Economia Lucro com a Copa ultrapassa R$ 500 mi para micro e pequenas empresas

Compartilhar

Quase 44 mil empresas de pequeno porte lucraram R$ 500 milhões até agora com a Copa do Mundo no Brasil. O aumento na lucratividade é resultado de treinamentos e consultorias do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), oferecidos desde 2011.

As empresas que mais puderam expandir com o megaevento foram as ligadas à construção civil, turismo, artesanato e serviços.

“A nossa ideia era aproveitar empresas que podiam se desenvolver com mais oportunidades. O legado é de empresas mais competitivas e com mais condições de enfrentar o mercado”, explicou o presidente do Sebrae, Luiz Barreto, durante evento realizado no Rio de Janeiro, nesta segunda-feira (7).

Segundo Barreto, o Mundial tem sido uma grande oportunidade para essas empresas conquistarem mercados maiores e se tornarem mais competitivas. “Nós ainda temos a expectativa de crescimento nesta reta final de Copa do Mundo”, comemorou.

O Sebrae investiu cerca de R$ 90 milhões em treinamentos, consultorias e cursos de capacitação voltados para oportunidades geradas pela Copa do Mundo.

Para o secretário executivo do Mdic, Ricardo Schaefer, os investimentos no país não devem cessar com o fim do Mundial, pelo contrário, devem seguir crescendo.

Empresários que investiram no público da Copa podem vender seus produtos em 19 lojas, patrocinadas pelo Sebrae, localizadas em todas as cidades-sede. Os locais servem como vitrine para produtos típicos de cada região, artesanato e gastronomia.

A previsão da Confederação Nacional do Comércio (CNC) é que a Copa do Mundo movimente cerca de R$ 863 milhões com as vendas no varejo.

Fonte: Flávia Umpierre, da Agência PT de Notícias

Últimos artigos

Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula
terça, 18 abril 2017, 15:08
  Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições   A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a... Leia Mais
Simão Pedro Chiovetti: A gestão Doria – vender SP
quarta, 12 abril 2017, 16:37
  Doria em menos de 100 dias demonstrou que não tem apego algum por SP e muito menos pelos paulistanos da periferia e classe média   Próximo de completar apenas 100 dias à frente da Prefeitura de SP, já é possível perceber que as... Leia Mais
Por Vitor Marques: 100 dias de governo João Doria: a São Paulo virtual e a São Paulo real
quarta, 12 abril 2017, 15:06
  Empossados os novos governos, via de regra, é esperado que a população tenha uma receptividade e uma tolerância maior com aqueles que estão iniciando a nova gestão. Este período é conhecido no vocabulário político como “lua... Leia Mais
Por Emídio de Souza: Algo está errado
terça, 11 abril 2017, 21:35
  Algo está errado. Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 250 mil atendem ao chamado e, sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4... Leia Mais
Rui Falcão: As alternativas do PT para a Previdência
segunda, 13 março 2017, 19:03
  Em meio às manifestações contra o desmonte da Previdência (e foi notável a reação das mulheres no 8 de março, dia de luta também contra o conservadorismo e a violência), abre-se agora o debate sobre qual a melhor tática... Leia Mais