Encontro com vereadoras debate políticas públicas para as mulheres

Compartilhar


 

 

Projetos para a Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres foram debatidos no encontro, que contou com a presença da vice-prefeita Nádia Campeão e da primeira-dama de São Paulo, Ana Estela Haddad

A Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres promoveu nesta segunda-feira (13) um encontro com a bancada feminina da Câmara Municipal. O objetivo da reunião, que contou com a presença da primeira-dama de São Paulo, Ana Estela Haddad, e da vice-prefeita Nádia Campeão, foi apresentar os projetos da pasta às vereadoras e ouvir sugestões de novas ações que possam ser criadas para combater a violência contra a mulher.
“Essa é uma primeira conversa de muitas. Queremos que esses encontros sejam um espaço para troca de ideias e de discussões sobre o combate à violência contra a mulher”, disse a secretária Denise Motta Dau.
Denise destacou ainda que a aprovação da pasta na última quarta-feira (8) já foi o primeiro passo nessa causa. “A Câmara aprovou em peso a criação da Secretaria de Políticas para as Mulheres do Município de São Paulo. Agora, vamos ter como agregar recursos humanos, equipamentos, espaço físico e orçamento para poder implementar as políticas relacionadas à temática de gênero na cidade”, completou.
Segundo a vice-prefeita Nádia Campeão, o próximo passo será pensar em ações que dêem visibilidade à Secretaria de Políticas para Mulheres. “A visibilidade dessa secretaria não pode ficar restrita ao Dia Internacional da Mulher. Nosso desafio é ao longo dos próximos quatro anos, para que uma futura gestão não extingue uma pasta tão importante”, disse.
A primeira-dama do município, Ana Estela Haddad, lembrou que a questão da mulher engloba também o trabalho e o cuidado com os filhos. “Muitas mulheres trabalham fora e não conseguem tempo para acompanhar uma fase tão importante do desenvolvimento dos filhos, que é a primeira-infância. Precisamos encontrar meios de que as mulheres participem mais ativamente da vida dos filhos dentro das creches da cidade”, disse Ana Estela.
As vereadoras Juliana Cardoso (PT) e Sandra Tadeu (DEM), que participaram do almoço, disseram estar à disposição da secretaria para apoiar projetos com relevância para a mulher. “A criação de uma pasta específica para as mulheres vem num momento muito importante, uma vez que até o próprio Governo Federal já tem um Ministério voltado para as políticas das mulheres. A Prefeitura tem em mim uma parceira nessa causa”, disse a vereadora Juliana Cardoso.
FOTOS Créditos: Fabio Arantes/SECOM
Foto 1 - Após encontro, secretária Denise Motta Dau, tira foto com as convidadas
Foto 2
- A primeira-dama, Ana Estela Haddad, e a vice-prefeita, Nadia Campeão participaram do encontro
Foto 3
- Próximas ações da Secretaria foi um dos temas discutidos
Foto 4
- Vereadoras disseram que são parceiras da Prefeitura na causa da mulher

Últimos artigos

Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula
terça, 18 abril 2017, 15:08
  Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições   A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a... Leia Mais
Simão Pedro Chiovetti: A gestão Doria – vender SP
quarta, 12 abril 2017, 16:37
  Doria em menos de 100 dias demonstrou que não tem apego algum por SP e muito menos pelos paulistanos da periferia e classe média   Próximo de completar apenas 100 dias à frente da Prefeitura de SP, já é possível perceber que as... Leia Mais
Por Vitor Marques: 100 dias de governo João Doria: a São Paulo virtual e a São Paulo real
quarta, 12 abril 2017, 15:06
  Empossados os novos governos, via de regra, é esperado que a população tenha uma receptividade e uma tolerância maior com aqueles que estão iniciando a nova gestão. Este período é conhecido no vocabulário político como “lua... Leia Mais
Por Emídio de Souza: Algo está errado
terça, 11 abril 2017, 21:35
  Algo está errado. Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 250 mil atendem ao chamado e, sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4... Leia Mais
Rui Falcão: As alternativas do PT para a Previdência
segunda, 13 março 2017, 19:03
  Em meio às manifestações contra o desmonte da Previdência (e foi notável a reação das mulheres no 8 de março, dia de luta também contra o conservadorismo e a violência), abre-se agora o debate sobre qual a melhor tática... Leia Mais