Parlamentares do PT intervêm e reintegração de posse é suspensa

Compartilhar



A manhã desta terça-feira (26) começou tumultuada no Jardim Iguatemi, zona leste de São Paulo. Para cumprir a ordem judicial de reintegração de posse de um terreno particular, onde moram cerca de 750 famílias por ocupação, homens da tropa de choque da Polícia Militar invadiram o local. A desocupação foi suspensa quando o prefeito Fernando Haddad (PT) anunciou que a prefeitura está intercedendo para reverter a decisão.

Ocupada pelas famílias há menos de um ano, a área já é motivo de negociação entre as famílias e o proprietário durante os últimos meses. A ideia era que o terreno pudesse ser adquirido de maneira parcelada. No entanto, os aumentos no valor impossibilitaram qualquer negociação.

A ação judicial que desencadeou a atuação da polícia começou quando o proprietário do terreno, Heráclides Batalha de Camargo Filho, processou por invasão a Sociedade Amigos do Jardim Alto Alegre. A ação judicial foi protocolada no Fórum de Itaquera e julgada procedente às 19h da última segunda-feira (25).

Esfera estadual

Morador da região, o deputado estadual José Zico Prado acompanha todo o desenvolvimento do processo. Junto à Secretaria de Segurança Pública, o deputado mantém diálogo na esfera estadual para complementar as ações do prefeito.

“Quero reiterar que a todo momento conversei por telefone na secretaria estadual de Segurança Pública. Expliquei que as exigências do juiz não foram cumpridas, que não havia condições mínimas para as famílias retirarem seus pertences. Ainda assim a ordem foi dada e as tropas avançaram sobre as pessoas. Isso é desumano”, desabafou o deputado petista. Para Zico, “esta é a política do governador Geraldo Alckmin, destruir sonhos, bater em gente honesta”.

Raquel Queiroz Dreguer, assessora do deputado, avalia o trabalho como uma ação conjunta. “Enxergamos como uma a atuação conjunta. O deputado Zico está intercedendo na esfera estadual, enquanto o prefeito Fernando Haddad define as propostas do município”.

Truculência

A vereadora e presidente do Diretório Municipal do PT, Juliana Cardoso, também acompanhou a ação de reintegração de posse. Em sua página do Facebook, a parlamentar destacou a truculência com a qual os policiais – um órgão do Governo do Estado – invadiram o local.

 

Por Mariana Blessa, Portal Linha Direta

Últimos artigos

Por Rui Falcão: Uma semana decisiva que culmina dia 28
segunda, 24 abril 2017, 18:14
    O PT apoia e participa da greve geral nesta sexta-feira, e sua Executiva Nacional estará em Curitiba dia 2 de maio, em homenagem à festa da democracia do dia 3   Paulo Pinto/Agência PT Ato preparatório para a greve geral do... Leia Mais
Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula
terça, 18 abril 2017, 15:08
  Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições   A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a... Leia Mais
Simão Pedro Chiovetti: A gestão Doria – vender SP
quarta, 12 abril 2017, 16:37
  Doria em menos de 100 dias demonstrou que não tem apego algum por SP e muito menos pelos paulistanos da periferia e classe média   Próximo de completar apenas 100 dias à frente da Prefeitura de SP, já é possível perceber que as... Leia Mais
Por Vitor Marques: 100 dias de governo João Doria: a São Paulo virtual e a São Paulo real
quarta, 12 abril 2017, 15:06
  Empossados os novos governos, via de regra, é esperado que a população tenha uma receptividade e uma tolerância maior com aqueles que estão iniciando a nova gestão. Este período é conhecido no vocabulário político como “lua... Leia Mais
Por Emídio de Souza: Algo está errado
terça, 11 abril 2017, 21:35
  Algo está errado. Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 250 mil atendem ao chamado e, sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4... Leia Mais