Com o objetivo de organizar o conjunto do Partido dos Trabalhadores para as eleições municipais, a Secretaria Nacional de Assuntos Institucionais (SNAI) realizou na última segunda-feira (24), na sede nacional do PT, em Brasília, um encontro nacional com os secretários estaduais da pasta. Participaram do encontro dirigentes de 20 estados.

Os secretários avaliaram a situação do PT nos estados e fizeram uma análise da conjuntura eleitoral para a elaboração do planejamento das ações da SNAI, em especial a disputa das eleições municipais de 2016.

O presidente nacional do PT, Rui Falcão, e o secretário de Finanças e Planejamento, Márcio Macêdo, participaram da abertura da reunião. Eles enfatizaram a importância da retomada da mobilização e da organização da militância nas campanhas de rua para defender a gestão petista e o projeto político nacional do partido.

“É preciso que a militância afaste o clima de pessimismo que muita gente procura incutir em nossas cabeças. Só quem perde antecipadamente é quem se recusa a lutar – e esta não é a tradição petista”, enfatizou o presidente Rui Falcão.

O titular da SNAI, deputado Reginaldo Lopes (PT-MG), destacou que as experiências exitosas de diversas administrações petistas já credenciam o PT a disputar efetivamente as eleições municipais, “Nós temos narrativa e temos capacidade de inovar novamente, a partir dessa conjuntura e construir bons programas para as eleições nos municípios. “Eu tenho convicção que nós vamos ter um excelente desempenho eleitoral e mais uma vez o PT vai continuar aumentando a sua presença eleitoral nos municípios, e vamos aumentar os números de prefeitos e prefeitas pelo Partido dos Trabalhadores”, realçou Lopes.

Para isso, segundo o secretário, é fundamental fazer a disputa política e destacar os projetos implementados pelo Modo Petista de governar nos estados. “O nosso partido tem muita história e muito conteúdo. Cada município brasileiro onde o PT governou ajudou na construção do nosso projeto nacional. Várias experiências locais, experiências de municípios pequenos, médios, grandes e todas essas experiências fizeram parte dessa construção do modelo democrático e popular que o presidente Lula e a presidenta Dilma implementaram no país, que modificou a vida de muitas pessoas e que revolucionou a ascensão à educação e proporcionou a efetivação de diversas políticas públicas no Brasil”, finalizou Lopes.

Participaram também do encontro o secretário-geral Romênio Pereira, o secretário de Formação Política, Carlos Árabe, a vice-presidente Gleide Andrade e a titular da Secretaria de Coordenação Regional, Vívian Farias.

Veja mais no vídeo abaixo, gravado durante o encontro:

“Pra gente falar do Modo Petista de governar, a gente pode ver o nome dos programas: Água Para Todos, Luz Para Todos, Fome Zero. Porque antes do PT governar o Brasil o povo não tinha água, não tinha luz, não tinha comida, não tinha casa. O modo petista de governar é a inclusão”, disse Jones Carvalho, secretário de Relações Institucionais/PT-BA

Fonte:  Fabrícia Neves, do PT em Brasília