LOCAL: São Paulo ganha mais 23 km de faixas de ônibus a partir de hoje

Compartilhar

 

Segundo a SPTrans (empresa que gerencia o transporte municipal), nos três trechos circulam mais de 90 linhas de ônibus, que transportam cerca de 770 mil passageiros por dia. Nos horários mais carregados, o fluxo passa de 600 ônibus por hora.

 
Por Folha de São Paulo Segunda-feira, 29 de abril de 2013

A cidade de São Paulo terá a partir desta segunda-feira (29) mais três faixas exclusivas para a circulação de ônibus. Ao todo, serão cerca de 23 km de vias.
A novidade será implantada na faixa da direita de vias movimentadas da região da Vila Clementino, Campo Grande (zona sul) e Ponte Rasa (zona leste).
Elas vão funcionar nos dois sentidos, de segunda a sexta, apenas nos horários de pico da manhã (das 6h às 9h, no sentido centro) e da tarde (das 17h às 20h, no sentido bairro).
Invadir a faixa de ônibus nos horários de funcionamento é uma infração leve e rende multa de R$ 53,20, mais três pontos na carteira de habilitação. A CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) não informou se haverá período de orientação sem multas.
Na Nossa Senhora do Sabará, a faixa de 2,7 km será implantada entre as avenidas Washington Luís e Interlagos. Por causa da faixa, um novo semáforo será instalado no cruzamento com a rua Sant`Ana.
No corredor formado pela rua Domingos de Morais e avenida Jabaquara, a faixa terá 7,2 km de extensão, da rua Sena Madureira até a rua Irerê.
Já na zona leste, a faixa de 13 km será implantada no caminho formado pelas estradas do Imperador, Mogi das Cruzes e rua Embira, desde a avenida Pires do Rio até a avenida São Miguel. Outra mudança será um novo semáforo para veículos e pedestres no cruzamento da rua Embira com a rua Santa Maria de Itabira.
De acordo com a CET, as novas faixas fazem parte da operação "Dá licença para o ônibus", de prioridade ao transporte público. A mesma operação restringiu a circulação de automóveis no largo 13 de Maio, em Santo Amaro (zona sul).
Segundo a SPTrans (empresa que gerencia o transporte municipal), nos três trechos circulam mais de 90 linhas de ônibus, que transportam cerca de 770 mil passageiros por dia. Nos horários mais carregados, o fluxo passa de 600 ônibus por hora.
Com os novos trechos, a cidade chegará a 146,9 km de faixas exclusivas em funcionamento --dos quais 44,5 km desde o início do ano. A promessa da gestão Fernando Haddad (PT) é implantar 150 km até 2016.
Outra das metas do petista é elevar a velocidade média dos coletivos para 25 km/h até o fim do mandato. Em 2012, elas ficaram abaixo de 14 km/h.

 
 

Últimos artigos

Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula
terça, 18 abril 2017, 15:08
  Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições   A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a... Leia Mais
Simão Pedro Chiovetti: A gestão Doria – vender SP
quarta, 12 abril 2017, 16:37
  Doria em menos de 100 dias demonstrou que não tem apego algum por SP e muito menos pelos paulistanos da periferia e classe média   Próximo de completar apenas 100 dias à frente da Prefeitura de SP, já é possível perceber que as... Leia Mais
Por Vitor Marques: 100 dias de governo João Doria: a São Paulo virtual e a São Paulo real
quarta, 12 abril 2017, 15:06
  Empossados os novos governos, via de regra, é esperado que a população tenha uma receptividade e uma tolerância maior com aqueles que estão iniciando a nova gestão. Este período é conhecido no vocabulário político como “lua... Leia Mais
Por Emídio de Souza: Algo está errado
terça, 11 abril 2017, 21:35
  Algo está errado. Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 250 mil atendem ao chamado e, sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4... Leia Mais
Rui Falcão: As alternativas do PT para a Previdência
segunda, 13 março 2017, 19:03
  Em meio às manifestações contra o desmonte da Previdência (e foi notável a reação das mulheres no 8 de março, dia de luta também contra o conservadorismo e a violência), abre-se agora o debate sobre qual a melhor tática... Leia Mais