30 mil gritam Fora Temer no dia da abertura das Olimpíadas

Compartilhar

 

 

Organizado pelas Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo, ato fez denuncia internacional do golpe no Brasil no dia da abertura dos Jogos Olímpicos

 

Mais de 30 mil pessoas saíram às ruas no Rio de Janeiro nesta sexta-feira (5) para pedir a saída do golpista Michel Temer. O ponto de encontro foi o calçadão em frente ao Hotel Copacabana Palace, na zona sul do Rio de Janeiro.

Organizado pelas Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo, o ato tinha o objetivo de denunciar o golpe em curso no Brasil, aproveitando o dia da abertura oficial dos Jogos Olímpicos para amplificar as notícias nacionais e internacionais sobre o assunto.

“Hoje é um dos eventos mais importantes desse processo de resistência ao golpismo, porque toda a imprensa internacional está aqui e podemos fazer a denúncia e o repúdio internacional ao golpe”, afirmou o secretário nacional de comunicação e vice-presidente do PT, Alberto Cantalice, presente à manifestação.

Foto: Jornalistas Livres

E a denúncia internacional já começa a fazer efeito, ressaltou Cantalice. “Nosso ato já foi noticiado por quase todos os grandes veículos internacionais, está nos principais portais do mundo”.

Para a deputada federal Jandira Feghali (PCdoB-RJ), o ato mostra que o povo brasileiro não aceita o golpe e quer a volta da presidenta eleita Dilma Rousseff.

“Isso daqui é um ato para mostrar ao mundo e ao Brasil que nós não aceitamos que um golpista abra as Olimpíadas, que a democracia seja burlada no Brasil. E essa massa de gente que está aqui está dizendo ‘chega! Vamos derrotar o impeachment’”, declarou.

“Queremos dizer, não só para o Brasil, mas para o mundo inteiro, que hoje está olhado para o Rio de Janeiro, que há no nosso País um governo ilegítimo, um presidente que não recebeu o voto de ninguém e mais do que isso, que quer aplicar um programa de retrocessos que também não foi eleito”, afirmou o coordenador nacional do Movimento dos Trabalhadores sem Teto, Guilherme Boulos.

Além do Fora Temer, os manifestantes também pediam a volta da presidenta Dilma, a permanência de direitos e contra contra a entrega do pré-sal.

fora-temer-rio-abertura-olimpiadas-foto-jornalistas-livres (9)

Foto: Jornalistas Livres

O senador Lindbergh Farias (PT-RJ) garantiu que aqueles que defendem a democracia “não jogaram a toalha” e continuam na luta contra o impeachment de Dilma. “Nós ainda acreditamos que podemos reverter esse processo lá no Senado”.

“Vamos continuar gritando Fora Temer, lutando contra o golpe, pela democracia e que se restabeleça a soberania do voto popular”, garantiu Jandira Feghali.

fora-temer-rio-abertura-olimpiadas-foto-LidyanePonciano

Foto: LidyanePonciano / Jornalistas Livres

O protesto deve se estender até à noite e terminar no estádio do Maracanã, onde ocorrerá a cerimônia de abertura da Olimpíada.

Foto: Delegação NINJA

Foto: Delegação NINJA

Foto: Delegação NINJA

Da Redação da Agência PT de Notícias

Últimos artigos

Por Rui Falcão: Uma semana decisiva que culmina dia 28
segunda, 24 abril 2017, 18:14
    O PT apoia e participa da greve geral nesta sexta-feira, e sua Executiva Nacional estará em Curitiba dia 2 de maio, em homenagem à festa da democracia do dia 3   Paulo Pinto/Agência PT Ato preparatório para a greve geral do... Leia Mais
Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula
terça, 18 abril 2017, 15:08
  Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições   A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a... Leia Mais
Simão Pedro Chiovetti: A gestão Doria – vender SP
quarta, 12 abril 2017, 16:37
  Doria em menos de 100 dias demonstrou que não tem apego algum por SP e muito menos pelos paulistanos da periferia e classe média   Próximo de completar apenas 100 dias à frente da Prefeitura de SP, já é possível perceber que as... Leia Mais
Por Vitor Marques: 100 dias de governo João Doria: a São Paulo virtual e a São Paulo real
quarta, 12 abril 2017, 15:06
  Empossados os novos governos, via de regra, é esperado que a população tenha uma receptividade e uma tolerância maior com aqueles que estão iniciando a nova gestão. Este período é conhecido no vocabulário político como “lua... Leia Mais
Por Emídio de Souza: Algo está errado
terça, 11 abril 2017, 21:35
  Algo está errado. Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 250 mil atendem ao chamado e, sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4... Leia Mais