Haddad ressalta conquistas em Plenárias de Prestação de Contas para Zona Norte e Noroeste

Compartilhar


O Prefeito Fernando Haddad participou das Plenárias de Prestação de Contas realizada nas Universidades Uni Sant’anna e Rio Claro neste sábado (10/05). O Prefeito ouviu a militância presente, respondeu questionamentos e ressaltou as realizações da gestão em seu primeiro ano de mandato.

Sobre a questão da comunicação, Haddad falou da importância da militância saber a verdade e reafirmar tudo que tem sido realizado. “A gente não tem a imprensa, mas temos a militância e isso é muito melhor" e completou "Todos somos militantes e partimos do mesmo projeto, não vamos na conversa da mídia, porque nem sempre entendem de cidade. Temos que sair da defensiva  e afirmar o que tem sido realizado.''

O Prefeito também ressaltou que o que está sendo feito por São Paulo é o dobro de quem já fez mais por São Paulo na história, que foi a Erundina e Marta, as gestões petistas. “Será contratado até o fim do ano 55 mil unidades habitacionais. O que estamos fazendo na área da Saúde com o Rede Hora Certa é equivalente a abertura de 3 hospitais por dia, com a queda de 21% da fila do SUS. Grande parte do que tem sido realizado é com apoio do governo federal, por isso foi possível fazer tanto”. A afirmação do Prefeito destaca a importância de reelegermos Dilma e elegermos Padilha ao governo do Estado.

Outras conquistas destacadas por Haddad foi a atuação na Cracolândia, reconhecida pela mídia internacional e na Coleta Seletiva, que terá um avanço de 1% para 10% este ano. Também citou a valorização dos funcionários públicos com aumento de 24% no geral e 15% do piso do funcionalismo, o funcionário de nível médio chegou a ter um aumento de 80%. Referente aos médicos, o salário dos médicos servidores públicos direto foi igualado aos médicos contratados pelas OSss, levando em consideração a questão da aposentadoria.

Os presidentes dos Diretórios Zonais expuseram as dificuldades vivenciadas em suas regiões. Militantes elogiaram o modo petista de governar porque não tem medo de trazer o movimento e fazer críticas ao próprio governo e ir em  busca das soluções de forma democrática.

 

Foto: Antonio Miotto

Últimos artigos

Por Rui Falcão: Uma semana decisiva que culmina dia 28
segunda, 24 abril 2017, 18:14
    O PT apoia e participa da greve geral nesta sexta-feira, e sua Executiva Nacional estará em Curitiba dia 2 de maio, em homenagem à festa da democracia do dia 3   Paulo Pinto/Agência PT Ato preparatório para a greve geral do... Leia Mais
Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula
terça, 18 abril 2017, 15:08
  Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições   A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a... Leia Mais
Simão Pedro Chiovetti: A gestão Doria – vender SP
quarta, 12 abril 2017, 16:37
  Doria em menos de 100 dias demonstrou que não tem apego algum por SP e muito menos pelos paulistanos da periferia e classe média   Próximo de completar apenas 100 dias à frente da Prefeitura de SP, já é possível perceber que as... Leia Mais
Por Vitor Marques: 100 dias de governo João Doria: a São Paulo virtual e a São Paulo real
quarta, 12 abril 2017, 15:06
  Empossados os novos governos, via de regra, é esperado que a população tenha uma receptividade e uma tolerância maior com aqueles que estão iniciando a nova gestão. Este período é conhecido no vocabulário político como “lua... Leia Mais
Por Emídio de Souza: Algo está errado
terça, 11 abril 2017, 21:35
  Algo está errado. Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 250 mil atendem ao chamado e, sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4... Leia Mais