Haddad visita obras do córrego do Cordeiro vão amenizar impactos das chuvas de verão

Compartilhar

O prefeito Fernando Haddad visitou na manhã desta quarta-feira (3) dois piscinões em obras da bacia do Córrego do Cordeiro, em Cidade Ademar, na zona sul da cidade. A região, onde moram mais de 760 mil habitantes, sofre há décadas com os alagamentos que atingem a cidade, principalmente durante o verão.


As obras, iniciadas em julho de 2013, deverão contribuir para o fim das enchentes ao longo das avenidas Roque Petroni Júnior, Professor Vicente Rao, Vereador João de Luca e Cupecê.


"Acredito que estamos com o maior número de obras de drenagem da história da cidade [sendo realizadas] simultaneamente. Estamos com obras pesadas aqui no Cordeiro, na Ponte Baixa e na Água Preta. Aqui o problema é histórico, inclusive com repercussões até a Marginal do Pinheiros", afirmou o prefeito, mencionando o cruzamento da Avenida Santo Amaro com a Vicente Rao como um dos locais com enchentes recorrentes. "Nós vamos, já para dezembro deste ano, entrar com dois reservatórios em operação, já funcionais", disse.


O secretário de Infraestrutura Urbana e Obras, Roberto Garibe, lembrou que apesar de funcionais, as obras não estarão finalizadas até o fim do ano. "Esses dois piscinões terão funcionalidade e já vão atenuar a chuva deste verão, que devem começar agora. A obra, entretanto, não estará pronta, pois os piscinões serão cobertos e estão previstas, inclusive, praças públicas [sobre eles], afirmou.


A obra completa consiste na implantação de canalização em galeria retangular em concreto armado de seções variáveis, redes de microdrenagem, construção de reservatórios de retenção de cheias, caixas de equalização de vazões e interligação de galerias, recomposição de pavimento, licenciamento ambiental e projetos executivos.


A primeira fase da obra da bacia do Cordeiro abrange a canalização de 400 metros do córrego, além da construção dos três primeiros reservatórios - dois deles já iniciados. As obras do terceiro devem começar nas próximas semanas. Essa primeira etapa, orçada em mais de R$ 155 milhões, deve ser concluída até meados de 2015. Juntos, os três piscinões terão capacidade de armazenamento de mais de 132 mil metros cúbicos. Já a segunda fase das obras, que será ainda licitada, consiste na construção de mais três piscinões e a canalização de mais 1,8 quilômetro do córrego Cordeiro.


Durante a visita, Haddad lembrou ainda que a região, a partir do Plano Diretor, receberá incentivos urbanísticos, sob os quais as empresas interessadas em se instalar ao longo do eixo da Avenida Cupecê não terão de pagar outorga. "[Com a construção desses piscinões], Estamos corrigindo o maior obstáculo para que essa região ganhe empreendimentos e traga empregos para a Cidade Ademar e toda a zona sul", afirmou.


CDC Jardim Miriam

O prefeito Fernando Haddad visitou ainda o Clube da Comunidade (CDC) Jardim Miriam, que passou por reforma estrutural e elétrica. Recentemente, o campo de futebol do equipamento recebeu ainda grama sintética.


O estudante Igor Fernandes, 13, aprovou as mudanças. O jovem joga futebol no local pelo menos três vezes por semana com os colegas do bairro. "Jogar bola aqui está perfeito. Antes, sempre me machucava, pois tinha muita pedra. Isso sem falar na bagunça que era quando chovia. Era tanta lama que não conseguíamos nem mesmo jogar", disse.

Últimos artigos

Por Rui Falcão: Uma semana decisiva que culmina dia 28
segunda, 24 abril 2017, 18:14
    O PT apoia e participa da greve geral nesta sexta-feira, e sua Executiva Nacional estará em Curitiba dia 2 de maio, em homenagem à festa da democracia do dia 3   Paulo Pinto/Agência PT Ato preparatório para a greve geral do... Leia Mais
Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula
terça, 18 abril 2017, 15:08
  Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições   A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a... Leia Mais
Simão Pedro Chiovetti: A gestão Doria – vender SP
quarta, 12 abril 2017, 16:37
  Doria em menos de 100 dias demonstrou que não tem apego algum por SP e muito menos pelos paulistanos da periferia e classe média   Próximo de completar apenas 100 dias à frente da Prefeitura de SP, já é possível perceber que as... Leia Mais
Por Vitor Marques: 100 dias de governo João Doria: a São Paulo virtual e a São Paulo real
quarta, 12 abril 2017, 15:06
  Empossados os novos governos, via de regra, é esperado que a população tenha uma receptividade e uma tolerância maior com aqueles que estão iniciando a nova gestão. Este período é conhecido no vocabulário político como “lua... Leia Mais
Por Emídio de Souza: Algo está errado
terça, 11 abril 2017, 21:35
  Algo está errado. Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 250 mil atendem ao chamado e, sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4... Leia Mais