Conselheiros de 12 parques municipais tomam posse

Compartilhar

Os 96 conselheiros eleitos para planejar, gerenciar e fiscalizar as atividades realizadas em 12 parques municipais da cidade de São Paulo tomaram posse na tarde desta quarta-feira (27) durante cerimônia realizada na sede da Prefeitura. As eleições para a formação do novo conselho foram realizadas entre junho a agosto - a comunidade elegeu 84 representantes e outros 12 foram indicados pelo poder público. Os conselheiros terão o mandato de dois anos.

O principal objetivo deste grupo é fomentar a participação da comunidade na discussão das políticas públicas, com enfoque nas questões socioambientais, contribuindo para a elaboração de planos de desenvolvimento sustentável em âmbito municipal.

“Acho que vocês [conselheiros] tem uma grande missão a cumprir, que é zelar por nossas áreas verdes. O Plano Diretor estabeleceu um rol enorme de novos parques a serem entregues, além das áreas de proteção e destinadas a parques que estão estabelecidas no plano pelos próximos 16 anos. Temos um horizonte de planejamento para fazer a coisas acontecerem”, afirmou o prefeito Fernando Haddad.

O prefeito lembrou a importância dos conselhos criados na atual gestão, como o Participativo Municipal nas 32 subprefeituras e o da Cidade, que aumentam o controle social na administração pública. Haddad destacou ainda relevância dos parques de São Paulo, que serão interligados pelas novas ciclovias do programa SP 400 km, junto com as praças que tem recebido sinal de internet com o WiFi Livre SP, para ocupar melhor os espaços públicos.

“É praticamente impossível gerenciar isso tudo sem a participação social. Hoje, temos um quadro completo. O controle interno, feito pela Controladoria Geral, criado por nós. O controle externo feito pelo Tribunal de Contas. Além do controle social feito pelos mais variados conselhos da cidade de São Paulo”, disse o prefeito.

De acordo com a Lei Municipal nº 15.910, os conselhos são constituídos por, no mínimo, oito membros titulares e respectivos suplentes, distribuídos em três categorias de representação, sendo elas: quatro membros da sociedade civil, um representante dos trabalhadores do respectivo parque e três indicados pelo Poder Executivo.

“O subprefeito é o olho do prefeito na ponta da cidade que é onde aparecem os problemas efetivamente. O administrador também é o olho da Secretaria no parque e vocês são os dois olhos. O olho da população, da sociedade e o olho da administração. Sem vocês [conselheiros]  não vamos fazer uma gestão a contento. É preciso que vocês entendam o parque como uma extensão do público e de bem comum do público”, disse o secretário municipal do Verde e Meio Ambiente, Wanderley Meira do Nascimento.

Os parques participantes foram: Alfredo Volpi (zona sul), Barragem do Guarapiranga (zona sul), Cemucam (zona oeste), Cordeiro - Martin Luther King (zona sul), Guanhembu (zona sul), Jacintho Alberto (zona norte), Jardim da Luz (centro), Leopoldina Orlando Villas Boas (zona oeste), Linear Tiquatira (zona leste), Pinheirinho D’Água / Linear do Fogo (zona norte), Profª Lydia Natalizio Diogo (zona leste) e Vila Guilherme – Trote (zona norte).

"Estou há dez anos trabalhando com o parque, 22 anos na comunidade, sei a importância que aquele espaço tem para todos do bairro e por isso, é importante que todos os conselheiros se dediquem, participem de todas as reuniões e não faltem para fazermos o melhor”, disse o representante dos conselheiros, João Fernando Machado, que atua na região do Parque Ganhembu.

Fonte: Secom- Prefeitura de SP

Últimos artigos

Por Rui Falcão: Uma semana decisiva que culmina dia 28
segunda, 24 abril 2017, 18:14
    O PT apoia e participa da greve geral nesta sexta-feira, e sua Executiva Nacional estará em Curitiba dia 2 de maio, em homenagem à festa da democracia do dia 3   Paulo Pinto/Agência PT Ato preparatório para a greve geral do... Leia Mais
Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula
terça, 18 abril 2017, 15:08
  Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições   A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a... Leia Mais
Simão Pedro Chiovetti: A gestão Doria – vender SP
quarta, 12 abril 2017, 16:37
  Doria em menos de 100 dias demonstrou que não tem apego algum por SP e muito menos pelos paulistanos da periferia e classe média   Próximo de completar apenas 100 dias à frente da Prefeitura de SP, já é possível perceber que as... Leia Mais
Por Vitor Marques: 100 dias de governo João Doria: a São Paulo virtual e a São Paulo real
quarta, 12 abril 2017, 15:06
  Empossados os novos governos, via de regra, é esperado que a população tenha uma receptividade e uma tolerância maior com aqueles que estão iniciando a nova gestão. Este período é conhecido no vocabulário político como “lua... Leia Mais
Por Emídio de Souza: Algo está errado
terça, 11 abril 2017, 21:35
  Algo está errado. Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 250 mil atendem ao chamado e, sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4... Leia Mais