Prefeitura centraliza seleção de médicos para toda a rede

Compartilhar

 

 

Pela primeira vez, vagas para médicos nas Organizações Sociais de Saúde (OSSs) estarão disponíveis para consulta no site da Prefeitura. Além disso, Município anuncia concurso para 2450 vagas

A Prefeitura de São Paulo publicará, a partir do meio-dia desta quarta-feira (24), as vagas disponíveis para médicos nas Organizações Sociais de Saúde (OSSs) que atuam no município. Outros profissionais da área também serão contemplados. Além disso, a Secretaria Municipal de Saúde abrirá neste semestre concurso para a contratação de 2.450 médicos.   

 

Na tela inicial do site da Prefeitura haverá um banner que redicionará os interessados nas vagas em OSSs para uma área com o nome da contratante, perfil da vaga, jornada de trabalho e endereço da unidade. Na região de Cidade Adhemar, por exemplo, há três vagas para clínico (20 horas semanais).

 

Após avaliar os cargos existentes, o profissional deve encaminhar seu currículo para o e-mail Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar." title="mailto:Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.">Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. e informar em qual vaga pretende atuar. Com esta medida, a Secretaria Municipal da Saúde busca garantir ainda mais transparência no processo seletivo e ampliar a oferta para médicos de outras cidades e estados.


Concurso

Outra medida que a Secretaria irá adotar neste semestre é a abertura de concurso público para 1.000 médicos na Rede de Atenção Básica e 1.450 para a Autarquia Hospitalar Municipal, que administra 10 hospitais. Esta seleção terá validade de um ano, com salário inicial de R$ 4.203,13 para jornada de 20h, já incluídas as gratificações.

 

Mais Médicos
A Secretaria Municipal da Saúde realizou esta semana a adesão ao programa federal “Mais Médicos”, solicitando à União a presença de 158 médicos – neste momento, número máximo que a cidade pode solicitar seguindo os critérios do edital. Os profissionais deverão trabalhar em 82 Unidades Básicas de Saúde (UBS) da capital – sujeitos à análise do Ministério e à oferta de profissionais.

 

As vagas serão disponibilizadas para UBSs localizadas em distritos censitários classificados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) como 4 e 5, ou seja, regiões com maior vulnerabilidade social. Desse modo serão contempladas: 16 unidades da Coordenadoria Regional de Saúde Sudeste (com 38 vagas), 11 unidades Coordenadoria Regional de Saúde Norte (22 vagas), duas unidades da Coordenadoria Regional de Saúde Centro-oeste (três vagas), 16 unidades da Coordenadoria Regional de Saúde Leste (com 32 vagas) e 37 unidades da Coordenadoria Regional de Saúde Leste (com 63 vagas).

 

Os profissionais contratados cumprirão jornada de trabalho de 40 horas semanais, e receberão bolsa de R$ 10.000 mensais, além de vale-refeição. O edital prevê também auxílio aluguel e transporte, caso haja necessidade. Tais benefícios, no entanto, estão condicionados ao endereço de origem do profissional que se disponibilizar a trabalhar nas UBSs selecionadas. 

 

 

 

 

Últimos artigos

Por Rui Falcão: Uma semana decisiva que culmina dia 28
segunda, 24 abril 2017, 18:14
    O PT apoia e participa da greve geral nesta sexta-feira, e sua Executiva Nacional estará em Curitiba dia 2 de maio, em homenagem à festa da democracia do dia 3   Paulo Pinto/Agência PT Ato preparatório para a greve geral do... Leia Mais
Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula
terça, 18 abril 2017, 15:08
  Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições   A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a... Leia Mais
Simão Pedro Chiovetti: A gestão Doria – vender SP
quarta, 12 abril 2017, 16:37
  Doria em menos de 100 dias demonstrou que não tem apego algum por SP e muito menos pelos paulistanos da periferia e classe média   Próximo de completar apenas 100 dias à frente da Prefeitura de SP, já é possível perceber que as... Leia Mais
Por Vitor Marques: 100 dias de governo João Doria: a São Paulo virtual e a São Paulo real
quarta, 12 abril 2017, 15:06
  Empossados os novos governos, via de regra, é esperado que a população tenha uma receptividade e uma tolerância maior com aqueles que estão iniciando a nova gestão. Este período é conhecido no vocabulário político como “lua... Leia Mais
Por Emídio de Souza: Algo está errado
terça, 11 abril 2017, 21:35
  Algo está errado. Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 250 mil atendem ao chamado e, sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4... Leia Mais