Tico Santa Cruz une forças ao discurso contra o golpe

Compartilhar

 

O vocalista da banda Detonautas Roque Clube, Tico Santa Cruz, afirmou, em publicação no Facebook, entender que, neste momento, não há “razões legais para um impeachment de fato”. O depoimento do músico se une a diversas falas feitas por artistas nos últimos dias, como Marieta Severo e Pedro Cardoso.

“Se entender que nesse momento não há razões legais para um Impeachment de fato, é ser Petista. Então sou PT”, disse.

“Se não ficar torcendo para o Brasil afundar, pura e simplesmente para ter no poder uma turma que já ESTEVE NO PODER e já AFUNDOU o Brasil é ser Petista, então sou PT”, completou.

O vocalista também falou sobre a corrupção no País, relembrou que, nos governos anteriores, atos ilícitos não eram investigados e/ou punidos. Para ele, é preciso encarar a política como política de fato e não como torcida organizada.

Além disso, Tico rebateu os discursos a favor do golpe militar e o preconceito separatista contra o Norte e o Nordeste. Ele também saiu em defesa das classes mais baixas da população, dos beneficiários do Bolsa Família e das cotas nas universidades.

“Se não somar voz a gente que quer Golpe Militar, Separar o Norte e o Nordeste do Resto do País, achar que Pobre é Vagabundo, que quem recebe Bolsa Família é safado, que quem entrou por cotas nas universidades é preguiçoso e outras sandices é ser PT, então Sou PT”, afirmou o vocalista.

“Então sou BRASILEIRO e como BRASILEIRO, tenho que buscar mudanças e oferecer caminhos e não só jogar pedras e tumultuar o que já esta tumultuado”, finalizou o músico.

Leia a publicação de Tico Santa Cruz, na íntegra:
“Tudo que posto na minha página, de uma foto no camarim ou um texto existencial, vem alguém e coloca o PT no meio.

Se ser Petista é não ficar xingando a Presidenta insistentemente e nem gritando aos quatros cantos da tela do computador que a culpa de todos os problemas de um país que possui:

81 Senadores
513 deputados Federais
27 Governadores
5.570 Prefeitos
1059 Deputados Estaduais
59.764 Vereadores
2000 Juízes

É de um partido e de uma só pessoa que ocupa a presidência da República… Então eu sou PT.

Se entender que nesse momento não há razões legais para um Impeachment de fato, é ser Petista. Então sou PT.

Se perceber que corrupção sempre foi um problema CRÔNICO desse país, que Governos anteriores, desde Pedro Álvares Cabral até o atual, infelizmente estiveram envolvidos em Escândalos desse tipo e MUITOS NEM FORAM INVESTIGADOS E PUNIDOS, e por conta disso ENTENDER que é de uma estupidez completa achar que apenas UM partido seja o responsável por toda esta bandalha que vemos atualmente é ser Petista. Então Sou PT.

Se não ficar torcendo para o Brasil afundar, pura e simplesmente para ter no poder uma turma que já ESTEVE NO PODER e já AFUNDOU o Brasil é ser Petista, então sou PT.

Se não somar voz a gente que quer Golpe Militar, Separar o Norte e o Nordeste do Resto do País, achar que Pobre é Vagabundo, que quem recebe Bolsa Família é safado, que quem entrou por cotas nas universidades é preguiçoso e outras sandices é ser PT, então Sou PT.

Agora, se for possível encarar política como política e não como torcida organizada, e reconhecer que houve erros – MUITOS, porém MUITOS acertos também, que estamos num momento delicado e que eu TORÇO PELO MEU PAÍS e não apenas pela seleção Brasileira de Futebol, e sendo assim como cidadão consciente preciso criticar e combater o que está errado mas não devo embarcar numa histeria coletiva que tem por objetivo DIVIDIR O POVO e fortalecer uma turma que só quer ver o circo pegar fogo e não tem nenhum compromisso com o nosso país.

Então sou BRASILEIRO e como BRASILEIRO, tenho que buscar mudanças e oferecer caminhos e não só jogar pedras e tumultuar o que já esta tumultuado.

Pode me chamar como quiser…

Eu sei quem eu sou.”

Fonte: Agência PT de Notícias

Últimos artigos

Por Rui Falcão: Uma semana decisiva que culmina dia 28
segunda, 24 abril 2017, 18:14
    O PT apoia e participa da greve geral nesta sexta-feira, e sua Executiva Nacional estará em Curitiba dia 2 de maio, em homenagem à festa da democracia do dia 3   Paulo Pinto/Agência PT Ato preparatório para a greve geral do... Leia Mais
Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula
terça, 18 abril 2017, 15:08
  Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições   A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a... Leia Mais
Simão Pedro Chiovetti: A gestão Doria – vender SP
quarta, 12 abril 2017, 16:37
  Doria em menos de 100 dias demonstrou que não tem apego algum por SP e muito menos pelos paulistanos da periferia e classe média   Próximo de completar apenas 100 dias à frente da Prefeitura de SP, já é possível perceber que as... Leia Mais
Por Vitor Marques: 100 dias de governo João Doria: a São Paulo virtual e a São Paulo real
quarta, 12 abril 2017, 15:06
  Empossados os novos governos, via de regra, é esperado que a população tenha uma receptividade e uma tolerância maior com aqueles que estão iniciando a nova gestão. Este período é conhecido no vocabulário político como “lua... Leia Mais
Por Emídio de Souza: Algo está errado
terça, 11 abril 2017, 21:35
  Algo está errado. Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 250 mil atendem ao chamado e, sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4... Leia Mais