LOCAL: Alckmin não responde pauta de servidores da Saúde

Compartilhar

 

Trabalhadores da Saúde realizarão ato público/assembleia dia 1º de abril, 10 horas, em frente à Secretaria Estadual da Saúde

 
Por SindSaúde - SP Quinta-feira, 28 de março de 2013

Os trabalhadores públicos estaduais da Saúde de São Paulo realizarão ato público/assembleia em frente à Secretaria Estadual da Saúde, na capital paulista, 1º/4, 10 horas, pela abertura de negociação da Campanha Salarial da categoria.
A data base da categoria é 1º de Março e até o momento o governo Alckmin não apresentou resposta à pauta entregue pelo SindSaúde-SP. A lei da data base, aprovada em 2006, entrou em vigor em 2007 e mais um ano é desrespeitada pelo governo estadual.
Também não cumpriu acordos anteriores, como da regulamentação da jornada de 30 horas dos administrativos, acordada em 1997, e da progressão na carreira, aprovada na reestruturação de cargos e salários da área técnica, aprovada em 2011.
Em janeiro, o SindSaúde-SP planejou o calendário da Campanha Salarial.
Em fevereiro, o Conselho Estadual de Delegados Sindicais de Base debateu e definiu as estratégias da Campanha.
Nas diversas regiões do estado, foram realizadas assembleias e reuniões locais para debater as reivindicações dos trabalhadores e iniciar a mobilização.
No dia 15 de março, trabalhadores das diversas regiões do estado realizaram aassembleia no vão livre do MASP, aprovando a pauta da Campanha, a ampliação da mobilização no estado, a Campanha Unificada e o ato de 1º de abril.
Pauta . Reposição de perdas salariais em 32,2% . Vale refeição de R$ 26,22 . Prêmio de Incentivo igual para todos e transparência no uso da verba Fundes
Ato Público da Saúde1º de abril – 10 horas Em frente à Secretaria Estadual da Saúde de São Paulo Av. Dr. Enéas Carvalho de Aguiar, 188 (Metrô Clínicas)

 

Últimos artigos

Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula
terça, 18 abril 2017, 15:08
  Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições   A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a... Leia Mais
Simão Pedro Chiovetti: A gestão Doria – vender SP
quarta, 12 abril 2017, 16:37
  Doria em menos de 100 dias demonstrou que não tem apego algum por SP e muito menos pelos paulistanos da periferia e classe média   Próximo de completar apenas 100 dias à frente da Prefeitura de SP, já é possível perceber que as... Leia Mais
Por Vitor Marques: 100 dias de governo João Doria: a São Paulo virtual e a São Paulo real
quarta, 12 abril 2017, 15:06
  Empossados os novos governos, via de regra, é esperado que a população tenha uma receptividade e uma tolerância maior com aqueles que estão iniciando a nova gestão. Este período é conhecido no vocabulário político como “lua... Leia Mais
Por Emídio de Souza: Algo está errado
terça, 11 abril 2017, 21:35
  Algo está errado. Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 250 mil atendem ao chamado e, sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4... Leia Mais
Rui Falcão: As alternativas do PT para a Previdência
segunda, 13 março 2017, 19:03
  Em meio às manifestações contra o desmonte da Previdência (e foi notável a reação das mulheres no 8 de março, dia de luta também contra o conservadorismo e a violência), abre-se agora o debate sobre qual a melhor tática... Leia Mais