PED 2013: Carta de Paulo Frateschi para a militância petista

Compartilhar
Paulo Frateschi, secretário nacional de Comunicação do PT (Foto: Arquivo/PT)


Leia o documento assinado pelo membro da Executiva Nacional do PT com esclarecimentos sobre a ausência do seu nome na chapa "O Partido que Muda o Brasil" (PMB)


“Fui informado que causou surpresa a ausência do meu nome na Chapa “O Partido que Muda o Brasil” que irá disputar o PED em novembro.

Perguntaram o que teria acontecido para eu ficar fora da chapa.

Esclareço que foi uma decisão pessoal. Há alguns meses tenho dito aos companheiros que decidi não participar da composição do novo diretório.

Fui consultado varias vezes pelo nosso querido Rochinha, coordenador nacional, e pelo companheiro Antonio, coordenador estadual da CNB em São Paulo. Agradecido pela deferência e pela atenção, decididamente declinei da indicação.

Continuo na coordenação nacional da CNB muito afinado com a corrente majoritária que ajudei a construir em todo o Brasil.

Carrego no meu acanhado currículo a honra de ter participado da histórica reunião do colégio Sion e ter assinado a ata de fundação do Partido dos Trabalhadores em fevereiro de 1980. Desde então, sempre ocupei cargos nas esferas da direção.

Há trinta e três anos que disputo políticas e espaços em todos os níveis e instancias. É uma vida.

Além de me proporcionar o privilegio de participar da construção do maior partido de esquerda e de me dar a chance de militar nos grandes movimentos populares e democráticos da história recente do país, o PT sempre foi muito generoso com meus erros e equívocos. Hoje sou um petista reconhecido e o PT não me deve nada.

O 4º. Congresso apontou claramente a necessidade de renovação. O companheiro Lula tem insistido nesta tese, eu entendi o recado que veio da militância que aponta para o futuro.

Precisamos aprender a preservar companheiros experientes que carregam a memória da vida partidária e, ao mesmo tempo, abrir espaços para a renovação com novos quadros dirigentes.

A minha decisão, tenho certeza, ajuda neste processo.

Continuarei minha militância seguindo a orientação de meu partido.

Até dezembro estarei na executiva nacional e me dedicarei ao sucesso do 5º. Congresso.

Vou participar da coordenação da campanha do companheiro Rui Falcão à presidência do PT e da nossa chapa “O Partido que Muda o Brasil”.

E, é claro, vou m empenhar com todo afinco na campanha da reeleição da nossa presidenta Dilma.

Contem com minha militância, um abraço afetuoso.

PT Saudações.

Paulo Frateschi

Últimos artigos

Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula
terça, 18 abril 2017, 15:08
  Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições   A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a... Leia Mais
Simão Pedro Chiovetti: A gestão Doria – vender SP
quarta, 12 abril 2017, 16:37
  Doria em menos de 100 dias demonstrou que não tem apego algum por SP e muito menos pelos paulistanos da periferia e classe média   Próximo de completar apenas 100 dias à frente da Prefeitura de SP, já é possível perceber que as... Leia Mais
Por Vitor Marques: 100 dias de governo João Doria: a São Paulo virtual e a São Paulo real
quarta, 12 abril 2017, 15:06
  Empossados os novos governos, via de regra, é esperado que a população tenha uma receptividade e uma tolerância maior com aqueles que estão iniciando a nova gestão. Este período é conhecido no vocabulário político como “lua... Leia Mais
Por Emídio de Souza: Algo está errado
terça, 11 abril 2017, 21:35
  Algo está errado. Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 250 mil atendem ao chamado e, sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4... Leia Mais
Rui Falcão: As alternativas do PT para a Previdência
segunda, 13 março 2017, 19:03
  Em meio às manifestações contra o desmonte da Previdência (e foi notável a reação das mulheres no 8 de março, dia de luta também contra o conservadorismo e a violência), abre-se agora o debate sobre qual a melhor tática... Leia Mais