6º Congresso será intitulado de Marisa Letícia Lula da Silva

Compartilhar

 

 

Nome homenageia ex-primeira dama, que morreu no dia (3); Comissão Executiva Nacional também fez alterações pontuais no regulamento do Congresso

Dona Marisa e Lula em comício com candidaturas do PT realizado na Praça da Sé em São Paulo nas eleições de 1986. Foto: Vera Jursys

 

O 6º Congresso Nacional do Partido dos Trabalhadores levará o nome Marisa Letícia Lula da Silva, em homenagem à ex-primeira dama. A decisão foi aprovada durante reunião da Executiva Nacional do PT, no dia  (7), em Brasília.

Dona Marisa faleceu dia (3), aos 66 anos, um dia após o Hospital Sírio Libanês, em   São Paulo, constatar morte cerebral em decorrência de um Acidente Vascular Cerebral (AVC).

O velório aconteceu no dia (4) e as homenagens à Dona Marisa reuniram milhares de pessoas no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo (SP). O ex-presidente Lula recebeu a solidariedade e o abraço de militantes, dirigentes, colegas e familiares durante toda a cerimônia. A missa de sétimo dia será realizada na quinta-feira (9) na Igreja Matriz de São Bernardo do Campo, às 19h30.

Mudanças no regulamento

A Comissão Executiva Nacional também fez alterações pontuais no regulamento do Congresso. De acordo com a nova redação, Etapas Livres poderão ser organizadas pelas instâncias partidárias ou por qualquer filiado ou filiada do PT, desde que amplamente divulgadas para acompanhamento das instâncias partidárias correspondentes.

Fiscais não precisam mais ser cadastrados com antecedência, mas será garantido o voto em trânsito apenas para os fiscais cadastrados até o dia 31 de março de 2017.

Municípios terão até as 12h do dia 12 de abril para informar o resultado da eleição.

Para acessar o regulamento com a nova redação, as listas de filiados e filiadas até 9 de abril, para consulta, tabelas de quórum e vagas e os formulários de inscrição de chapas e candidaturas clique aqui: https://goo.gl/16XeM3

O Congresso

O  6º Congresso Nacional do PT será realizado nos dias 1, 2 e 3 de junho de 2017, com a participação de 600 delegados e delegadas, observando a paridade de gênero e as cotas étnicos raciais e de juventude, conforme o artigo 22 do Estatuto do PT. Encontro tratará de cenário internacional e nacional, balanço dos governos nacionais petistas, estratégia política e programa, funcionamento do PT e organização partidária. O Congresso pode ser dividido em duas fases:

Em 9 de abril, será realizado um Processo de Eleições Diretas (PED) municipal que renovará as direções municipais e escolherá os delegados e delegadas estaduais, que serão eleitos através de chapas.

Depois do PED Municipal, haverá o processo de congressos, no qual os delegados e delegadas eleitos escolherão as direções estaduais, a delegação para o Congresso Nacional e a Direção Nacional.

 

Fonte: Agência PT de Notícias

Últimos artigos

Por Rui Falcão: Uma semana decisiva que culmina dia 28
segunda, 24 abril 2017, 18:14
    O PT apoia e participa da greve geral nesta sexta-feira, e sua Executiva Nacional estará em Curitiba dia 2 de maio, em homenagem à festa da democracia do dia 3   Paulo Pinto/Agência PT Ato preparatório para a greve geral do... Leia Mais
Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula
terça, 18 abril 2017, 15:08
  Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições   A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a... Leia Mais
Simão Pedro Chiovetti: A gestão Doria – vender SP
quarta, 12 abril 2017, 16:37
  Doria em menos de 100 dias demonstrou que não tem apego algum por SP e muito menos pelos paulistanos da periferia e classe média   Próximo de completar apenas 100 dias à frente da Prefeitura de SP, já é possível perceber que as... Leia Mais
Por Vitor Marques: 100 dias de governo João Doria: a São Paulo virtual e a São Paulo real
quarta, 12 abril 2017, 15:06
  Empossados os novos governos, via de regra, é esperado que a população tenha uma receptividade e uma tolerância maior com aqueles que estão iniciando a nova gestão. Este período é conhecido no vocabulário político como “lua... Leia Mais
Por Emídio de Souza: Algo está errado
terça, 11 abril 2017, 21:35
  Algo está errado. Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 250 mil atendem ao chamado e, sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4... Leia Mais