Lula: "Os Estados Unidos não foram nomeados para serem xerifes do mundo"

Compartilhar



O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva classificou como muitos graves as denúncias de espionagem do governo americano sobre as comunicações eletrônicas e telefônicas da presidente Dilma Rousseff (PT) e cobrou um pedido de desculpas do presidente americano Barack Obama. "A resposta americana não pode ser via diplomacia, porque a espionagem não foi via diplomacia. Cabe ao Obama, humildemente, pedir desculpas a presidenta Dilma e ao Brasil", afirmou Lula após almoço em São Paulo com a bancada de deputados estaduais do PT.

O ex-presidente opinou que "a soberania dos Estados está sendo colocada em risco com o comportamento americano".

"Os Estados Unidos não foram nomeados para serem xerifes do mundo. Ninguém pediu. Se querem saber alguma coisa da Dilma, que perguntem. Não tem que ficar bisbilhotando. Foi grave, muito grave. Os americanos passaram os limites do respeito à soberania dos países."

Lula disse ter lido na imprensa que Obama iria explicar ao presidente da Suécia que a espionagem serviria para proteger outras nações. "Ninguém está pedindo proteção. O que os americanos não suportam é o fato de o Brasil ter virado um ator global".

Lula disse que não poderia opinar sobre o possível cancelamento da viagem de Dilma aos Estados Unidos por se tratar de uma  decisão que, segundo ele, cabe exclusivamente a ela. Contudo, brincou ao falar de sua expectativa em relação ao comportamento da presidente. "Espero que a Dilma dê um 'guenta' democrático no Obama."

O ex-presidente disse que é importante que o Brasil desafie as universidades, os cientistas e os pesquisadores em geral a apresentarem ao governo um programa que permita a segurança nas comunicações e admitiu que o Brasil está "vulnerável" nas telecomunicações.

 

Por: Fernando Gallo - O Estado de S. Paulo

Últimos artigos

Por Rui Falcão: Uma semana decisiva que culmina dia 28
segunda, 24 abril 2017, 18:14
    O PT apoia e participa da greve geral nesta sexta-feira, e sua Executiva Nacional estará em Curitiba dia 2 de maio, em homenagem à festa da democracia do dia 3   Paulo Pinto/Agência PT Ato preparatório para a greve geral do... Leia Mais
Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula
terça, 18 abril 2017, 15:08
  Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições   A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a... Leia Mais
Simão Pedro Chiovetti: A gestão Doria – vender SP
quarta, 12 abril 2017, 16:37
  Doria em menos de 100 dias demonstrou que não tem apego algum por SP e muito menos pelos paulistanos da periferia e classe média   Próximo de completar apenas 100 dias à frente da Prefeitura de SP, já é possível perceber que as... Leia Mais
Por Vitor Marques: 100 dias de governo João Doria: a São Paulo virtual e a São Paulo real
quarta, 12 abril 2017, 15:06
  Empossados os novos governos, via de regra, é esperado que a população tenha uma receptividade e uma tolerância maior com aqueles que estão iniciando a nova gestão. Este período é conhecido no vocabulário político como “lua... Leia Mais
Por Emídio de Souza: Algo está errado
terça, 11 abril 2017, 21:35
  Algo está errado. Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 250 mil atendem ao chamado e, sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4... Leia Mais