Criticada por juristas, PEC da Bengala é aprovada na Câmara Criticada por juristas, PEC da Bengala é aprovada na Câmara

Compartilhar

A Câmara dos Deputados aprovou em segundo turno, na terça-feira (5), a mudança do prazo para a aposentadoria compulsória de magistrados dos tribunais superiores de 70 para 75 anos de idade. A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 457/05, conhecida como PEC da Bengala, foi aprovada com voto contrário da bancada do Partido dos Trabalhadores.

O texto segue para promulgação. Para o vice-líder do PT na Câmara, Alessandro Molon (RJ), classificou a aprovação como “casuísmo”. O novo texto impede que a presidenta Dilma Rousseff possa nomear cinco novos ministros no Supremo Tribunal Federal (STF).

“Todo o Ministério Público é contra esta PEC, que contraria a Constituição. Essa proposta vai impedir a oxigenação na magistratura do nosso País”, criticou.

O deputado Henrique Fontana (PT-RS) também criticou a aprovação da PEC.

“O que está em debate não é sobre aproveitar mais ou menos a capacidade intelectual de juízes. E sim, o acúmulo de poder. Essa proposta vai impedir a renovação em todos os tribunais superiores do país”.

Na avaliação do deputado Paulo Teixeira (PT-SP), com PEC da Bengala, o Brasil caminha “na contramão do mundo”.

“(O Brasil) Deveria diminuir o tempo de permanência dos ministros dos tribunais superiores, como já fazem os países desenvolvidos”, avaliou Teixeira.

A Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), a Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra) e a Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe) também se manifestaram, em outras oportunidades, serem contra a proposta aprovada.

Segundo as entidades, o texto será responsável por forte impacto negativo na Previdência, além de reduzir as perspectivas da carreira de magistrado. A entidade estima que o tempo médio ocupado por um ministro no cargo passará de 17 para 22 anos.

Fonte: Agência PT de Notícias, com informações de Gizele Benitz, do PT na Câmara

Últimos artigos

Por Rui Falcão: Uma semana decisiva que culmina dia 28
segunda, 24 abril 2017, 18:14
    O PT apoia e participa da greve geral nesta sexta-feira, e sua Executiva Nacional estará em Curitiba dia 2 de maio, em homenagem à festa da democracia do dia 3   Paulo Pinto/Agência PT Ato preparatório para a greve geral do... Leia Mais
Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula
terça, 18 abril 2017, 15:08
  Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições   A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a... Leia Mais
Simão Pedro Chiovetti: A gestão Doria – vender SP
quarta, 12 abril 2017, 16:37
  Doria em menos de 100 dias demonstrou que não tem apego algum por SP e muito menos pelos paulistanos da periferia e classe média   Próximo de completar apenas 100 dias à frente da Prefeitura de SP, já é possível perceber que as... Leia Mais
Por Vitor Marques: 100 dias de governo João Doria: a São Paulo virtual e a São Paulo real
quarta, 12 abril 2017, 15:06
  Empossados os novos governos, via de regra, é esperado que a população tenha uma receptividade e uma tolerância maior com aqueles que estão iniciando a nova gestão. Este período é conhecido no vocabulário político como “lua... Leia Mais
Por Emídio de Souza: Algo está errado
terça, 11 abril 2017, 21:35
  Algo está errado. Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 250 mil atendem ao chamado e, sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4... Leia Mais