LOCAL: O que abre e o que fecha no feriado do Dia do Trabalho

Compartilhar

 

Consulte abaixo detalhes sobre o funcionamento dos serviços municipais neste feriado

 
Por Secom Prefeitura de São Paulo Terça-feira, 30 de abril de 2013

Na próxima quarta-feira (01), feriado do Dia do Trabalho, os parques municipais e alguns equipamentos de cultura funcionarão em seus horários habituais. Os teatros e bibliotecas não abrirão e os mercados e sacolões municipais seguirão um esquema especial de atendimento. Na área de assistência social, os atendimentos de emergência e acolhida serão fornecidos 24 horas. Consulte abaixo detalhes sobre o funcionamento dos serviços municipais neste feriado:
Abastecimento
Os mercados municipais atenderão nos seguintes horários: Central Leste e Vila Formosa, das 7 às 13h; Pirituba, das 7 às 14h; Ipiranga, Penha, Sapopemba, Tucuruvi e Teotônio Vilela, das 8 às 13h; e Guaianases, das 8h30 às 13h. Não abrirão: Paulistano (Central),Kinjo Yamato, Lapa, Pinheiros, Santo Amaro e São Miguel.
Os sacolões funcionarão nos seguintes horários: Jaguará, das 6h30 às 13h; Brigadeiro, Butantã, City Jaraguá e João Moura, das 7 às 13h; Bela Vista e Rio Pequeno, das 7 às 14h; Avanhandava e Piraporinha, das 7 às 14h30; Estrada do Sabão NE Freguesia do Ó, das 7 às 15h; COHAB Aadventista, das 7 às 17h: Lapa, das 8 às 13h; e Cidade Tiradentes, das 8 às 15h.
No feriado, as feiras livres funcionarão nos locais e horários habituais.
Assistência Social
Vão funcionar apenas os serviços de emergência e acolhida com atendimento 24 horas, ininterruptamente: Serviços de Acolhimento Institucional para Crianças e Adolescentes (Abrigos); Centros de Acolhida (antigos Albergues) e a Central de Atendimento Permanente e de Emergência – 156.
Cultura
Estarão abertas no feriado, das 9 às 17h, a Capela do Morumbi, Beco do Pinto, CSA da Imagem (antiga Casa nº 1), Casa do Grito, Casa Modernista, Casa do Sertanista, Casa do Tatuapé, Sítio da Ressaca, Sítio Morrinhos e Solar da Marquesa de Santos e Monumento à Independência (Capela Imperial)
Também funcionarão: Centro Cultural São Paulo, Centro Cultural da Juventude Ruth Cardoso (das 10 das 18h), Galeria Olido, Pavilhão das Culturas Brasileiras e os Ônibus Bibliotecas.
Todos os teatros e bibliotecas municipais não abrirão no feriado.
Educação
Os CEUS – Centros Educacionais Unificados abrirão apenas para atividades culturais e de lazer. As aulas serão reiniciadas na quinta-feira (2).
Esporte
Os Clubes da Cidade abrirão apenas para atividades de esporte e lazer nos horários habituais. O funcionamento voltará ao normal na quinta-feira (2).
Saúde
No dia 1º de maio, os hospitais, prontos-socorros e os serviços de Assistência Médica Ambulatorial (AMA) funcionarão o dia todo, ininterruptamente. As AMAs tradicionais abrem de segunda a sábado, inclusive no feriado, das 7 às 19 horas. As 94 AMAS que funcionam acopladas às UBS aplicarão vacina contra a gripe nos sábados, 27 de abril e 04 de maio, e no dia 1º de maio, das 08h às 18h.
As AMAs Especialidades fecham durante o dia 1º e funcionarão normalmente na quinta-feira (2). As AMAs que funcionam 24 horas abrem todos os dias, sem interrupções. As Unidades Básicas de Saúde (UBS) e os Ambulatórios de Especialidades fecham no dia 1º de maio, voltando a funcionar na quinta-feira, dia 2.
Subprefeituras
As Praças de Atendimento não funcionarão e voltam à atividade normal na quinta-feira (2).
Trabalho
As unidades do CAT e do Banco Confia estarão fechadas no dia 1º de maio, voltando a funcionar normalmente na quinta-feira (2).
Verde e Meio Ambiente
Os Parques Municipais abrirão nos horários habituais.

 

Últimos artigos

Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula
terça, 18 abril 2017, 15:08
  Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições   A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a... Leia Mais
Simão Pedro Chiovetti: A gestão Doria – vender SP
quarta, 12 abril 2017, 16:37
  Doria em menos de 100 dias demonstrou que não tem apego algum por SP e muito menos pelos paulistanos da periferia e classe média   Próximo de completar apenas 100 dias à frente da Prefeitura de SP, já é possível perceber que as... Leia Mais
Por Vitor Marques: 100 dias de governo João Doria: a São Paulo virtual e a São Paulo real
quarta, 12 abril 2017, 15:06
  Empossados os novos governos, via de regra, é esperado que a população tenha uma receptividade e uma tolerância maior com aqueles que estão iniciando a nova gestão. Este período é conhecido no vocabulário político como “lua... Leia Mais
Por Emídio de Souza: Algo está errado
terça, 11 abril 2017, 21:35
  Algo está errado. Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 250 mil atendem ao chamado e, sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4... Leia Mais
Rui Falcão: As alternativas do PT para a Previdência
segunda, 13 março 2017, 19:03
  Em meio às manifestações contra o desmonte da Previdência (e foi notável a reação das mulheres no 8 de março, dia de luta também contra o conservadorismo e a violência), abre-se agora o debate sobre qual a melhor tática... Leia Mais