LOCAL: Mais um servidor é preso em flagrante por receber propina

Compartilhar

 

Operação realizada hoje pela 1ª Delegacia de Crimes contra a Administração Pública do Departamento de Polícia de Proteção à Cidadania, com colaboração da Controladoria Geral do Município (CGM), levou à prisão em flagrante, por recebimento de propina, de um servidor lotado no Aprov (Departamento de Aprovação de Edificações), órgão que integrava a Secretaria Municipal de Habitação e passará à nova Secretaria de Licenciamentos. A investigação da polícia começou a partir da denúncia de um cidadão que buscava regularizar seu imóvel.

A Controladoria foi acionada para auxiliar nas investigações, identificou o servidor suspeito e realizou um trabalho de pesquisa e monitoramento. O servidor é ocupante do cargo de “Especialista em Desenvolvimento Urbano”, e tinha remuneração de cerca de R$ 3 mil (bruto). Após a prisão, a Controladoria requisitou a apreensão de computador e documentos do servidor que possam auxiliar nas investigações.

De acordo com o denúncia recebida pela polícia, a vítima entrou com pedido para regularizar seu imóvel em 2003, com base nas leis de anistia, e seu processo tramitou até chegar no GTEA (Grupo Técnico Especial de Análise), do qual o servidor investigado faz parte. Ainda segundo o relato do denunciante, o servidor cobrou propina de R$ 10 mil para regularizar o imóvel. Na operação realizada hoje, o servidor foi preso em flagrante recebendo a quantia combinada de R$ 4 mil em espécie e deverá responder pelo crime de concussão.

Diante dos fatos constatados, a CGM irá determinar a abertura de um Inquérito Administrativo Especial (“Via Rápida”), por se tratar de prisão em flagrante de servidor público. Esse processo tem um prazo de 60 (sessenta) dias, a contar da citação válida do servidor para ser concluído.

Histórico

Na sexta passada (15), a Controladoria Geral do Município comunicou que dois servidores da Subprefeitura de Santo Amaro foram presos em flagrante por recebimento de propina. A partir de uma denúncia feita em 25 de fevereiro, a CGM iniciou um trabalho de pesquisa e monitoramento, inclusive de evolução patrimonial, dos dois agentes públicos supostamente envolvidos no esquema de corrupção que funcionava no setor de fiscalização de obras.

A partir da denúncia e do trabalho de pesquisa, a 1ª Delegacia de Crimes contra a Administração Pública do Departamento de Polícia de Proteção à Cidadania foi acionada. Os servidores investigados foram presos em flagrante depois de receber a quantia de R$ 40 mil em espécie do empresário denunciante, que colaborou com as investigações.

Últimos artigos

Por Rui Falcão: Uma semana decisiva que culmina dia 28
segunda, 24 abril 2017, 18:14
    O PT apoia e participa da greve geral nesta sexta-feira, e sua Executiva Nacional estará em Curitiba dia 2 de maio, em homenagem à festa da democracia do dia 3   Paulo Pinto/Agência PT Ato preparatório para a greve geral do... Leia Mais
Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula
terça, 18 abril 2017, 15:08
  Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições   A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a... Leia Mais
Simão Pedro Chiovetti: A gestão Doria – vender SP
quarta, 12 abril 2017, 16:37
  Doria em menos de 100 dias demonstrou que não tem apego algum por SP e muito menos pelos paulistanos da periferia e classe média   Próximo de completar apenas 100 dias à frente da Prefeitura de SP, já é possível perceber que as... Leia Mais
Por Vitor Marques: 100 dias de governo João Doria: a São Paulo virtual e a São Paulo real
quarta, 12 abril 2017, 15:06
  Empossados os novos governos, via de regra, é esperado que a população tenha uma receptividade e uma tolerância maior com aqueles que estão iniciando a nova gestão. Este período é conhecido no vocabulário político como “lua... Leia Mais
Por Emídio de Souza: Algo está errado
terça, 11 abril 2017, 21:35
  Algo está errado. Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 250 mil atendem ao chamado e, sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4... Leia Mais