Postado por Agência PT, em 26 de abril de 2016 às 13:08:40

Para Luciana Temer, filha do vice-presidente, Michel Temer, não existe nada para comemorar caso aconteça o impeachment da presidenta Dilma Rousseff.

A alunos do curso de direito da Pontifícia Universidade Católica (PUC), em São Paulo, disse que “não seria algo positivo à estabilidade democrática do país”.

“O impeachment não é algo bom em lugar nenhum. Não se pode comemorar, já que 24 anos é um tempo muito curto de sustentação democrática para você ter dois impedimentos”, argumentou.

Luciana é secretária de Assistência e Desenvolvimento Social da Prefeitura de São Paulo e professora de direito constitucional há 20 anos. Ela mostrou-se também contra a antecipação de novas eleições. Para ela, “uma nova eleição é golpe, pois não está prevista na Constituição”.

 

Capitão do golpe
Apesar da opinião de Luciana Temer, no entanto, Michel Temer é apontado como um dos articuladores do impeachment da presidenta Dilma. Ele já fez, por duas vezes, declarações como se o golpe fosse fato consumado. 

No início de abril, o vice divulgou áudio com o discurso que faria caso o impeachment da presidenta fosse aprovado na Câmara dos Deputados. Não bastasse esse “ato falho”, no dia 16 de abril, Temer fez uma publicação no Twitter novamente falando como se fosse assumir a Presidência.

Para petistas, o discurso de Michel Temer atesta o caráter golpista do processo de impeachment em curso.

Fonte:  da Agência PT de Notícias