Diretório Municipal do PT dá inicio as plenárias de Prestação de Contas do primeiro ano do Governo Haddad em São Paulo: Investimentos superiores aos dos governos Serra e Kassab

Compartilhar

Os encontros acontecerão nas 4 regiões da cidade (leste, sul, norte e oeste) com o objetivo de mostrar e esclarecer para a população os investimentos feitos até agora e as áreas beneficiadas.

Com as presenças do prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, deputados estaduais, vereadores, secretários municipais, presidentes zonais, da militância e organizações sociais, o Presidente do Diretório Municipal do PT, vereador Paulo Fiorilo, abriu a primeira plenária na no auditório da Fundação Dom Bosco, zona leste da cidade. 
“A gestão do PT no governo municipal tem promovido grandes avanços na cidade. Principalmente na área de transportes, saúde, educação e habitação. A parceria com o Governo Federal por meio do PAC tem sido importante para consolidar os programas e projetos de governo”, afirmou Paulo.

Ele também destacou a importância do comprometimento da militância nesse momento de debates com o prefeito. “É extremamente importante que a nossa militância se informe pelo próprio prefeito Haddad sobre os resultados desse primeiro ano de governo. É com ela que contamos para divulgar e esclarecer para o paulistano a importância do que está sendo realizado e implantado no nosso município”, disse Fiorilo.

O prefeito Fernando Haddad falou para uma plateia de cerca de 600 pessoas.  Em seu discurso, o prefeito enfatizou os investimentos feitos nesses primeiro ano.  “Foram superiores aos dos governos Serra e Kassab”. Em um ano de prefeitura investimos R$ 3,719 bilhões, contra R$ 678 milhões em 2005 no governo Serra e, R$ 2,172 bilhões em 2009 no governo Kassab.

Haddad lembrou que há muito desinformação sobre os investimentos que estão sendo feitos e que a população precisa tomar conhecimento. Pediu a ajuda da militância para esclarecer os projetos e ações implantadas até agora.

O prefeito ainda destacou as áreas que receberam mais investimentos: Saúde, Educação, Transporte e Habitação com verbas do governo Federal.

Para mostrar e entender as  realizações do Governo Municipal nesses primeiros 15 meses, o Diretório Municipal do PT confeccionou o Jornal Em Movimento deste mês detalhando os investimentos e todos as ações que foram e estão sendo implantadas na nossa cidade, principalmente nas principais áreas de Saúde, Educação, Transporte e Habitação.

Esse jornal é um instrumento importante para que cada militante se informe para promover o debate político em defesa do nosso governo.

Conheça e entenda cada um dos projetos que foram e estão sendo implantados.

Para isso, clique aqui

Últimos artigos

Por Rui Falcão: Uma semana decisiva que culmina dia 28
segunda, 24 abril 2017, 18:14
    O PT apoia e participa da greve geral nesta sexta-feira, e sua Executiva Nacional estará em Curitiba dia 2 de maio, em homenagem à festa da democracia do dia 3   Paulo Pinto/Agência PT Ato preparatório para a greve geral do... Leia Mais
Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula
terça, 18 abril 2017, 15:08
  Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições   A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a... Leia Mais
Simão Pedro Chiovetti: A gestão Doria – vender SP
quarta, 12 abril 2017, 16:37
  Doria em menos de 100 dias demonstrou que não tem apego algum por SP e muito menos pelos paulistanos da periferia e classe média   Próximo de completar apenas 100 dias à frente da Prefeitura de SP, já é possível perceber que as... Leia Mais
Por Vitor Marques: 100 dias de governo João Doria: a São Paulo virtual e a São Paulo real
quarta, 12 abril 2017, 15:06
  Empossados os novos governos, via de regra, é esperado que a população tenha uma receptividade e uma tolerância maior com aqueles que estão iniciando a nova gestão. Este período é conhecido no vocabulário político como “lua... Leia Mais
Por Emídio de Souza: Algo está errado
terça, 11 abril 2017, 21:35
  Algo está errado. Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 250 mil atendem ao chamado e, sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4... Leia Mais