Haddad cria WiFi Livre SP: 40 praças e parques oferecem internet gratuita para a população

Compartilhar

Com a implantação do programa Wi-Fi Livre SP na praça Oscar da Silva, na zona norte, os paulistanos contam agora com 40 espaços públicos da cidade beneficiados com sinal de internet gratuita. São nove pontos na região central, cinco na zona leste, dez na zona norte e nove na zona oeste, além de outros sete na zona sul livres para o uso da população. Somados, os pontos suportam a conexão simultânea de quase 4.300 pessoas.


A praça Oscar da Silva foi o primeiro local da subprefeitura da Vila Maria/Vila Guilherme a ser contemplado. A região ainda contará com outras duas: praças Novo Mundo e Lourenço de Bellis na Vila Medeiros. Até 75 pessoas podem conectar-se simultaneamente neste ponto e esse número pode dobrar, se necessário. “Não é só usar a internet, o projeto chama as pessoas para as praças. Com isto há mais possibilidade de conversas, diálogos e ocupação dos espaços públicos”, afirmou o secretário de Serviços, Simão Pedro.


O Programa de Metas 2013-2016 prevê a instalação de internet livre em 120 praças e parques dos 96 distritos da capital paulista. Além das praças e parque que já tem o serviço em operação, outras 24 estão em implantação e 56 em fase de projeto.


A intenção é que as praças beneficiadas pelo programa Wi-Fi Livre SP sejam interligadas pela nova malha cicloviária que vem sendo implantada pelo projeto SP 400 km. A meta do programa é instalar 200 quilômetros de ciclovias até o fim do ano e mais 200 quilômetros até o fim de 2015.  “Eu solicitei para o Simão [Pedro] fazer um estudo para que todas as praças wi-fi estejam conectadas a malha cicloviária também. Isso vai permitir que a juventude e que as pessoas se desloquem pela cidade distrito por distrito. Então ele está estudando neste momento com a equipe do [Jilmar] Tatto não só a conexão das praças wi-fi com a malha cicloviária, mas a iluminação também dessas ciclovias”, disse o prefeito Fernando Haddad.


Conexão

Para acessar a internet gratuita em uma das praças com o sistema em operação, o usuário deve conectar-se em seu smartphone, tablet ou notebook na rede Wi-Fi Livre SP e efetuar a autenticação por meio do navegador de internet. A conexão chega à praça por fibra ótica e tem velocidade de 512 Kbps efetivos por usuário para download e upload. 


Segurança e qualidade

O contrato firmado pela Prefeitura prevê controle de qualidade, estabilidade de conexão e garantia de banda. Todos os dados que circularem na rede serão protegidos por confidencialidade e não haverá qualquer restrição no conteúdo acessado. O prestador de serviço não está autorizado a filtrar o tráfego por IP de origem ou de destino, por aplicação ou por conteúdo, exceto para cumprir legislação em vigor. As redes possuem um sistema de gestão que permite detectar e evitar possíveis incidentes e cumprir determinações legais e judiciais.


Investimentos
Em outubro de 2013, as empresas ZIVA e WCS foram habilitadas, através de concorrência, para prestarem serviços de acesso à internet por sistema Wi-Fi nas 120 praças. Para atender toda a cidade, foi preciso dividi-la em quatro lotes, sendo que a WCS está responsável pelos Lotes 1 e 2 – Zonas Leste e Centro (e uma praça da Zona Sul, no Parque da Independência) e a ZIVA Lotes 3 e 4 – Zonas Norte, Oeste e Sul.


As propostas vencedoras totalizaram o investimento de aproximadamente R$ 27,5 milhões, por três anos de contrato. A empresa WCS venceu os lotes I e II, com propostas de R$ 4,5 milhões e R$ 7,8 milhões, respectivamente. A Sivã arrematou os lotes III e IV, com lances de R$ 4,9 milhões e R$ 10,2 milhões.

Fonte: Prefeitura de São Paulo - Secom

Últimos artigos

Por Rui Falcão: Uma semana decisiva que culmina dia 28
segunda, 24 abril 2017, 18:14
    O PT apoia e participa da greve geral nesta sexta-feira, e sua Executiva Nacional estará em Curitiba dia 2 de maio, em homenagem à festa da democracia do dia 3   Paulo Pinto/Agência PT Ato preparatório para a greve geral do... Leia Mais
Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula
terça, 18 abril 2017, 15:08
  Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições   A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a... Leia Mais
Simão Pedro Chiovetti: A gestão Doria – vender SP
quarta, 12 abril 2017, 16:37
  Doria em menos de 100 dias demonstrou que não tem apego algum por SP e muito menos pelos paulistanos da periferia e classe média   Próximo de completar apenas 100 dias à frente da Prefeitura de SP, já é possível perceber que as... Leia Mais
Por Vitor Marques: 100 dias de governo João Doria: a São Paulo virtual e a São Paulo real
quarta, 12 abril 2017, 15:06
  Empossados os novos governos, via de regra, é esperado que a população tenha uma receptividade e uma tolerância maior com aqueles que estão iniciando a nova gestão. Este período é conhecido no vocabulário político como “lua... Leia Mais
Por Emídio de Souza: Algo está errado
terça, 11 abril 2017, 21:35
  Algo está errado. Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 250 mil atendem ao chamado e, sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4... Leia Mais