Com afastamento de Renan Calheiros, petista assume presidência do Senado

Compartilhar

 

Com afastamento de Renan Calheiros, petista assume

Vice-presidente da Casa é o senador petista Jorge Viana

 

Com a decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Marco Aurélio Mello, que concedeu liminar (decisão provisória) nesta segunda-feira (5) afastando Renan Calheiros (PMDB-AL) da presidência do Senado, o senador Jorge Viana assumirá a presidência da casa.

Vice-presidente do Senado, Jorge Viana representa o PT do Acre e ainda não se pronunciou, pois estava a caminho de Brasília quando a decisão foi noticiada.

Mello atendeu pedido do partido Rede Sustentabilidade e entendeu que, como Renan Calheiros virou réu no Supremo, não pode continuar no cargo em razão de estar na linha sucessória da Presidência da República. “Defiro a liminar pleiteada. Faço-o para afastar não do exercício do mandato de Senador, outorgado pelo povo alagoano, mas do cargo de Presidente do Senado o senador Renan Calheiros”, diz a decisão.

A Rede pediu o afastamento após a decisão proferida pela Corte na semana passada, que tornou Renan réu pelo crime de peculato.

Líder do PT no Senado, Humberto Costa publicou um vídeo em sua página no Facebook frisando que a decisão aponta a gravidade da crise institucional e ainda ressalta que que isso mostra o quanto o governo golpista de Temer está perdendo a governabilidade.

Humberto diz que a hora é de ter tranquilidade para continuar na luta incondicional pela democracia.

O senador Lindbergh Farias também usou a rede para se manifestar sobre a decisão. Líder da oposição no Senado, Lindbergh avalia que a Casa não tem condições de votar a pauta programada para esse final de ano e por isso deve suspender. "Esse Senado Federal, no meio de uma crise como essa, não tem como votar essa PEC 55", disse.

O senador diz que vai se reunir com o novo presidente da Casa e pedir para que ele desmarque a votação da proposta de emenda à Constituição, programada para acontecer dia 13.

Últimos artigos

Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula
terça, 18 abril 2017, 15:08
  Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições   A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a... Leia Mais
Simão Pedro Chiovetti: A gestão Doria – vender SP
quarta, 12 abril 2017, 16:37
  Doria em menos de 100 dias demonstrou que não tem apego algum por SP e muito menos pelos paulistanos da periferia e classe média   Próximo de completar apenas 100 dias à frente da Prefeitura de SP, já é possível perceber que as... Leia Mais
Por Vitor Marques: 100 dias de governo João Doria: a São Paulo virtual e a São Paulo real
quarta, 12 abril 2017, 15:06
  Empossados os novos governos, via de regra, é esperado que a população tenha uma receptividade e uma tolerância maior com aqueles que estão iniciando a nova gestão. Este período é conhecido no vocabulário político como “lua... Leia Mais
Por Emídio de Souza: Algo está errado
terça, 11 abril 2017, 21:35
  Algo está errado. Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 250 mil atendem ao chamado e, sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4... Leia Mais
Rui Falcão: As alternativas do PT para a Previdência
segunda, 13 março 2017, 19:03
  Em meio às manifestações contra o desmonte da Previdência (e foi notável a reação das mulheres no 8 de março, dia de luta também contra o conservadorismo e a violência), abre-se agora o debate sobre qual a melhor tática... Leia Mais