Prefeitura firma parceria com a ONU para projetos de economia verde e erradicação da pobreza

Compartilhar

Cidade é a primeira do país a realizar parceria do tipo com a ONU. Serão priorizados programas que fazem parte dos eixos principais do planejamento do Sistema ONU, como economia verde, trabalho decente e a erradicação da pobreza



 

A Prefeitura de São Paulo e a Organização das Nações Unidas (ONU) firmaram nesta quarta-feira (14) uma parceria para facilitar a implementação e a colaboração com programas e projetos dentro do município. A cidade é a primeira do país a assinar com a ONU o termo de cooperação coordenado, a exemplo do que acontece com muitos países.

A assinatura do memorando de entendimento, que tem validade de quatro anos, renovável por mais dois, foi feita pelo prefeito Fernando Haddad e o representante da ONU no Brasil, Jorge Chediek.

“Então eu tenho a melhor impressão dessa parceria. Acho que nós seremos seguidos por muita gente rapidamente, porque os municípios precisam de apoio e esse intercâmbio de idéias é sempre ótimo. A gente carece desses mecanismos de troca de experiências”, afirmou o prefeito Fernando Haddad.

A parceria firmada renderá o fomento a programas que fazem parte dos eixos prioritários do planejamento estratégico do Sistema ONU para o período de 2012-2015, como economia verde, trabalho decente e a erradicação da pobreza. Além disso, a idéia é buscar atingir os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODMs), com oito itens propostos pela ONU e, também, aplicar a Cooperação Sul-Sul, por meio do Programa das Nações Unidas Para o Desenvolvimento (PNUD).

Todos os projetos de cooperação da cidade já são feitos e organizados de comum acordo com o sistema ONU, que identifica a partir das demandas da Prefeitura quais são as áreas e ações que podem ser desenvolvidas no âmbito da cooperação internacional. A partir disso, a ONU busca em seu banco de dados internacional projetos relevantes para que sejam construídos novos projetos em conjunto e adaptados à cidade. “Agora se inicia uma segunda fase de garimpar quais são as áreas, de acordo com o Programa de Metas, e a partir daí construir e financiar para 2014 uma série de projetos de cooperação”, explicou o secretário de Relações Internacionais e Federativas, Leonardo Barchini.

“A gente inicia agora uma nova fase da política de cooperação internacional da cidade de São Paulo, uma política de cooperação muito mais sistêmica com um planejamento muito maior que envolva todas as secretarias, todos os setores da Prefeitura e que envolva também um diálogo permanente com o Programa de Metas. Ou seja, uma cooperação que esteja aliada ao plano de trabalho do Município”, disse Barchini.

No início de maio, a ONU inaugurou o primeiro escritório compartilhado da organização na cidade de São Paulo, no Edifício Cidade 4, no Centro. A idéia do espaço era justamente aproximar e ampliar a troca de informações e a implementação de programas sociais, ambientais, de educação e desenvolvimento nas cidades paulistas e, em especial, na Capital.

“A ONU trabalha em todos os países do mundo e podemos trazer as experiências e modelos utilizados em outros países adaptados para a cidade de São Paulo. A nossa função principal é promover a troca de experiências e compartilhamento de boas práticas aproveitando as boas experiências que deram certo em outros países, além de práticas que tenham a ver com o desenvolvimento sustentável”, explicou o representante da ONU no Brasil, Jorge Chediek.

Participaram ainda da assinatura a vice-prefeita Nádia Campeão e a representante residente assistente para o PNUD, Maristela Marque Baioni. O diretor regional para as Américas da União Internacional de Telecomunicações (UIT) e o coordenador de Empregos Verdes da Organização Internacional do Trabalho (OIT) Paulo Sergio Muçouçah também estiveram presentes.

Foto Paulo Pinto/Secom

Últimos artigos

Por Rui Falcão: Uma semana decisiva que culmina dia 28
segunda, 24 abril 2017, 18:14
    O PT apoia e participa da greve geral nesta sexta-feira, e sua Executiva Nacional estará em Curitiba dia 2 de maio, em homenagem à festa da democracia do dia 3   Paulo Pinto/Agência PT Ato preparatório para a greve geral do... Leia Mais
Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula
terça, 18 abril 2017, 15:08
  Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições   A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a... Leia Mais
Simão Pedro Chiovetti: A gestão Doria – vender SP
quarta, 12 abril 2017, 16:37
  Doria em menos de 100 dias demonstrou que não tem apego algum por SP e muito menos pelos paulistanos da periferia e classe média   Próximo de completar apenas 100 dias à frente da Prefeitura de SP, já é possível perceber que as... Leia Mais
Por Vitor Marques: 100 dias de governo João Doria: a São Paulo virtual e a São Paulo real
quarta, 12 abril 2017, 15:06
  Empossados os novos governos, via de regra, é esperado que a população tenha uma receptividade e uma tolerância maior com aqueles que estão iniciando a nova gestão. Este período é conhecido no vocabulário político como “lua... Leia Mais
Por Emídio de Souza: Algo está errado
terça, 11 abril 2017, 21:35
  Algo está errado. Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 250 mil atendem ao chamado e, sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4... Leia Mais