Dilma anuncia Levy na Fazenda e Barbosa no Planejamento

Compartilhar

A presidenta Dilma Rousseff anunciou, na tarde desta quinta-feira (27), os nomes que vão compor a equipe econômica de seu segundo mandato. Alexandre Tombini permanece na presidência do Banco Central, Joaquim Levy assume o Ministério da Fazenda e Nelson Barbosa vai para o Ministério do Planejamento.

A Presidência da República informou que os integrantes da nova equipe vão despachar no Palácio do Planalto durante o período de transição.

Alexandre Tombini é economista formado pela UnB e PhD pela Universidade de Illinois (EUA). É funcionário de carreira do Banco Central desde 1998 e, no fim de 2010, foi escolhido pela presidenta eleita para presidir o Banco, a partir de 2011.

Joaquim Levy é engenheiro formado pela UFRJ e PhD em economia pela Universidade de Chicago (EUA). Foi secretário do Tesouro Nacional de 2003 a 2006. Também foi vice-presidente do Banco Interamericano de Desenvolvimento e secretário da Fazenda do Rio de Janeiro no primeiro mandato de Sérgio Cabral. Desde 2010, trabalha no Bradesco Asset Management, divisão de gestão de recursos do Bradesco, onde ocupa atualmente o cargo de Diretor-Superintendente.

Nelson Barbosa é economista e professor. Formado em economia pela UFRJ e PhD pela New School for Social Research em Nova York (EUA), foi secretário-executivo do Ministério da Fazenda de 2011 a 2013. Barbosa é professor titular da Escola de Economia de São Paulo da FGV, professor adjunto do Instituto de Economia da UFRJ e pesquisador do Instituto Brasileiro de Economia (IBRE/FGV).

Da Redação da Agência PT de Notícias

Últimos artigos

Por Rui Falcão: Uma semana decisiva que culmina dia 28
segunda, 24 abril 2017, 18:14
    O PT apoia e participa da greve geral nesta sexta-feira, e sua Executiva Nacional estará em Curitiba dia 2 de maio, em homenagem à festa da democracia do dia 3   Paulo Pinto/Agência PT Ato preparatório para a greve geral do... Leia Mais
Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula
terça, 18 abril 2017, 15:08
  Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições   A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a... Leia Mais
Simão Pedro Chiovetti: A gestão Doria – vender SP
quarta, 12 abril 2017, 16:37
  Doria em menos de 100 dias demonstrou que não tem apego algum por SP e muito menos pelos paulistanos da periferia e classe média   Próximo de completar apenas 100 dias à frente da Prefeitura de SP, já é possível perceber que as... Leia Mais
Por Vitor Marques: 100 dias de governo João Doria: a São Paulo virtual e a São Paulo real
quarta, 12 abril 2017, 15:06
  Empossados os novos governos, via de regra, é esperado que a população tenha uma receptividade e uma tolerância maior com aqueles que estão iniciando a nova gestão. Este período é conhecido no vocabulário político como “lua... Leia Mais
Por Emídio de Souza: Algo está errado
terça, 11 abril 2017, 21:35
  Algo está errado. Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 250 mil atendem ao chamado e, sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4... Leia Mais