Haddad apresenta ações para Operação Chuvas de Verão 2014/2015

Compartilhar

A Prefeitura de São Paulo apresentou nesta sexta as ações da Operação Chuvas de Verão 2014/2015, que tem como objetivo minimizar o impacto do período chuvoso na vida dos paulistanos. Foram apresentados o trabalho da Defesa Civil, as obras de micro e macro drenagem em andamento para minimizar os transtornos, o plano implementado para reforma da rede semafórica e as ações de comunicação para orientar os cidadãos.


Defesa Civil

As equipes técnicas da Defesa Civil atuarão na avaliação e na prevenção de riscos geológicos, hidrológicos e ambiental, por meio de monitoramento hidrológico, observação de campo e conhecimento sobre áreas de risco ou com recorrência de inundações e deslizamentos. As ações implantadas nesta Operação têm o objetivo de prevenir riscos, reduzir perdas e danos causados à cidade, monitorar e gerenciar áreas de risco, além de envolver as comunidades em práticas preventivas nos Núcleos da Defesa Civil (Nudecs).


Como estratégia, o órgão irá realizar o planejamento e coordenação das atividades, de acordo com suas responsabilidades, além de transmitir informações para a prevenção e autodefesa dos munícipes por meio de uma comunicação permanente. A Defesa Civil também será responsável pela decretação dos estados do Plano (Observação, Atenção, Alerta e Alerta Máximo).


Em caso de emergências, a Defesa Civil está articulada a ações de comunicação, ajuda humanitária e atendimento habitacional, saúde, apoio aos serviços públicos, ao trânsito e ao transporte.

Clique aqui e veja as ações da Defesa Civil.

 

Revitalização semafórica

A Secretaria Municipal de Transportes, responsável pelas ações realizadas pela CET e SPTrans, irá trabalhar sob três eixos: preventivo: sinalização viária; estrutural: Centro de Manutenção Semafórica; e informativo: canais de informação com os cidadãos, como aplicativos para celulares e sites abastecidos com informações em tempo real.

 


Quanto à sinalização viária, serão implantados 15 projetos, com 20 locais contemplados e 36 placas instaladas para orientar motoristas e pedestre sobre os riscos de alagamentos nos locais.

 


Já o contrato de serviços para a manutenção e recuperação da rede semafórica foi iniciado em agosto de 2013. Até outubro deste ano já foram revitalizados 4.287 semáforos e foram instalados 929 nobreaks, 555 controladores e 325 GPRS Módulo de Comunicação.

 


No que diz respeito ao eixo informativo, dois canais poderão facilitar a vida dos cidadãos: o aplicativo Aqui Alaga! e o site Sinal Verde, da CET. O primeiro, fruto da 1ª Hackatona da CET, informa seus usuários sobre a previsão de chuvas e sobre a existência de pontos de alagamentos. No caso da cidade entrar em estado de alerta ou de atenção, o usuário é também notificado.

 


Já o site Sinal Verde traz informações em tempo real sobre o índice de semáforos em operação. Além disso, por meio dele, o munícipe pode ainda acompanhar o andamento do programa de revitalização semafórica, iniciado em 2013.

Clique aqui e veja as ações da Secretaria Municipal de Transportes

Obras de drenagem

Para a Operação Verão 2014/2015, Secretaria Municipal de Infraestrutura e Obras (Siurb) terá dois papeis no controle de enchentes: prevenção, realizada pelo Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), e investimentos em obras de micro e macro drenagem em todo o município.


Caberá ao CGE realizar o monitoramento 24 horas de chuvas, temperatura, umidade do ar e pontos de alagamentos. Isso permitirá a emissão de alertas para chuvas intensas e enchentes para a intervenção em outros órgãos, como Defesa Civil, CET, Corpo de Bombeiros, subprefeituras, munícipes e a imprensa.


Para atender demandas históricas em regiões que sofrem com alagamentos na cidade, a Siurb realiza obras de combate às enchentes que contemplam a ampliação de 50% da capacidade de reservação das águas das chuvas e três grandes obras para conter alagamentos nas regiões dos córregos Sumaré/Água Preta (zona oeste), Ponte Baixa e Cordeiro (zona sul).


No córrego Cordeiro, por exemplo, as obras começaram em julho de 2013 e deverão contribuir para o fim das enchentes ao longo das avenidas Roque Petroni Júnior, Professor Vicente Rao, Vereador João de Luca e Cupecê. A primeira fase da obra da bacia do Cordeiro abrange a canalização de 400 metros do córrego, além da construção dos três primeiros reservatórios - dois deles já iniciados. As obras do terceiro devem começar nas próximas semanas.


A Prefeitura também realiza obras de microdrenagem em pontos estratégicos. Dentro do Programa de Redução de Alagamentos (PRA), 27 obras já foram concluídas e outras 26 estão em andamento, das quais 16 devem ser entregues até o final deste ano e 10 têm previsão de término até março do próximo ano. Outras nove obras deverão ter início até fevereiro de 2015.


O objetivo do PRA é realizar obras de contenção de margens; construção de trechos de galerias de águas pluviais; canalização de trechos de córregos em regiões de maior risco de alagamento; dentre outras obras que irão minimizar o impacto das chuvas nestas áreas no período do verão.

Clique aqui e veja as ações da Secretaria Municipal de Infraestrutura Urbana e Obras.

Comunicação

As ações de comunicação da Operação foram planejadas com estratégias de publicidade e de jornalismo. Uma campanha publicitária será veiculada com o objetivo de alertar sobre os comportamentos mais seguros durante as tempestades de verão. A ideia é evitar acidentes com orientações como não se abrigar sob árvores durante a chuva, não atravessar a enxurrada e não deixar as crianças na rua no período de tempestades.

 


A ação jornalística visa informar com rapidez a população e a imprensa sobre os impactos das chuvas, pela rede social por meio do twitter @saopaulo_agora, pelos relógios espalhados pela cidade, no visor das horas, e por boletins difundidos pela Secom para as emissoras de rádio. Haverá informações sobre os estados de Alerta e Alerta Máximo, sobre a situação da mobilidade na capital e sobre ocorrências como pontos de alagamento, queda de árvores, funcionamento de semáforos, e suspensão do fornecimento de energia elétrica. Ao final das chuvas, um boletim contendo um sumário do ocorrido será postado no portal da Prefeitura. Em caso de tempestades por tempo prolongado, as informações serão postadas a cada hora.

 

Clique aqui e veja as ações da Secretaria Executiva de Comunicação.

 

Fonte: Prefeitura de SP- Secom

 

 

Últimos artigos

Por Rui Falcão: Uma semana decisiva que culmina dia 28
segunda, 24 abril 2017, 18:14
    O PT apoia e participa da greve geral nesta sexta-feira, e sua Executiva Nacional estará em Curitiba dia 2 de maio, em homenagem à festa da democracia do dia 3   Paulo Pinto/Agência PT Ato preparatório para a greve geral do... Leia Mais
Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula
terça, 18 abril 2017, 15:08
  Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições   A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a... Leia Mais
Simão Pedro Chiovetti: A gestão Doria – vender SP
quarta, 12 abril 2017, 16:37
  Doria em menos de 100 dias demonstrou que não tem apego algum por SP e muito menos pelos paulistanos da periferia e classe média   Próximo de completar apenas 100 dias à frente da Prefeitura de SP, já é possível perceber que as... Leia Mais
Por Vitor Marques: 100 dias de governo João Doria: a São Paulo virtual e a São Paulo real
quarta, 12 abril 2017, 15:06
  Empossados os novos governos, via de regra, é esperado que a população tenha uma receptividade e uma tolerância maior com aqueles que estão iniciando a nova gestão. Este período é conhecido no vocabulário político como “lua... Leia Mais
Por Emídio de Souza: Algo está errado
terça, 11 abril 2017, 21:35
  Algo está errado. Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 250 mil atendem ao chamado e, sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4... Leia Mais