Lula 70 anos: Relembre a trajetória

Compartilhar
 
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva completa 70 anos nesta terça-feira (27). Lula, o 7º filho de um casal de lavradores, nasceu em 1945 no então distrito de Caetés, município de Garanhuns, interior de Pernambuco.
 

Cumprindo a sina de milhares de nordestinos, Lula e sua família saíram do Nordeste em busca de uma vida melhor no Sudeste. Aos oito anos, tornou-se ambulante e aos nove, engraxate.
 
No início da adolescência, Lula mudou-se para São Paulo com a mãe, então separada do pai, e os irmãos. Naquela época, ele concluiu o ginásio e aos 14 anos, já era empregado em uma metalúrgica, quando foi admitido em um curso técnico de torneiro mecânico do Senai.
 
A trajetória do ex-presidente Lula na política começou em reuniões no sindicato dos metalúrgicos. Em 1975, ele foi eleito presidente do sindicato com 92% dos votos. Na época, ele representava cerca de 100 mil trabalhadores.
 
Entre 1978 e 1980, o ex-presidente era responsável por comandar greves gerais de grandes proporções no País. Em abril de 1980, foi preso pela ditadura e passou 31 dias na cadeia.

Em fevereiro de 1980, Lula fundou, juntamente com políticos, sindicalistas, intelectuais e representantes de outros movimentos, o Partido dos Trabalhadores. Dois anos depois, ele concorreu ao governo de São Paulo e ficou em quarto lugar.

Em 1983 surgia, então, a Central Única dos Trabalhadores (CUT) e o ex-presidente também fez parte da fundação do movimento. No ano seguinte, ele participava da campanha das “Diretas Já”.

Lula foi eleito, em 1986, o deputado federal mais votado do Brasil, com mais de 650 mil votos. 

Lula foi candidato a presidente da República três vezes antes de ser eleito, em novembro de 2002, com 52,79 milhões de votos. Quatro anos depois, ele concorreu novamente e foi reeleito.

O ex-presidente Lula foi o primeiro (e único) operário brasileiro a assumir a Presidência da República. Nos dois mandatos, o petista garantiu inúmeras conquistas aos brasileiros. 

Entre as principais iniciativas do governo Lula está a criação do Bolsa Família, a valorização real do salário mínimo, a redução do desemprego em níveis históricos, a ampliação do acesso ao ensino superior, o Minha Casa Minha Vida, entre outros.

Em 2010, o ex-presidente Lula conseguiu eleger, como sucessora, a presidenta Dilma Rousseff, reeleita em 2014. 

Desde que deixou a Presidência da República, ele se dedica a atividades no Instituto Lula e também no Partido dos Trabalhadores.

Fonte: Mariana Zoccoli, da Agência PT de Notícias

Últimos artigos

Por Rui Falcão: Uma semana decisiva que culmina dia 28
segunda, 24 abril 2017, 18:14
    O PT apoia e participa da greve geral nesta sexta-feira, e sua Executiva Nacional estará em Curitiba dia 2 de maio, em homenagem à festa da democracia do dia 3   Paulo Pinto/Agência PT Ato preparatório para a greve geral do... Leia Mais
Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula
terça, 18 abril 2017, 15:08
  Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições   A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a... Leia Mais
Simão Pedro Chiovetti: A gestão Doria – vender SP
quarta, 12 abril 2017, 16:37
  Doria em menos de 100 dias demonstrou que não tem apego algum por SP e muito menos pelos paulistanos da periferia e classe média   Próximo de completar apenas 100 dias à frente da Prefeitura de SP, já é possível perceber que as... Leia Mais
Por Vitor Marques: 100 dias de governo João Doria: a São Paulo virtual e a São Paulo real
quarta, 12 abril 2017, 15:06
  Empossados os novos governos, via de regra, é esperado que a população tenha uma receptividade e uma tolerância maior com aqueles que estão iniciando a nova gestão. Este período é conhecido no vocabulário político como “lua... Leia Mais
Por Emídio de Souza: Algo está errado
terça, 11 abril 2017, 21:35
  Algo está errado. Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 250 mil atendem ao chamado e, sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4... Leia Mais