Novembro Azul marca prevenção ao câncer de próstata

Compartilhar

A campanha Novembro Azul, que tem como objetivo conscientizar homens com idade acima dos 50 anos sobre a importância de realizar exames preventivos do câncer de próstata, continuará até o próximo dia 30 iluminando oito monumentos da cidade de São Paulo. Os monumentos que participam da ação são: Viaduto do Chá, Biblioteca Mário de Andrade, Ponte das Bandeiras, Monumento às Bandeiras, Estátua do Borba Gato em Santo Amaro, Praça da Sé, Ponte Octávio Frias de Oliveira e o Theatro Municipal.


De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (Inca) há uma estimativa de 68,8 mil novos casos por ano no país, sendo o segundo mais comum em homens, atrás somente do câncer de pele. No Brasil, durante todo o mês, o Instituto Lado a Lado Pela Vida articula ações que favorecem no entendimento da doença, como palestras e outras atividades que projetam esclarecimento.


Fora do país, o Novembro Azul é conhecido como "Movember", junção das palavras mustache e november, respectivamente, bigode e novembro em inglês. O movimento começou na Austrália em 2003, em virtude do” Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata”, realizado no dia 17 de novembro. O bigode ficou vinculado à marca do projeto, pois os pioneiros australianos incentivam que os homens deixem o bigode crescer durante o mês para alertar a todos da importância da prevenção e diagnóstico do câncer de próstata.


No caso do câncer de próstata, é recomendável que os exames periódicos sejam feitos a partir dos 50 anos. No entanto, homens que se encaixam em fatores de risco da doença, com casos na família, negros ou que possuem problemas de obesidade, alcoolismo e tabagismo devem fazê-los a partir dos 45 anos.


Além de chamar atenção para o tratamento e detecção precoce do câncer de próstata, o Novembro Azul também destaca os perigos, prevenções e diagnóstico para o diabetes. O dia 14 de novembro é marcado como "Dia Mundial do Diabetes" em homenagem ao médico canadense Frederick Banting, que nasceu na data e foi odescobridor da insulina. De acordo com a Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD), o Brasil tem 12 milhões de pessoas que sofrem com o problema.

Fonte: Prefeitura de SP - Secom

Últimos artigos

Por Rui Falcão: Uma semana decisiva que culmina dia 28
segunda, 24 abril 2017, 18:14
    O PT apoia e participa da greve geral nesta sexta-feira, e sua Executiva Nacional estará em Curitiba dia 2 de maio, em homenagem à festa da democracia do dia 3   Paulo Pinto/Agência PT Ato preparatório para a greve geral do... Leia Mais
Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula
terça, 18 abril 2017, 15:08
  Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições   A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a... Leia Mais
Simão Pedro Chiovetti: A gestão Doria – vender SP
quarta, 12 abril 2017, 16:37
  Doria em menos de 100 dias demonstrou que não tem apego algum por SP e muito menos pelos paulistanos da periferia e classe média   Próximo de completar apenas 100 dias à frente da Prefeitura de SP, já é possível perceber que as... Leia Mais
Por Vitor Marques: 100 dias de governo João Doria: a São Paulo virtual e a São Paulo real
quarta, 12 abril 2017, 15:06
  Empossados os novos governos, via de regra, é esperado que a população tenha uma receptividade e uma tolerância maior com aqueles que estão iniciando a nova gestão. Este período é conhecido no vocabulário político como “lua... Leia Mais
Por Emídio de Souza: Algo está errado
terça, 11 abril 2017, 21:35
  Algo está errado. Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 250 mil atendem ao chamado e, sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4... Leia Mais