Aécio Neves fez aeroporto particular de R$ 14 milhões em terras de sua família

Compartilhar

 

Em 2010 Aécio Neves, quando era governador de Minas Gerais, gastou R$ 14 milhões na construção de um aeroporto dentro de uma fazenda de seu tio no município de Cláudio em Minas Gerais.


O tio avô de Aécio Neves, Múcio Guimarães Tolentino, ex-prefeito de Cláudio, é quem guarda as chaves do portão do aeroporto. Seus filhos são quem autorizam quem pode ou não pousar ali.


A pista teria um quilômetro e condições de receber aviões de pequeno e médio porte. Segundo informações em matéria da Folha de São Paulo publicada  neste fim de semana, o aeroporto tem pelo menos um voo semanal e é usado por Aécio sempre que ele visita a cidade.


A construção na fazenda dos familiares do candidato à presidência Aécio Neves, não tem justificativa de interesse público para ser implantada. A cidade está localizada 120 km do aeroporto de Confins e a 36 km da pista de pouso de Divinópolis, ou seja, consideravelmente próxima de onde há pista de aviação regular e tem aproximadamente de 26 mil habitantes e uma arrecadação mensal de R$ 2,3 milhões.

Já que o candidato do PSDB à presidência fala tanto em melhorar a saúde, inclusive questiona o programa Mais Médicos, deveria saber que o valor de R$ 14 milhões utilizado para construção do aeroporto particular em terras de sua família, seria suficiente para implantação de cerca de 10 UBSs integrais. O cálculo deste valor é com base no custo da UBS integral instalada no Jardim Miriam II, inaugurada em agosto do ano passado na cidade de São Paulo pelo prefeito Haddad. A UBS custou cerca de R$ 1,4 milhões, sendo R$ 991 mil para ser implantada e mais R$ 440 mil em equipamentos.


Se for comparar com o estado do então governador de MG Aécio Neves, a cidade de Uberaba em MG tem 289 mil habitantes, dez vezes a população da cidade Cláudio, e tem 11 UBS instaladas. Com os recursos desviados para construção do aeroporto particular seria possível duplicar a quantidade de UBSs no município e desafogar as Unidades de Pronto Atendimento e os hospitais da cidade.


Para ter dimensão ainda maior do impacto negativo do desvio de verba de Aécio, a UBS implantada em São Paulo pelo Prefeito Haddad, citada acima como exemplo, em seis meses de funcionamento realizou 93 mil atendimentos. Se for multiplicar este número pode se dizer que valor do aeroporto de Aécio poderia ter implantado 10 novas UBSs integrais que em 6 meses de funcionamento estariam realizando cerca de 930 mil atendimentos como clínico geral, pediatria, ginecologia, odontologia, entre outros.


Isso é a cara da gestão do PSDB menos do mesmo enquanto a população pede mais.


Não bastasse esse escândalo, outro aeroporto em Minas Gerais tem suspeitas de ter sido construído com verba pública na gestão de Aécio como governador. Está pista fica na pequena cidade de Montezuma. O município de 8 mil habitantes é onde localiza a fazenda Perfil Agropecuária e Florestal, que pertencia a Aécio e a sua irmã, Andréa Neves.


Quanto a cidade de Cláudio, há pedido de CPI na Assembleia de Minas Gerais e há também a investigação do Ministério Público do Estado. ANAC investiga as operações irregulares no aeroporto dos familiares do Aécio e em outros da região.

Últimos artigos

Por Rui Falcão: Uma semana decisiva que culmina dia 28
segunda, 24 abril 2017, 18:14
    O PT apoia e participa da greve geral nesta sexta-feira, e sua Executiva Nacional estará em Curitiba dia 2 de maio, em homenagem à festa da democracia do dia 3   Paulo Pinto/Agência PT Ato preparatório para a greve geral do... Leia Mais
Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula
terça, 18 abril 2017, 15:08
  Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições   A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a... Leia Mais
Simão Pedro Chiovetti: A gestão Doria – vender SP
quarta, 12 abril 2017, 16:37
  Doria em menos de 100 dias demonstrou que não tem apego algum por SP e muito menos pelos paulistanos da periferia e classe média   Próximo de completar apenas 100 dias à frente da Prefeitura de SP, já é possível perceber que as... Leia Mais
Por Vitor Marques: 100 dias de governo João Doria: a São Paulo virtual e a São Paulo real
quarta, 12 abril 2017, 15:06
  Empossados os novos governos, via de regra, é esperado que a população tenha uma receptividade e uma tolerância maior com aqueles que estão iniciando a nova gestão. Este período é conhecido no vocabulário político como “lua... Leia Mais
Por Emídio de Souza: Algo está errado
terça, 11 abril 2017, 21:35
  Algo está errado. Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 250 mil atendem ao chamado e, sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4... Leia Mais