Plenária da Capital discute programa de governo do PT

Compartilhar

Programa visa dialogar com os diversos grupos de cada região do Estado

 

O Diretório Municipal e a Caravana Novo Horizonte Paulista realizaram neste sábado (24/05) a Plenária de programa de Governo do PT na Unisant’anna. Durante a abertura o secretário de Relações Governamentais, Paulo Frateschi e o dirigente do PC do B, Jamil Murad expuseram sobre a importância do evento e o papel da militância no embate político no ano eleitoral.

Jamil Murad falou da necessidade de dar continuidade às politicas do governo federal “Precisamos convencer a população que estamos no caminho certo, muito já mudou e é neste caminho que temos que seguir, o país não pode voltar ao retrocesso como propõe a oposição. Queremos mais mudanças e transformações”.

Paulo Frateschi expôs que antes do PT assumir a presidência, os governos eram para administrar os desejos da elite, quando aparece um governo que busca implementar políticas sociais gera um grande estranhamento. Ele também ressaltou que como a imprensa, muitas vezes, é ligada a um grupo que tem o mesmo pensamento, se cria um clima de catástrofe, de que tudo esta dando errado.

Sobre a disputa estadual, Frateschi falou sobre a importância de ampliar o diálogo com a juventude dos grandes centros metropolitanos e ir para disputa política, que é falar bem do projeto do PT e mostrar a diferença, não só em números, como também comparação dos projetos. Ele ressaltou que estamos brigando com gente profissional, “Para se ter uma noção, o Alckmin conseguiu inaugurar até mesmo um leito morto.  Lembrando que há 30 anos já se falava que qualquer choque climático poderia  criar uma crise de abastecimento”.

Também compuseram a mesa de abertura, o presidente do Diretório Municipal Paulo Fiorilo e os membros da executiva João Bravin, Luiz Roque e Maria Rocha.

 

Construção do programa

Antes e dar início aos grupos de trabalhos, o membro da Caravana Novo Horizonte Paulista, Humberto Tobé explicou o processo de criação do programa de governo participativo e apresentou um vídeo do pré-candidato ao governo do estado.

No vídeo, o pré-candidato fala sobre algumas diretrizes que precisam ser consideradas na gestão do governo do estado. Segundo ele, ou mudamos o presente ou inviabilizaremos o futuro de milhões, a nova gestão precisa facilitar a vida em São Paulo.

Entre os grupos formados, o que obteve maior número de inscritos foi habitação, com cerca de 70 pessoas. Entre as principais reivindicações estão a criação de um órgão para ouvir as reivindicações do movimento e o fortalecimento do Conselho Estadual de Habitação.

Outro dois grupos que também se destacaram com maior número de representação foram educação e transporte. O Grupo de Educação falou sobre a baixa qualidade do ensino estadual, que não valoriza a literatura e a cultura; a alta rotatividade dos professores e a falta de um ambiente adequado para realização das atividades, entre outras questões. O Grupo de transporte apresentou a necessidade de haver um bilhete único de integração entre as cidades, fazer mais linhas de Metrô, concluir o rodoanel, implementar o Conselho de Transporte e melhorar o aproveitamento dos rios para transporte.

As prioridades apresentadas por segurança foram: a necessidade de fazer uso de novas tecnologias, aumentar o efetivo, criar as delegacias 24 horas em defesa da mulher e reestruturar o plano de carreira dos funcionários.

Saúde destacou a necessidade do governo do estado incorporar a política do SUS e garantir políticas públicas para 3° idade. Criança e Adolescente mencionaram que é preciso haver o cumprimento das normas e leis e de implementar o Sistema de Informação pela Infância no estado.

Entre outras questões, Cultura e Esporte e Lazer propuseram a nova gestão promover forte articulação dos temas com a Educação.  Meio Ambiente destacou a poluição do rio Tietê e seus afluentes, a baixa utilização dos parques estaduais.

Desenvolvimento Regional ressaltou a importância de haver maior diálogo entre os municípios e de se estabelecer um orçamento regionalizado. Entre as questões apresentadas por diversidade religiosa está a proposta de parceria com o governo para promoção da abertura dos espaços às comunidades.

Combate ao Racismo e Mulheres resolveram unir os grupos e concluir a proposta para o programa de governo participativo em um seminário com data e local a confirmar.

Todas as propostas foram recebidas pela equipe do programa de governo  que faz parte da Caravana Novo Horizonte Paulista.

Últimos artigos

Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula
terça, 18 abril 2017, 15:08
  Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições   A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a... Leia Mais
Simão Pedro Chiovetti: A gestão Doria – vender SP
quarta, 12 abril 2017, 16:37
  Doria em menos de 100 dias demonstrou que não tem apego algum por SP e muito menos pelos paulistanos da periferia e classe média   Próximo de completar apenas 100 dias à frente da Prefeitura de SP, já é possível perceber que as... Leia Mais
Por Vitor Marques: 100 dias de governo João Doria: a São Paulo virtual e a São Paulo real
quarta, 12 abril 2017, 15:06
  Empossados os novos governos, via de regra, é esperado que a população tenha uma receptividade e uma tolerância maior com aqueles que estão iniciando a nova gestão. Este período é conhecido no vocabulário político como “lua... Leia Mais
Por Emídio de Souza: Algo está errado
terça, 11 abril 2017, 21:35
  Algo está errado. Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 250 mil atendem ao chamado e, sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4... Leia Mais
Rui Falcão: As alternativas do PT para a Previdência
segunda, 13 março 2017, 19:03
  Em meio às manifestações contra o desmonte da Previdência (e foi notável a reação das mulheres no 8 de março, dia de luta também contra o conservadorismo e a violência), abre-se agora o debate sobre qual a melhor tática... Leia Mais