Não aceitamos golpes na véspera eleitoral, diz Dilma

Compartilhar

 

Durante caminhada em Canoas (RS), nesta sexta-feira (10), a presidenta Dilma Rousseff reiterou sua desaprovação ao vazamento seletivo de depoimentos de investigações sobre corrupão, em plena campanha presidencial. A candidata à reeleição lamenta que informações incompletas sejam passadas irregularmente à imprensa e reintera que, em seu governo, a polícia e orgãos de controle e transparência têm total liberdade de atuar em favor do interesse público.

“Na véspera eleitoral, eles sempre querem dar um golpe. Estão dando um golpe, e não podemos concordar com isso. O Rio Grande do Sul é formado por homens e mulheres conscientes. Vamos formar uma grande onda e levar a palavra ‘vamos vencer o retrocesso’ para todo o Rio Grande “, exclamou.

Dilma se encontrou com o povo gaúcho no bairro de Guajuviras, em Canoas (RS), região metropolitana de Porto Alegre. Ela participou do evento ao lado do ex-governador do Rio Grande do Sul Olívio Dutra, e do atual candidato à reeleição, Tarso Genro.

Assim como em Alagoas, nesta quinta-feira (9), a presidenta conclamou uma onda popular para defender os avanços conquistados nos últimos 12 anos, tais como a redução da desigualdade social, a valorização do emprego e do salário mínimo.

“Somos aqueles que vamos juntar até o dia 26 para não deixar esse País e o RS voltarem para trás. Não vamos deixar que quem nunca viu o Rio Grande na vida, que nunca esteve empenhado no desenvolvimento do Rio Grande se eleja presidente”, afirmou.

Na sequência da campanha, Dilma se dirige para a terra natal: Belo Horizonte, onde continua o contato com o povo mineiro neste sábado (11).

Fonte:  Agência PT de Notícias

 

Últimos artigos

Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula
terça, 18 abril 2017, 15:08
  Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições   A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a... Leia Mais
Simão Pedro Chiovetti: A gestão Doria – vender SP
quarta, 12 abril 2017, 16:37
  Doria em menos de 100 dias demonstrou que não tem apego algum por SP e muito menos pelos paulistanos da periferia e classe média   Próximo de completar apenas 100 dias à frente da Prefeitura de SP, já é possível perceber que as... Leia Mais
Por Vitor Marques: 100 dias de governo João Doria: a São Paulo virtual e a São Paulo real
quarta, 12 abril 2017, 15:06
  Empossados os novos governos, via de regra, é esperado que a população tenha uma receptividade e uma tolerância maior com aqueles que estão iniciando a nova gestão. Este período é conhecido no vocabulário político como “lua... Leia Mais
Por Emídio de Souza: Algo está errado
terça, 11 abril 2017, 21:35
  Algo está errado. Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 250 mil atendem ao chamado e, sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4... Leia Mais
Rui Falcão: As alternativas do PT para a Previdência
segunda, 13 março 2017, 19:03
  Em meio às manifestações contra o desmonte da Previdência (e foi notável a reação das mulheres no 8 de março, dia de luta também contra o conservadorismo e a violência), abre-se agora o debate sobre qual a melhor tática... Leia Mais