Haddad defende criação de parcerias entre prefeitura, governos estadual e federal

Compartilhar

 

Na abertura do primeiro Encontro do Governo do Estado de São Paulo com Prefeitos, Haddad afirmou que administradores públicos devem superar diferenças partidárias para aprimorar serviços públicos.

O prefeito Fernando Haddad defendeu o aprofundamento das relações federativas entre os governos municipal, estadual e federal durante a abertura do primeiro encontro do Governo do Estado de São Paulo com os prefeitos paulistas, realizado nesta quinta-feira (14) no Memorial da América Latina, zona oeste da cidade.

Para Haddad, os administradores públicos devem superar diferenças partidárias. “As divergências que existem entre os partidos são dirimidas pelo povo durante as eleições. Passadas as eleições, nosso papel é construir consensos me torno do que o povo decidiu, pelo interesse do povo”, afirmou Haddad, que incentivou a criação de parcerias e cooperação entre as esferas de governo, com o objetivo de aprimorar os serviços oferecidos à população.

O encontro desta quinta-feira reúne mais de 2.500 pessoas entre secretários estaduais e municipais, prefeitos, presidentes de Câmara e lideranças municipais, primeiras-damas, senadores, deputados federais e estaduais. Ao longo do dia, serão discutidos os temas infraestrutura e desenvolvimento sustentável, políticas sociais e proteção ao cidadão, além de inclusão e proteção social.

O objetivo é a aproximação das administrações municipais e o governo estadual, promovendo a troca de experiências e o diálogo sobre desafios futuros para as políticas públicas. “É fundamental descentralizar e fortalecer as prefeituras. O governo que mais conhece os problemas do povo é o municipal”, disse Geraldo Alckmin.

Nesta quinta-feira, a primeira-dama Ana Estela Haddad acompanhou o Encontro com as primeiras-damas e presidentes dos Fundos Municipais de Solidariedade do estado de São Paulo, em que foram apresentados os projetos sociais do Fundo Social de Solidariedade do Estado de São Paulo, presidido por Lu Alckmin.

Parcerias

Nos três primeiros meses de gestão, a Prefeitura estabeleceu com o Governo Estadual parcerias nas áreas de habitação, transportes, segurança, macrodrenagem e educação, por meio de um grupo de trabalho criado para desenvolver ações e investimentos conjuntos. O trabalho conjunto também envolve a candidatura de São Paulo à Exposição Universal de 2020, que tem o apoio do governo estadual na área de mobilidade urbana.

Uma das principais parcerias anunciadas foi na política habitacional voltada à criação de moradias na região central da cidade. O Governo Estadual autorizou a construção de 2.230 unidades habitacionais, por meio da CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano), com valor estimado de R$ 140 milhões. A Prefeitura irá contribuir com R$ 20 mil por unidade habitacional a ser construída por meio da Parceria Público Privada (PPP), em fase final de preparação do edital. Os recursos serão somados aos aportados pelo Governo do Estado e pela União, por intermédio do programa “Minha Casa Minha Vida”.

No campo da educação, haverá investimentos de R$ 46 milhões para a construção de mais 20 novas creches na capital - além das 42 já acordadas em convênio anterior entre Estado e Prefeitura, das quais sete já estão prontas. Para aumentar a segurança na cidade, a Secretaria Municipal de Segurança Urbana e a Secretaria de Estado de Segurança Pública estão trabalhando em conjunto com o objetivo de definir pontos críticos para a instalação de iluminação pública, com base em dados de inteligência das polícias, além da ampliação da área de atuação da chamada Operação Delegada, que hoje acontece somente na área central.

Também foi firmado um convênio para a implantação do corredor Perimetral Leste - na avenida Jacu-Pêssego. O projeto da Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU) vai ligar a região do ABC a Guarulhos, na Grande São Paulo, com investimento de R$ 137,5 milhões.

Haverá ainda a compatibilização dos planos de combate as enchentes do estado e do município. A Prefeitura concederá um terreno para a construção de um piscinão coberto na avenida Luiz Inácio de Anhaia Melo pelo DAEE (Departamento de Águas e Energia Elétrica), órgão vinculado à Secretaria Estadual de Saneamento e Energia.

Últimos artigos

Por Rui Falcão: Uma semana decisiva que culmina dia 28
segunda, 24 abril 2017, 18:14
    O PT apoia e participa da greve geral nesta sexta-feira, e sua Executiva Nacional estará em Curitiba dia 2 de maio, em homenagem à festa da democracia do dia 3   Paulo Pinto/Agência PT Ato preparatório para a greve geral do... Leia Mais
Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula
terça, 18 abril 2017, 15:08
  Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições   A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a... Leia Mais
Simão Pedro Chiovetti: A gestão Doria – vender SP
quarta, 12 abril 2017, 16:37
  Doria em menos de 100 dias demonstrou que não tem apego algum por SP e muito menos pelos paulistanos da periferia e classe média   Próximo de completar apenas 100 dias à frente da Prefeitura de SP, já é possível perceber que as... Leia Mais
Por Vitor Marques: 100 dias de governo João Doria: a São Paulo virtual e a São Paulo real
quarta, 12 abril 2017, 15:06
  Empossados os novos governos, via de regra, é esperado que a população tenha uma receptividade e uma tolerância maior com aqueles que estão iniciando a nova gestão. Este período é conhecido no vocabulário político como “lua... Leia Mais
Por Emídio de Souza: Algo está errado
terça, 11 abril 2017, 21:35
  Algo está errado. Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 250 mil atendem ao chamado e, sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4... Leia Mais