Nossos aeroportos estão preparados para a Copa do Mundo e para garantir o bem-estar dos brasileiros, afirma Dilma

Compartilhar

A presidenta também ressaltou a importância da aviação regional, que vai descentralizar e facilitar o fluxo de passageiros, e falou sobre os investimentos que estão sendo feitos nos aeroportos do interior do Brasil

 
Por Blog do Planalto

 

A presidenta Dilma Rousseff falou sobre a ampliação e modernização dos aeroportos brasileiros, no Café com a Presidenta desta segunda-feira (19), e garantiu que as melhorias serão boas para a Copa do Mundo, mas serão ainda mais importantes para atender ao crescimento da demanda do Brasil e garantir o bem-estar dos brasileiros.

“É claro que eles vão servir à Copa, mas, além de tudo, eles são investimentos no bem-estar do nosso passageiro, no bem-estar desses milhões de brasileiros que passaram a ter renda suficiente para comprar sua passagem de avião e viajar.”, ressaltou Dilma.

A presidenta anunciou que irá, nesta terça-feira (20), inaugurar um novo terminal do Aeroporto de Guarulhos (SP), maior que os três que já operam lá, “moderno, confortável e com capacidade para receber 12 milhões de passageiros por ano”. Dilma exemplificou as melhorias que vem sendo feitas:

“São obras de construção de novos terminais de embarque e desembarque, de reforma de terminais existentes, ampliação de pistas e pátios para movimentação das aeronaves, de aumento de estacionamentos, de modernização de esteiras de bagagens (…)”

Dilma comentou também a ampliação do número de passageiros nos aeroportos, motivada pela ascensão de 42 milhões de brasileiros à classe média, e afirmou que, agora, os aviões se transformaram em um meio de transporte de massa.



“De 2003 para cá, o número de passageiros nos aeroportos saltou de 33 para 111 milhões ao ano. (…) Nesse período, 42 milhões de pessoas passaram a fazer parte da classe média no Brasil. E, assim, gente que antes não utilizava o avião passou a poder frequentar os aeroportos. Até a década passada, os aeroportos só serviam a uma pequena elite, a uma pequena parcela da população, uns poucos privilegiados que andavam de avião. Agora não, agora, no Brasil, os aeroportos atendem muito mais gente e os aviões se transformaram em um meio de transporte de massa,”destacou Dilma.

A presidenta também ressaltou a importância da aviação regional, que vai descentralizar e facilitar o fluxo de passageiros, e falou sobre os investimentos que estão sendo feitos nos aeroportos do interior do Brasil.

“Nós estamos investindo R$ 7,3 bilhões na expansão de 270 aeroportos espalhados pelo interior deste país. O Brasil é um país enorme, que não pode depender apenas dos aeroportos das capitais ou das grandes cidades. Os aeroportos regionais vão descentralizar e facilitar o fluxo de passageiros. Assim, quem está longe dos grandes centros vai, progressivamente, poder pegar um avião a menos de 100km de onde mora ou trabalha”, garantiu.

Últimos artigos

Por Rui Falcão: Uma semana decisiva que culmina dia 28
segunda, 24 abril 2017, 18:14
    O PT apoia e participa da greve geral nesta sexta-feira, e sua Executiva Nacional estará em Curitiba dia 2 de maio, em homenagem à festa da democracia do dia 3   Paulo Pinto/Agência PT Ato preparatório para a greve geral do... Leia Mais
Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula
terça, 18 abril 2017, 15:08
  Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições   A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a... Leia Mais
Simão Pedro Chiovetti: A gestão Doria – vender SP
quarta, 12 abril 2017, 16:37
  Doria em menos de 100 dias demonstrou que não tem apego algum por SP e muito menos pelos paulistanos da periferia e classe média   Próximo de completar apenas 100 dias à frente da Prefeitura de SP, já é possível perceber que as... Leia Mais
Por Vitor Marques: 100 dias de governo João Doria: a São Paulo virtual e a São Paulo real
quarta, 12 abril 2017, 15:06
  Empossados os novos governos, via de regra, é esperado que a população tenha uma receptividade e uma tolerância maior com aqueles que estão iniciando a nova gestão. Este período é conhecido no vocabulário político como “lua... Leia Mais
Por Emídio de Souza: Algo está errado
terça, 11 abril 2017, 21:35
  Algo está errado. Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 250 mil atendem ao chamado e, sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4... Leia Mais