BRASIL: “Saio daqui com muito mais orgulho de ser brasileiro”, diz Lula após visita a hospital em Barretos

Compartilhar

 

O ex-presidente se dispôs a ser um parceiro para incentivar que outros hospitais como esse sejam criados no Brasil

 
Por Instituto Lula Segunda-feira, 25 de março de 2013

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva participou neste sábado (23) da inauguração das novas alas do hospital infantojuvenil que leva seu nome, em Barretos. Após passar cerca de três horas conhecendo diferentes unidades da rede de hospitais dirigida por Henrique Prata, Lula disse que saía dali mais orgulhoso de ser brasileiro. O ex-presidente se dispôs a ser um parceiro para incentivar que outros hospitais como esse sejam criados no Brasil. “Não há no país nenhum hospital [privado ou público] com o senso de humanismo que vimos aqui”.
A Fundação Pio XII, mantenedora do Hospital de Câncer de Barretos e do Hospital Infantojuvenil Luiz Inácio Lula da Silva, realiza 100% de seus atendimentos via SUS. Com 51 anos de história, a rede virou um caso de sucesso também em administração e hoje tem unidades em Jales, Fernandópolis (ambas em SP) e também em Porto Velho (RO) e Juazeiro (BA), além do Ircad, um centro de treinamento em cirurgias robóticas e minimamente invasivas, que confere até títulos de pós-graduação.
“Um dos objetivos do Instituto Lula é conhecer e compartilhar políticas públicas que deram certo”, conta o presidente do Instituto Lula, Paulo Okamotto. ” O que vimos hoje mostra que as parcerias entre os setores público e privado não só podem funcionar, como atingem níveis de excelência, especialmente quando há uma figura empreendedora e apaixonada à frente”.
Lula ficou muito bem impressionado com a visita, com a qualidade do atendimento e, especialmente com a dignidade e o humanismo com que os pacientes são tratados. O ex-presidente destacou a combinação de três fatores no sucesso do hospital: a parceria entre governo federal, governo estadual e o setor privado; a solidariedade de artistas, empresários e também dos pequenos doadores; e, por fim, a capacidade de gestão e amor das pessoas que trabalham no hospital.
“Eu saio daqui mais orgulhoso de ser brasileiro. Se eu tinha alguma dúvida [falando a Henrique Prata], você acabou de me conquistar. Quero ser seu parceiro e ajudar para que outros hospitais dessa qualidade possam ser construídos no Brasil”.
Henrique, que é diretor geral do hospital, chegou a criar um centro de captação de recursos para ajudar a equilibrar as contas e manter o atendimento 100% público e com excelência na qualidade. A rede conta com recursos dos governos federal e estadual e também de doações de pessoas físicas e jurídicas.
O secretário de Saúde do estado de São Paulo, Giovanni Guido Cerri, também acompanhou a visita pelas unidades e disse que o hospital é único. “Viajo muito pelo mundo, a estrutura aqui é impressionante, mas o que faz diferença são as pessoas”.
Um exemplo que personifica a fala do secretário é o próprio diretor geral do hospital, Henrique Prata. Convocado pelo pai para sanar as contas do hospital deficitário, ele acabou criando uma rede que é referência no país, aliando o talento de administrador a uma personalidade empreendedora e apaixonada.
Em seu emocionante discurso na cerimônia de inauguração (ouça abaixo), Henrique conta como foi o primeiro encontro com Lula, em Brasília. “Quando eu estava saindo, contei como era triste a situação do hospital naquele momento, ele me puxou pelo braço e disse: ‘quero te pedir só uma coisa: nunca se acovarde, nunca desista’”. Henrique disse estar confiante que, dentro de dois anos, a taxa de cura de câncer infantil passe de 60 para 80%.

 
 

Últimos artigos

Por Rui Falcão: Uma semana decisiva que culmina dia 28
segunda, 24 abril 2017, 18:14
    O PT apoia e participa da greve geral nesta sexta-feira, e sua Executiva Nacional estará em Curitiba dia 2 de maio, em homenagem à festa da democracia do dia 3   Paulo Pinto/Agência PT Ato preparatório para a greve geral do... Leia Mais
Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula
terça, 18 abril 2017, 15:08
  Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições   A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a... Leia Mais
Simão Pedro Chiovetti: A gestão Doria – vender SP
quarta, 12 abril 2017, 16:37
  Doria em menos de 100 dias demonstrou que não tem apego algum por SP e muito menos pelos paulistanos da periferia e classe média   Próximo de completar apenas 100 dias à frente da Prefeitura de SP, já é possível perceber que as... Leia Mais
Por Vitor Marques: 100 dias de governo João Doria: a São Paulo virtual e a São Paulo real
quarta, 12 abril 2017, 15:06
  Empossados os novos governos, via de regra, é esperado que a população tenha uma receptividade e uma tolerância maior com aqueles que estão iniciando a nova gestão. Este período é conhecido no vocabulário político como “lua... Leia Mais
Por Emídio de Souza: Algo está errado
terça, 11 abril 2017, 21:35
  Algo está errado. Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 250 mil atendem ao chamado e, sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4... Leia Mais