Juliana Cardoso, vereadora do PT, assume a presidência do diretório municipal do partido

Compartilhar



Por DMPT-SP- 7/2/2013

A vereadora Juliana Cardoso, da corrente Novo Rumo, assume a partir de hoje a presidência do diretório municipal do PT até novembro, quando acontecerá o Processo de Eleições Diretas (PED) do partido.

Antonio Donato, que assumiu a secretaria de Governo do prefeito Fernando Haddad (PT), deixou a presidência do PT na capital porque o estatuto da sigla veta que integrantes do governo permaneçam como dirigentes do partido, sob argumento de que a restrição permite manter a independência em relação à gestão.

Durante a cerimônia de posse, que contou com a presença da executiva municipal e de filiados, Juliana se emocionou lembrando sua trajetória dentro do partido.  A vereadora, ainda muito pequena, começou a frequentar as reuniões do PT levada pelas mãos da sua mãe Ana Maria Cardoso, que é militante fundadora.

Juliana agradeceu a vice-presidente, Maria Rocha pelo empenho e dedicação de ter conduzido o trabalho interno do Partido durante este período.

Também foram anunciados alguns nomes da nova composição da executiva do diretório municipal: Secretário geral, Jair Tatto, na vaga deixada por Daniel Telles, Marcos Politi, Secretário de Comunicação no lugar Valdir Sant’Anna e Vera Machado, Secretária de Movimentos Sociais na vaga deixada por Célia Assumpção. Todos que deixaram o cargo estão exercendo funções no Governo Municipal.

 

Perfil

Juliana Cardoso é a imagem da mulher brasileira: trabalhadora, esposa, mãe, descendente indígena, militante do movimento popular e educadora cultural.

Tem 33 anos, nasceu no dia 22 de outubro de 1979, em Sapopemba, região localizada na periferia da zona leste da cidade, onde se criou e iniciou sua militância. Desenvolve um extenso trabalho voltado à defesa dos direitos da criança, do adolescente e da juventude, à saúde, à moradia e direitos humanos.

Trabalhou na São Paulo Turismo, com formação profissional e cultural dos jovens através da organização do Carnaval Paulistano.

Na Secretaria do Verde e Meio Ambiente coordenou o projeto cultural Usina de Idéias, que relacionou arte e meio ambiente.

Foi reeleita vereadora com 46.757 votos, conquistados juntos, trabalhando pelos mais pobres, com os movimentos sociais e populares, fiscalizando, organizando, motivando a luta, contra uma política higienista, mesquinha e irresponsável do prefeito Kassab.

Seu mandato traz o novo para a política. Traz a sensibilidade da mulher, a ousadia dos jovens e a vivência de quem enfrenta os mesmos problemas da população carente.

Muito ainda está por vir, a luta e o trabalho pelo crescimento econômico e social de São Paulo continua.

 

Foto: Junior Galdino/DMPTSP

Últimos artigos

Por Rui Falcão: Uma semana decisiva que culmina dia 28
segunda, 24 abril 2017, 18:14
    O PT apoia e participa da greve geral nesta sexta-feira, e sua Executiva Nacional estará em Curitiba dia 2 de maio, em homenagem à festa da democracia do dia 3   Paulo Pinto/Agência PT Ato preparatório para a greve geral do... Leia Mais
Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula
terça, 18 abril 2017, 15:08
  Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições   A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a... Leia Mais
Simão Pedro Chiovetti: A gestão Doria – vender SP
quarta, 12 abril 2017, 16:37
  Doria em menos de 100 dias demonstrou que não tem apego algum por SP e muito menos pelos paulistanos da periferia e classe média   Próximo de completar apenas 100 dias à frente da Prefeitura de SP, já é possível perceber que as... Leia Mais
Por Vitor Marques: 100 dias de governo João Doria: a São Paulo virtual e a São Paulo real
quarta, 12 abril 2017, 15:06
  Empossados os novos governos, via de regra, é esperado que a população tenha uma receptividade e uma tolerância maior com aqueles que estão iniciando a nova gestão. Este período é conhecido no vocabulário político como “lua... Leia Mais
Por Emídio de Souza: Algo está errado
terça, 11 abril 2017, 21:35
  Algo está errado. Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 250 mil atendem ao chamado e, sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4... Leia Mais