LOCAL: Total de vítimas de latrocínio dobra no 1º bimestre na capital paulista

Compartilhar

 

30 pessoas morreram neste crime em janeiro e fevereiro de 2013. Casos de homicídios dolosos também registraram alta em São Paulo.

Do G1 São Paulo- 25/3

O número de vítimas de latrocínios na cidade de São Paulo dobrou no primeiro bimestre deste ano em comparação ao mesmo período de 2012. Segundo os número da criminalidade na capital divulgados nesta segunda-feira (25) pela Secretaria de Segurança Pública do estado, foram 30 mortos em 2013 ante 15 em janeiro e fevereiro do ano passado.   Os números incluem o caso do empresário João Alberto de Camargo, de 70 anos, morto no dia 27 do mês passado, dentro da sua imobiliária, nos Jardins. Ele chegava para trabalhar quando foi vítima de um assalto. Camargo estacionou o carro e correu para o escritório. O ladrão, com arma em punho, entrou em seguida. Ele foi até a sala do dono da imobiliária, tentou tirar o relógio do empresário, que resistiu. O suspeito pelo crime foi preso nesta sexta-feira (22).  

  O número de vítimas de homicídio doloso (quando há intenção de matar) também registrou alta no primeiro bimestre deste ano. Foram 200 mortos neste tipo de crime em 2013 e 175 no mesmo período de 2012, alta de 14,2%.   Somando-se esses dois tipos de crimes, 230 pessoas morreram em janeiro e fevereiro deste ano na capital, ante 190 em 2012 – alta de 21%.   O número de roubo e furto de veículos também vem crescendo na capital. Foram 14.675 em janeiro e fevereiro de 2013, antes 13.826 em igual período de 2012 - crescimento de 6,1%.   Grande SP

O número de vítimas de homicídios dolosos na região metropolitana (excluindo-se a capital) também registrou alta nos dois primeiros meses deste ano em comparação a igual período de 2012. Foram 236 mortos em 2013 ante 178, alta de 32,5%   O número de vítimas de latrocínios na Grande São Paulo manteve-se estável no mesmo período – foram 16 mortes.   Já o número de roubo e furto de veículos registrou alta de 7,7% no primeiro bimestre deste ano em comparação com o mesmo período de 2012. Foram 7.070 casos em 2013 e 6.560 em 2012.   Estado  O estado também registrou um aumento de 15,06% nos homicídios dolosos. O total de ocorrência de mortes intencionais subiu de 684 nos dois primeiros meses do ano passado para 787 no mesmo período deste ano.   Segundo a SSP, o número de roubo a banco teve uma diminuição de 11,43% dos roubos a banco neste bimestre no estado. O total de ocorrências desse tipo passou de 35 nos dois primeiros meses de 2012 para 31 no mesmo período deste ano. O número de registro roubos, em geral, por sua vez, continuou estável no estado, em fevereiro: de 18.427 ocorrências em fevereiro de 2012 para 18.425 no mesmo mês de 2013.

Últimos artigos

Por Rui Falcão: Uma semana decisiva que culmina dia 28
segunda, 24 abril 2017, 18:14
    O PT apoia e participa da greve geral nesta sexta-feira, e sua Executiva Nacional estará em Curitiba dia 2 de maio, em homenagem à festa da democracia do dia 3   Paulo Pinto/Agência PT Ato preparatório para a greve geral do... Leia Mais
Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula
terça, 18 abril 2017, 15:08
  Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições   A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a... Leia Mais
Simão Pedro Chiovetti: A gestão Doria – vender SP
quarta, 12 abril 2017, 16:37
  Doria em menos de 100 dias demonstrou que não tem apego algum por SP e muito menos pelos paulistanos da periferia e classe média   Próximo de completar apenas 100 dias à frente da Prefeitura de SP, já é possível perceber que as... Leia Mais
Por Vitor Marques: 100 dias de governo João Doria: a São Paulo virtual e a São Paulo real
quarta, 12 abril 2017, 15:06
  Empossados os novos governos, via de regra, é esperado que a população tenha uma receptividade e uma tolerância maior com aqueles que estão iniciando a nova gestão. Este período é conhecido no vocabulário político como “lua... Leia Mais
Por Emídio de Souza: Algo está errado
terça, 11 abril 2017, 21:35
  Algo está errado. Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 250 mil atendem ao chamado e, sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4... Leia Mais