtual e a São Paulo real
quarta, 12 abril 2017, 15:06
  Empossados os novos governos, via de regra, é esperado que a população tenha uma receptividade e uma tolerância maior com aqueles que estão iniciando a nova gestão. Este período é conhecido no vocabulário político como “lua... Leia Mais
Por Emídio de Souza: Algo está errado
terça, 11 abril 2017, 21:35
  Algo está errado. Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 250 mil atendem ao chamado e, sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4... Leia Mais