Em São Paulo millhares pessoas vão às ruas pela democracia

Compartilhar

O protesto em defesa da democracia e dos direitos sociais conquistados nos últimos 13 anos mobilizou cerca de 60 mil pessoas em São Paulo, reduto histórico do PSDB, nesta quinta-feira (20). De acordo com a Central Única dos Trabalhadores (CUT), a estimativa foi feita pela Polícia Militar do Estado.

Aproximadamente 12 mil pessoas também estão nas ruas em Belo Horizonte (MG), informou a CUT. “Que os ricos paguem a conta”, defendem os manifestantes, concentrados na Praça Afonso Arinos.

O estado foi governado por tucanos por 12 anos, oito deles por Aécio Neves (PSDB). Na última eleição, os mineiros romperam o ciclo ao eleger Fernando Pimentel (PT) como governador. Houve mobilização também na cidade mineira de Uberlândia.

A presidenta da União Nacional de Estudantes (UNE), Carina Vitral, participou do ato em São Paulo. “Essa passeata é diferente da que aconteceu no dia 16. Aqui está o povo brasileiro”, declarou, de acordo com a CUT.

“Este é o momento importante para a construção de projeto para o Brasil”, defendeu o presidente da CUT, Vagner Freitas, durante ato na capital paulista.

O líder do Movimento dos Trabalhadores sem Teto (MTST), Guilherme Boulos, afirmou que os movimentos estão nas ruas para impor a agenda do povo. “O bloco do povo entrou em campo nos quatro cantos do Brasil”, disse.

Em Ribeirão Preto (SP), integrantes da CUT e do Movimento dos Trabalhadores Rurais sem Terra (MST) distribuíram 4 mil coxinhas de frango a quem participou do ato da tarde desta quinta-feira (20), no centro da cidade paulista.

“Povo na rua, coxinha recua”, gritam os manifestantes no Centro do Rio de Janeiro (RJ). De acordo com a CUT no estado, aproximadamente 20 mil participantes saíram da Candelária em direção à Avenida Rio Branco.

Os manifestantes seguravam faixas com palavras em defesa de direitos dos trabalhadores, contra o impeachment da presidenta Dilma Rousseff e contra a corrupção.

Um palco foi montado na Cinelândia, onde haverá apresentações depois da caminhada.

A manifestação em Vitória (ES) contou com apresentações de música, como o hip-hop. Cerca de 200 pessoas participaram do ato, organizado por 30 entidades, com passeata da Praça Costa Pereira até o Centro.

Fonte: Agência PT de Notícias

Últimos artigos

Por Rui Falcão: Uma semana decisiva que culmina dia 28
segunda, 24 abril 2017, 18:14
    O PT apoia e participa da greve geral nesta sexta-feira, e sua Executiva Nacional estará em Curitiba dia 2 de maio, em homenagem à festa da democracia do dia 3   Paulo Pinto/Agência PT Ato preparatório para a greve geral do... Leia Mais
Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula
terça, 18 abril 2017, 15:08
  Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições   A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a... Leia Mais
Simão Pedro Chiovetti: A gestão Doria – vender SP
quarta, 12 abril 2017, 16:37
  Doria em menos de 100 dias demonstrou que não tem apego algum por SP e muito menos pelos paulistanos da periferia e classe média   Próximo de completar apenas 100 dias à frente da Prefeitura de SP, já é possível perceber que as... Leia Mais
Por Vitor Marques: 100 dias de governo João Doria: a São Paulo virtual e a São Paulo real
quarta, 12 abril 2017, 15:06
  Empossados os novos governos, via de regra, é esperado que a população tenha uma receptividade e uma tolerância maior com aqueles que estão iniciando a nova gestão. Este período é conhecido no vocabulário político como “lua... Leia Mais
Por Emídio de Souza: Algo está errado
terça, 11 abril 2017, 21:35
  Algo está errado. Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 250 mil atendem ao chamado e, sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4... Leia Mais