PT na Câmara vai processar Bolsonaro por agressões a deputada

Compartilhar

O líder do PT na Câmara dos Deputados, deputado Vicentinho (SP), divulgou nota, nesta terça-feira (10), na qual rechaçou as agressões feitas pelo deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ) à deputada Maria do Rosário (PT-RS) e prometeu processá-lo nos âmbitos do Legislativo e do Judiciário .

“A barbárie cometida hoje no plenário da Câmara ofende a cidadania brasileira e as consciências das pessoas que lutam por uma sociedade civilizada, tolerante e democrática”, afirma o texto.

Bolsonaro afirmou que não estupraria a deputada Maria do Rosário porque ela não merece, durante sessão plenária. A deputada havia discursado sobre crimes praticados na ditadura militar e o relatório final dos trabalhos da Comissão Nacional da Verdade, que será divulgado nesta quarta-feira (10), e prevê o indiciamento de responsáveis por torturas.

“Diante disso, a Bancada do PT decidiu tomar todas as medidas judiciais e regimentais contra o deputado Jair Bolsonaro”, diz a nota de Vicentinho.

leia a íntegra:

Nota de Repúdio da Bancada do PT ao deputado Jair Bolsonaro

O Deputado Jair Bolsonaro é representante, aqui neste Parlamento, de um outro estágio civilizatório: um que a sociedade brasileira felizmente superou, mas que não está enterrado porque tem nesse senhor sua cria, a destilar a grosseria, o ódio, o desrespeito e a violência próprios dos tempos de barbárie.

Hoje este senhor cometeu mais um ato torpe ao declarar que “não estuprava a deputada Maria do Rosário porque ela não merece”, deixando assim transparecer como lhe é admissível a ideia de assumir o papel de estuprador condicionando, porém, sua agressão ao “merecimento” da vítima, assim demonstrando a covardia que é tão típica dos estupradores.

A dignidade da pessoa humana, que é relembrada, comemorada e reivindicada nesta semana do Dia Internacional dos Direitos Humanos, é um valor estranho a esse senhor: tudo o que está em sua mente e em sua boca é maldade e depravação, marcas indeléveis do regime de usurpadores e torturadores que ele tanto defende.

Num exercício de paranoia conspiracionista, os malfeitos desse tempo de horror ele quer projetar no nosso governo, que ao contrário de tudo o que ele representa, é democrático e vitorioso. Nossa Constituição prevê punição para práticas discriminatórias que atentem contra os direitos e liberdade fundamentais. O artigo 1º, da Carta Magna fundamenta-se, entre outros valores, na cidadania e na dignidade da pessoa humana e no pluralismo político.

Diante disso, a Bancada do PT decidiu tomar todas as medidas judiciais e regimentais contra o deputado Jair Bolsonaro. A barbárie cometida hoje no plenário da Câmara ofende a cidadania brasileira e as consciências das pessoas que lutam por uma sociedade civilizada, tolerante e democrática. No âmbito do Parlamento e do Judiciário, todas as iniciativas serão tomadas por nós, parlamentares da Bancada do PT, já que as declarações – ameaças – de Bolsonaro demonstram total desrespeito à condição de representante do povo deste país.

Cara companheira deputada Maria do Rosário, temos orgulho do seu caráter e do seu compromisso com a dignidade humana. Não se deixe abater por este ataque vil e conte sempre conosco.

Dep. VICENTINHO – PT/SP
Líder da Bancada na Câmara

Fonte: Agência PT de Notícias

Últimos artigos

Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula
terça, 18 abril 2017, 15:08
  Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições   A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a... Leia Mais
Simão Pedro Chiovetti: A gestão Doria – vender SP
quarta, 12 abril 2017, 16:37
  Doria em menos de 100 dias demonstrou que não tem apego algum por SP e muito menos pelos paulistanos da periferia e classe média   Próximo de completar apenas 100 dias à frente da Prefeitura de SP, já é possível perceber que as... Leia Mais
Por Vitor Marques: 100 dias de governo João Doria: a São Paulo virtual e a São Paulo real
quarta, 12 abril 2017, 15:06
  Empossados os novos governos, via de regra, é esperado que a população tenha uma receptividade e uma tolerância maior com aqueles que estão iniciando a nova gestão. Este período é conhecido no vocabulário político como “lua... Leia Mais
Por Emídio de Souza: Algo está errado
terça, 11 abril 2017, 21:35
  Algo está errado. Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 250 mil atendem ao chamado e, sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4... Leia Mais
Rui Falcão: As alternativas do PT para a Previdência
segunda, 13 março 2017, 19:03
  Em meio às manifestações contra o desmonte da Previdência (e foi notável a reação das mulheres no 8 de março, dia de luta também contra o conservadorismo e a violência), abre-se agora o debate sobre qual a melhor tática... Leia Mais