Presidente do PT em Mogeiro (PB) é assassinado dentro de casa

Compartilhar

 

O presidente do PT da cidade de Mogeiro, no agreste paraibano, Ivanildo Francisco da Silva, 46 anos, foi assassinado na quarta-feira (6) com um tiro de espingarda calibre 12 dentro de casa, no assentamento Padre João Maria.

O assassinato ocorreu por volta das 22h, mas o crime só foi descoberto quinta pela manhã, quando sua mulher voltou da casa do pai e encontrou o marido morto ao lado da filha de um ano.

“Ele foi executado na presença de uma filha de um ano e um mês, que passou a noite inteira ao lado do corpo”, declarou o deputado estadual Frei Anastácio (PT), que solicitou ao secretário de Segurança Pública, Cláudio Leite, um delegado especial para apurar o caso.

Vítima de latifundiários
Frei Anastácio disse não ter dúvidas de que Ivanildo foi vítima de latifundiários da região. “Em outubro passado, ele e outros cinco agricultores da fazenda Salgadinho foram feridos a tiros de espingardas 12 e revólveres 38 por capangas pagos por proprietários da terra, quando realizavam um mutirão. Ivanildo era um homem da luta dos trabalhadores do campo e sempre estava dando apoio às ações realizadas pela Comissão Pastoral da Terra (CPT)”, destacou.

De acordo com o deputado, os sete capangas foram presos pela polícia, mas pagaram fiança e estão respondendo os processos em liberdade. “Essa é a principal suspeita que temos em relação ao assassinato de Ivanildo, que durante a investida dos capangas foi atingido por dois tiros a queima-roupa, mas escapou”, disse.

Frei Anastácio explicou que Ivanildo estava só em casa, com a criança, porque a esposa havia ido dormir na casa do pai dela. “Hoje, pela manhã, quando ela retornou, encontrou o marido morto e a filhinha suja de sangue e chorando ao redor do corpo. Não temos nenhuma dúvida de que o crime foi encomendado. Espero que a polícia encontre logo os culpados. Não iremos nos calar enquanto a justiça não for feita”, destacou o deputado.

“A luta na terra e pela terra está de luto e o PT perdeu um guerreiro que nunca deixou de lutar por dias melhores para os trabalhadores e trabalhadoras do campo. A justiça tem que ser feita”, disse Frei Anastácio

Ivanildo deixou seis filhos. Cinco do primeiro casamento e a menina de um ano e um mês da segunda mulher, que vivia com ele no assentamento. O trabalhador rural também foi candidato a vereador nas últimas eleições, em Mogeiro, e ficou na suplência com 157 votos. “A luta na terra e pela terra está de luto e o PT perdeu um guerreiro que nunca deixou de lutar por dias melhores para os trabalhadores e trabalhadoras do campo. A justiça tem que ser feita”, disse Frei Anastácio.

Nota oficial
O PT da Paraíba, por meio da presidenta Giucélia Figueiredo, emitiu uma nota lamentado o crime e cobrando da polícia a identificação e prisão dos culpados. “Acreditamos que o presidente do PT de Mogeiro foi vítima do latifúndio, afinal, tinha em sua história a luta pelos trabalhadores do campo, sempre acompanhando e apoiando as ações desenvolvidas pela Comissão Pastoral da Terra (CPT)”, diz a nota.

Leia a nota na íntegra:
“Através desta nota, o Partido dos Trabalhadores da Paraíba (PT/PB) denuncia, e lamenta, o assassinato do presidente do PT de Mogeiro, Ivanildo Francisco da Silva (46 anos), ocorrido na noite desta quarta-feira, 6, no assentamento Padre João Maria, em Mogeiro.

Ivanildo foi morto com um tiro na cabeça disparado por uma espingarda calibre 12. O crime aconteceu na frente da filha de um ano e um mês, que passou a noite inteira ao lado do corpo do pai, que só foi encontrado na manhã desta sexta, 7.

Acreditamos que o presidente do PT de Mogeiro foi vítima do latifúndio, afinal, tinha em sua história a luta pelos trabalhadores do campo, sempre acompanhando e apoiando as ações desenvolvidas pela Comissão Pastoral da Terra (CPT).

Em 2015, Ivanildo Francisco, e outros agricultores, foram atingidos por disparos feitos por capangas pagos pelos proprietários de uma terra local. Neste caso, os capangas foram presos e liberados após pagamento de fiança.

Esperamos que a Polícia da Paraíba encontre os verdadeiros culpados pelo assassinado de um grande companheiro de luta, que perdeu a vida por acreditar que a terra é um bem de todos, e não apenas de alguns. 

Ivanildo Francisco deixou seis filhos e uma esposa, mas a sua luta permanecerá firme e forte através de outros homens e outras mulheres. Continuaremos acreditando em dias melhores, com oportunidade para todas e todos, com terra para todas e todos. 

Ivanildo Francisco da Silva, presente!”

Fonte:  Agência PT de Notícias, com informações do site de Frei Anastácio

Últimos artigos

Por Rui Falcão: Uma semana decisiva que culmina dia 28
segunda, 24 abril 2017, 18:14
    O PT apoia e participa da greve geral nesta sexta-feira, e sua Executiva Nacional estará em Curitiba dia 2 de maio, em homenagem à festa da democracia do dia 3   Paulo Pinto/Agência PT Ato preparatório para a greve geral do... Leia Mais
Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula
terça, 18 abril 2017, 15:08
  Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições   A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a... Leia Mais
Simão Pedro Chiovetti: A gestão Doria – vender SP
quarta, 12 abril 2017, 16:37
  Doria em menos de 100 dias demonstrou que não tem apego algum por SP e muito menos pelos paulistanos da periferia e classe média   Próximo de completar apenas 100 dias à frente da Prefeitura de SP, já é possível perceber que as... Leia Mais
Por Vitor Marques: 100 dias de governo João Doria: a São Paulo virtual e a São Paulo real
quarta, 12 abril 2017, 15:06
  Empossados os novos governos, via de regra, é esperado que a população tenha uma receptividade e uma tolerância maior com aqueles que estão iniciando a nova gestão. Este período é conhecido no vocabulário político como “lua... Leia Mais
Por Emídio de Souza: Algo está errado
terça, 11 abril 2017, 21:35
  Algo está errado. Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 250 mil atendem ao chamado e, sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4... Leia Mais