Haddad anuncia construção de hospital e terminal de ônibus em Parelheiros

Compartilhar



No extremo sul da cidade, o prefeito vistoriou terrenos que poderão abrigar equipamentos públicos e ouviu sugestões de moradores para a região

O prefeito Fernando Haddad iniciou por Parelheiros uma rotina de visitas às Subprefeituras. Durante esta visita, o prefeito Fernando Haddad vistoriou três terrenos que serão estudados pelas secretarias de Transportes e Saúde para a construção de um terminal de ônibus e um hospital geral, com mais de 200 leitos, para atender a demanda da região. 

“Eu quero ainda nesse mês de março definir a autorização para as duas secretarias a fazerem as licitações”, destacou Haddad. “A maior área já tem, inclusive, o decreto de desapropriação, então nós vamos fazer um depósito para ter a posse dos terrenos escolhidos e assim podermos licitar o quanto antes”, concluiu.

Dos três terrenos, um será utilizado para a construção do terminal e outro para a execução do hospital, esperado há décadas pelos moradores de Parelheiros. A definição dos locais caberá às secretarias envolvidas. Dois terrenos estão localizados na avenida Sadamu Inoue, nos números 3555 e 3658. O outro fica na rua Eusébio Coghi, 664, todos em Parelheiros. 

Na sua visita à sede da Subprefeitura, Fernando Haddad, acompanhado do subprefeito Adailson de Oliveira, ouviu sugestões de técnicos da Subprefeitura que propõem que Parelheiros seja um patrimônio ambiental com a implantação de um pólo turístico para atrair visitantes, principalmente na Copa de 2014.

Na ocasião, nove veículos de combate à Dengue foram entregues a esta subprefeitura que possui a maior extensão territorial na cidade. Adailson de Oliveira agradeceu a visita do prefeito: “Hoje é um dia especial para as pessoas de Parelheiros. Eu quero dar boas-vindas e agradecer a presença do prefeito, pois nos sentimos honrados pela escolha de Parelheiros ser a primeira a receber esta visita tão importante para o nosso desenvolvimento”, comentou.

Após a vistoria dos terrenos em Parelheiros, Haddad foi para o Grajaú, onde visitou as dependências da UBS (Unidade Básica de Saúde) Gaivotas. No local, o prefeito ainda anunciou a construção de uma UBS no Cantinho do Céu, também no Grajaú, antiga demanda da região.

“Essa UBS já deveria estar pronta e não está. Como o decreto para a construção já está pronto, o secretário irá desapropriar o terreno para construir a unidade o quanto antes”, afirmou o prefeito.

Cadastro Único


Haddad também acompanhou o cadastramento para programas sociais do governo federal feitos por agentes do Programa Saúde da Família em uma casa vizinha à UBS Gaivotas. O “Cadastro Único” é um instrumento que identifica e caracteriza as famílias de baixa renda, entendidas como aquelas que têm renda mensal de até meio salário mínimo por pessoa ou renda mensal total de até três salários mínimos. Ele permite conhecer a realidade socioeconômica dessas famílias, com informações de todo o núcleo familiar, das características do domicílio, das formas de acesso a serviços públicos essenciais e, também, dados de cada um dos componentes da família.

O Governo Federal, por meio de um sistema informatizado, consolida os dados coletados no Cadastro Único. A partir daí, o poder público pode formular e implementar políticas específicas, que contribuem para a redução das vulnerabilidades sociais a que essas famílias estão expostas. Atualmente, o Cadastro Único conta com mais de 21 milhões de famílias inscritas. Na UBS Gaivotas, desde 14 de fevereiro já foram cadastradas 201 famílias.

Por: SECOM

Foto: Fábio Arantes/Secom

Últimos artigos

Por Rui Falcão: Uma semana decisiva que culmina dia 28
segunda, 24 abril 2017, 18:14
    O PT apoia e participa da greve geral nesta sexta-feira, e sua Executiva Nacional estará em Curitiba dia 2 de maio, em homenagem à festa da democracia do dia 3   Paulo Pinto/Agência PT Ato preparatório para a greve geral do... Leia Mais
Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula
terça, 18 abril 2017, 15:08
  Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições   A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a... Leia Mais
Simão Pedro Chiovetti: A gestão Doria – vender SP
quarta, 12 abril 2017, 16:37
  Doria em menos de 100 dias demonstrou que não tem apego algum por SP e muito menos pelos paulistanos da periferia e classe média   Próximo de completar apenas 100 dias à frente da Prefeitura de SP, já é possível perceber que as... Leia Mais
Por Vitor Marques: 100 dias de governo João Doria: a São Paulo virtual e a São Paulo real
quarta, 12 abril 2017, 15:06
  Empossados os novos governos, via de regra, é esperado que a população tenha uma receptividade e uma tolerância maior com aqueles que estão iniciando a nova gestão. Este período é conhecido no vocabulário político como “lua... Leia Mais
Por Emídio de Souza: Algo está errado
terça, 11 abril 2017, 21:35
  Algo está errado. Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 250 mil atendem ao chamado e, sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4... Leia Mais