BRASIL: Vozes da Nova Classe Média é lançado nesta 2ª e mostra que 95% dos postos de trabalho criados de 2001 a 2011 são formais

Compartilhar

 

A publicação traz uma abordagem inédita sobre a contribuição do empreendedorismo para a expansão e a sustentabilidade da classe média de 2001 até 2011, além de um panorama da geração de empregos da mobilidade social, entre outros aspectos

 
Por Portal Planalto e Ipea Segunda-feira, 29 de abril de 2013

Dos seis milhões de postos de trabalho criados pelos empreendimentos brasileiros de pequeno porte entre 2001 e 2011, 95% são formais. A revelação é do levantamento “Empreendedorismo e Classe Média”, publicada na terceira edição do caderno “Vozes da Nova Classe Média”. O caderno será lançado pela Secretaria de Assuntos Estratégicos (SAE), nesta segunda-feira (29), às 10h, no Anexo I do Palácio do Planalto.
O evento é promovido em parceria com a Caixa Econômica Federal e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). O trabalho mostra a contribuição do empreendedor para a expansão da nova classe média brasileira. Um dos destaques é justamente o salto na formalização.
O ministro-chefe interino da SAE e presidente do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), Marcelo Neri, será o anfitrião da cerimônia, enquanto o subsecretário de Ações Estratégicas da SAE, Ricardo Paes de Barros, apresentará o estudo em detalhes. Também estarão representados o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, a Caixa, o Sebrae e o Banco do Nordeste do Brasil (BNB).
Mobilidade social
A publicação traz uma abordagem inédita sobre a contribuição do empreendedorismo para a expansão e a sustentabilidade da classe média de 2001 até 2011, além de um panorama da geração de empregos da mobilidade social, entre outros aspectos.
Para traçar um comparativo entre a classe média e o empreendedorismo, os especialistas da SAE usaram dados da Pesquisa Nacional por Amostragem de Domicílio (PNAD – IBGE) e do Sistema de Indicadores de Percepção Social, do Ipea (SIPS-Ipea), e mapearam o tamanho dessa população, seu perfil socioeconômico, comportamento e percepções de cenário.
Foram analisados, por exemplo, o número de autônomos, empregadores e empregados; quantos são formais ou informais; individuais, micro ou pequenos, e qual a presença de cada segmento nas classes sociais ao longo da última década.
A série “Vozes da Nova Classe Média” consiste em estudos periódicos que oferecem informações sobre a evolução, os valores, o comportamento e as aspirações da classe média brasileira, a fim de subsidiar a formulação de políticas públicas. A última edição apresentou um perfil detalhado daqueles que ingressaram no segmento nos últimos dez anos, com uma abordagem detalhada sobre a desigualdade, a heterogeneidade e a diversidade dessa classe social.

 
 

Últimos artigos

Por Rui Falcão: Uma semana decisiva que culmina dia 28
segunda, 24 abril 2017, 18:14
    O PT apoia e participa da greve geral nesta sexta-feira, e sua Executiva Nacional estará em Curitiba dia 2 de maio, em homenagem à festa da democracia do dia 3   Paulo Pinto/Agência PT Ato preparatório para a greve geral do... Leia Mais
Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula
terça, 18 abril 2017, 15:08
  Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições   A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a... Leia Mais
Simão Pedro Chiovetti: A gestão Doria – vender SP
quarta, 12 abril 2017, 16:37
  Doria em menos de 100 dias demonstrou que não tem apego algum por SP e muito menos pelos paulistanos da periferia e classe média   Próximo de completar apenas 100 dias à frente da Prefeitura de SP, já é possível perceber que as... Leia Mais
Por Vitor Marques: 100 dias de governo João Doria: a São Paulo virtual e a São Paulo real
quarta, 12 abril 2017, 15:06
  Empossados os novos governos, via de regra, é esperado que a população tenha uma receptividade e uma tolerância maior com aqueles que estão iniciando a nova gestão. Este período é conhecido no vocabulário político como “lua... Leia Mais
Por Emídio de Souza: Algo está errado
terça, 11 abril 2017, 21:35
  Algo está errado. Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 250 mil atendem ao chamado e, sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4... Leia Mais