Prefeitura cria Coordenação de Políticas para Imigrantes

Compartilhar

 

Órgão pretende garantir aos estrangeiros que vivem em São Paulo direitos como trabalho e educação. Atualmente, quase 360 mil imigrantes moram legalmente na cidade

 
Por Portal Prefeitura de São Paulo
Quarta-feira, 3 de julho de 2013

 

A Secretaria de Direitos Humanos e Cidadania (SDHC) criou a Coordenação de Políticas para Imigrantes para garantir, por meio de políticas públicas, direitos aos estrangeiros que vivem em São Paulo. Atualmente, de acordo com levantamento realizado pelo Ministério da Justiça, 359.520 imigrantes registrados na Polícia Federal vivem na cidade.

As maiores colônias são de portugueses (78.696 pessoas), bolivianos (59.526), japoneses (36.004), italianos (25.339) e espanhois (20.239). Os dados indicam, ainda, que São Paulo abriga também moradores de pequenos países, como Brunei, Turcomenistão, Guadalupe, Ruanda e Ilhas Seychelles.

O novo órgão ajudará os estrangeiros com relação à permanência na cidade, com a regularização de vistos permanentes. A coordenação pretende ajudar, também, nas questões referentes a trabalho e educação.

"Buscamos o reconhecimento deles (imigrantes) como pessoas constituintes da cidade de São Paulo, historicamente caracterizada pela imigração", afirmou o coordenador do órgão, Paulo Illes, que é ex-presidente do Centro de Direitos Humanos e Cidadania do Imigrante (CDHIC).

Segundo ele, o órgão atuará diretamente com os imigrantes para descobrir suas reais demandas. Em um segundo momento, trabalhará em conjunto com outras secretarias municipais, coordenadorias e até mesmo com órgãos estaduais e federais para garantir a plena inclusão do imigrantes na cidade.

"São Paulo é, por sua própria natureza, uma cidade do intercâmbio. Isso enriquece o comércio e as produções científica, industrial e cultural da cidade. Sabemos que existem muitas novas colônias na cidade e queremos tratar bem aqueles que trabalham em São Paulo e contribuem para a sua geração de riqueza", disse o prefeito Fernando Haddad, em um encontro com cônsules de diversos países realizado em maio.

Últimos artigos

Por Rui Falcão: Uma semana decisiva que culmina dia 28
segunda, 24 abril 2017, 18:14
    O PT apoia e participa da greve geral nesta sexta-feira, e sua Executiva Nacional estará em Curitiba dia 2 de maio, em homenagem à festa da democracia do dia 3   Paulo Pinto/Agência PT Ato preparatório para a greve geral do... Leia Mais
Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula
terça, 18 abril 2017, 15:08
  Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições   A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a... Leia Mais
Simão Pedro Chiovetti: A gestão Doria – vender SP
quarta, 12 abril 2017, 16:37
  Doria em menos de 100 dias demonstrou que não tem apego algum por SP e muito menos pelos paulistanos da periferia e classe média   Próximo de completar apenas 100 dias à frente da Prefeitura de SP, já é possível perceber que as... Leia Mais
Por Vitor Marques: 100 dias de governo João Doria: a São Paulo virtual e a São Paulo real
quarta, 12 abril 2017, 15:06
  Empossados os novos governos, via de regra, é esperado que a população tenha uma receptividade e uma tolerância maior com aqueles que estão iniciando a nova gestão. Este período é conhecido no vocabulário político como “lua... Leia Mais
Por Emídio de Souza: Algo está errado
terça, 11 abril 2017, 21:35
  Algo está errado. Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 250 mil atendem ao chamado e, sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4... Leia Mais