Veja carta de apoio da presidenta Dilma Rousseff ao Haddad

Compartilhar

 

Foto de PT - Diretório Municipal de São Paulo.
 

A presidenta Dilma Rousseff enviou uma carta lida durante a Convenção Oficial do PT-SP que homologou a candidatura à reeleição do prefeito Fernando Haddad. O evento aconteceu neste domingo (24), na Quadra do Sindicato dos Bancários no centro.

 

Veja a carta na íntegra:

 

“Meu querido prefeito Fernando Haddad,

O Brasil vive neste momento a exarcebação do confronto entre forças progressistas e democráticas, com atuação em vários partidos e movimentos sociais, e facções conservadoras e retrógradas, fortemente representadas no Congresso Nacional, que são apoiadas por uma parte da mídia que não se envergonha mais em exibir a marca da parcialidade. O recrudescimento deste conflito resultou no golpe que tenta derrubar, com uma fraude jurídica e uma farsa parlamentar, um governo legítimo eleito com mais de 54 milhões de votos. O impeachment que tentam me infligir é um golpe contra o voto popular e, como tal, deve ser enfrentado.


Na eleição municipal que se aproxima, é inevitável que a maior cidade brasileira seja palco deste antagonismo político. São Paulo será palco real e emblemático da disputa entre dois projetos distintos de país e dois projetos antagônicos de mundo. O Brasil golpista e o Brasil democrático estarão duelando na eleição de outubro em São Paulo. O Brasil mesquinho e o Brasil generoso com os mais pobres e historicamente excluídos irão se enfrentar nas eleições para prefeito e vereadores de São Paulo. Felizmente, na luta pela igualdade, a justiça e a democracia estarão muito bem representados na candidatura à reeleição do nosso prefeito Fernando Haddad.


Haddad é uma grande e positiva liderança na política brasileira. É a face mais brilhante de uma nova e competente geração de administradores. É um gestor e um político conectado às causas contemporâneas da democracia. Está identificado com a modernidade na busca de soluções para a maior cidade brasileira. Ele tem um sentido claro de justiça social e combate às desigualdades.

Defende e construiu uma cidade mais humana e recupera para a população paulistana o espaço urbano. A reeleição de Haddad será o atributo mais importante que a cidade mais importante do Brasil poderá prestar a si mesma. Como desejo o melhor a São Paulo, só posso almejar que você, meu amigo Fernando, tenha muito sucesso em sua campanha. A sua vitória será a vitória da democracia em seu sentido mais pleno de inclusão, civilidade e justiça.


Boa sorte e um grande abraço,


Dilma Rousseff”

 

Últimos artigos

Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula
terça, 18 abril 2017, 15:08
  Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições   A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a... Leia Mais
Simão Pedro Chiovetti: A gestão Doria – vender SP
quarta, 12 abril 2017, 16:37
  Doria em menos de 100 dias demonstrou que não tem apego algum por SP e muito menos pelos paulistanos da periferia e classe média   Próximo de completar apenas 100 dias à frente da Prefeitura de SP, já é possível perceber que as... Leia Mais
Por Vitor Marques: 100 dias de governo João Doria: a São Paulo virtual e a São Paulo real
quarta, 12 abril 2017, 15:06
  Empossados os novos governos, via de regra, é esperado que a população tenha uma receptividade e uma tolerância maior com aqueles que estão iniciando a nova gestão. Este período é conhecido no vocabulário político como “lua... Leia Mais
Por Emídio de Souza: Algo está errado
terça, 11 abril 2017, 21:35
  Algo está errado. Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 250 mil atendem ao chamado e, sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4... Leia Mais
Rui Falcão: As alternativas do PT para a Previdência
segunda, 13 março 2017, 19:03
  Em meio às manifestações contra o desmonte da Previdência (e foi notável a reação das mulheres no 8 de março, dia de luta também contra o conservadorismo e a violência), abre-se agora o debate sobre qual a melhor tática... Leia Mais