Comemoração do aniversário do PCdoB será nas ruas de SP

Compartilhar

Na terça-feira (25), o Partido Comunista do Brasil completa 92 anos. A história do Partido é significado da totalidade da luta dos comunistas no Brasil, da defesa do socialismo, da democracia e por um Brasil soberano, desenvolvido e igualitário.

 

 

Para reafirmar essas bandeiras, o PCdoB de São Paulo comemorará o marco de quase um século de existência nas ruas de São Paulo com a militância em um ato público em frente ao Theatro Municipal. Estarão presentes lideranças políticas como a vice-prefeita Nádia Campeão, o presidente estadual do partido, Orlando Silva, as deputadas estaduais Sarah Munhoz e Leci Brandão, o subprefeito da Sé, Alcides Amazonas, e o presidente municipal, Jamil Murad, entre outras lideranças.

Para Jamil Murad, comemorar o aniversário do Partido nas ruas, neste ano, tem um elemento especial. “No ano em que há o marco de 50 anos que o Brasil foi atingido por traidores da nação, com o golpe militar, o PCdoB sair às ruas para erguer sua bandeira tem uma conotação diferenciada. O PCdoB perdeu muitos quadros na ditadura, foi o partido mais atingido pelos militares e essa resistência faz parte da nossa história.”

“Nós lutamos muito para poder ir às ruas com as nossas bandeiras e gritar as nossas palavras de ordem. Vamos fazer isso com alegria, tremular alto a bandeira do socialismo, da democracia e da esperança”, completou Jamil.

Em um cenário em que aqueles que reverberam a ideologia dominante dizerem não haver mais luta de classes e que o socialismo está morto, o PCdoB reafirma que suas ideias estão mais vivas do que nunca e que somente o socialismo, ciência construída pelos trabalhadores, é capaz de edificar uma sociedade ancorada em outros preceitos, em que a paz, o desenvolvimento, a justiça social e igualdade serão os seus pilares fundamentais.

Mais informações:

Ato Público: "PCdoB: 92 anos em defesa da democracia, do Brasil e do Socialismo"
Dia: 25 de março (Terça-feira)
Horário: a partir das 17 horas
Local: Em frente ao Theatro Municipal
Praça Ramos de Azevedo - Centro (próximo ao Metrô Anhangabaú)

Da Redação, Ana Flávia Marx

Últimos artigos

Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula
terça, 18 abril 2017, 15:08
  Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições   A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a... Leia Mais
Simão Pedro Chiovetti: A gestão Doria – vender SP
quarta, 12 abril 2017, 16:37
  Doria em menos de 100 dias demonstrou que não tem apego algum por SP e muito menos pelos paulistanos da periferia e classe média   Próximo de completar apenas 100 dias à frente da Prefeitura de SP, já é possível perceber que as... Leia Mais
Por Vitor Marques: 100 dias de governo João Doria: a São Paulo virtual e a São Paulo real
quarta, 12 abril 2017, 15:06
  Empossados os novos governos, via de regra, é esperado que a população tenha uma receptividade e uma tolerância maior com aqueles que estão iniciando a nova gestão. Este período é conhecido no vocabulário político como “lua... Leia Mais
Por Emídio de Souza: Algo está errado
terça, 11 abril 2017, 21:35
  Algo está errado. Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 250 mil atendem ao chamado e, sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4... Leia Mais
Rui Falcão: As alternativas do PT para a Previdência
segunda, 13 março 2017, 19:03
  Em meio às manifestações contra o desmonte da Previdência (e foi notável a reação das mulheres no 8 de março, dia de luta também contra o conservadorismo e a violência), abre-se agora o debate sobre qual a melhor tática... Leia Mais