Lula exalta lição de cidadania que os catadores dão à sociedade

Compartilhar

O trabalho social e ambiental dos catadores de materiais recicláveis foi tema da inauguração da ExpoCatadores 2014, realizada na manhã desta segunda-feira (1), em São Paulo. O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ressaltou que a categoria dá "uma lição de cidadania a este país".

No mesmo sentido, o prefeito Fernando Haddad afirmou que os catadores "ensinaram a sociedade a ver riqueza onde se via lixo". Haddad falou ainda do compromisso da cidade de São Paulo com uma economia sustentável e da política do município de inaugurar centrais mecanizadas de lixo, mas também qualificar as centrais manuais já existentes.

Lula lembrou sua primeira reunião com o Movimento Nacional dos Catadores de Materiais Recicláveis (MNCR) e o quanto as relações mudaram desde então. "Vocês aprenderam que a profissão que têm não é menor do que a de um médico ou engenheiro. Aprenderam a andar de cabeça erguida", disse.

Valquiria Candido da Silva, da coordenação do MNCR, agradeceu a presença de todos e ressaltou a importância de lembrar a história do movimento e dos catadores.

 

Clique aqui e veja o áudio de Lula durante do evento 

 

 

Haddad: “Os catadores ensinaram a sociedade a ver riqueza onde se via lixo”

 

Durante participação na quinta edição da Expocatadores, nesta segunda-feira (01), no Anhembi, o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), falou do compromisso da capital paulista em melhorar as condições de trabalho das centrais manuais de coleta seletiva e a meta de reciclar 25% dos resíduos secos.

Haddad garantiu que há esforços de mecanização de centrais de reciclagem em condução pelo governo municipal, mas prometeu que serão realizados sem promover a exclusão de catadores. “A modernização não vai excluir ninguém, ao contrário, vai incluir cooperativas e os catadores avulsos. Eles (catadores) ensinaram a sociedade a ver riqueza onde se via lixo”, comentou.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva relembrou sua primeira reunião com o Movimento Nacional dos Catadores de Materiais Recicláveis (MNCR) e o quanto as relações mudaram desde então. “Vocês aprenderam que a profissão que têm não é menor do que a de um médico ou engenheiro. Aprenderam a andar de cabeça erguida”, falou Lula aos catadores.

Investimento do BNDES

O prefeito Fernando Haddad também adiantou nesta segunda-feira que a presidenta da República Dilma Rousseff (PT) vai anunciar a destinação de recursos do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) para melhorar as condições de trabalho das centrais manuais de coleta seletiva em São Paulo. O objetivo será reduzir a insalubridade a que estão expostos catadores. Dilma participa do segundo dia da Expocatadores 2014, que acontece nesta terça-feira (02), das 9hs às 12h30.

Fonte: SpressoSP

 

Últimos artigos

Por Rui Falcão: Uma semana decisiva que culmina dia 28
segunda, 24 abril 2017, 18:14
    O PT apoia e participa da greve geral nesta sexta-feira, e sua Executiva Nacional estará em Curitiba dia 2 de maio, em homenagem à festa da democracia do dia 3   Paulo Pinto/Agência PT Ato preparatório para a greve geral do... Leia Mais
Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula
terça, 18 abril 2017, 15:08
  Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições   A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a... Leia Mais
Simão Pedro Chiovetti: A gestão Doria – vender SP
quarta, 12 abril 2017, 16:37
  Doria em menos de 100 dias demonstrou que não tem apego algum por SP e muito menos pelos paulistanos da periferia e classe média   Próximo de completar apenas 100 dias à frente da Prefeitura de SP, já é possível perceber que as... Leia Mais
Por Vitor Marques: 100 dias de governo João Doria: a São Paulo virtual e a São Paulo real
quarta, 12 abril 2017, 15:06
  Empossados os novos governos, via de regra, é esperado que a população tenha uma receptividade e uma tolerância maior com aqueles que estão iniciando a nova gestão. Este período é conhecido no vocabulário político como “lua... Leia Mais
Por Emídio de Souza: Algo está errado
terça, 11 abril 2017, 21:35
  Algo está errado. Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 250 mil atendem ao chamado e, sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4... Leia Mais