Donato é eleito presidente da Câmara de São Paulo

Compartilhar

O vereador Donato (PT) foi eleito presidente da Câmara Municipal de São Paulo nesta segunda-feira (15/12). O parlamentar, candidato único para suceder o também petista José Américo, teve o apoio de quase todas as bancadas da casa, recebendo 46 votos favoráveis e nenhum contrário. Toninho Vespoli (PSOL) foi o único a registrar abstenção.

Em seu terceiro mandato como vereador, Donato iniciou sua militância pela legenda na década de 80, sendo assessor especial do gabinete da ex-prefeita Marta Suplicy e um dos responsáveis pela descentralização administrativa da cidade em 2003, por meio da criação da Secretaria das Subprefeituras. Ele também ocupou o cargo de secretário de governo no início da gestão Haddad.

Em seu discurso de agradecimento, o presidente eleito disse que pretende fazer sessões fora da Câmara Municipal para ouvir a população das diversas regiões da cidade. “Realizaremos ao longo de 2015 sessões da Câmara em cada uma das subprefeituras. É uma oportunidade para um diálogo mais objetivo com as lideranças de cada comunidade, com os conselheiros participativos, com os cidadãos, buscando debater a realidade de cada bairro, suas aspirações e suas demandas”, afirmou.

O petista também elogiou seu predecessores no cargo. “Minhas primeiras palavras não poderiam deixar de ser de agradecimento. Estou há dez anos [na Câmara], e ao longo desses anos pude aprender com cada um de meus colegas. Nesse período tivemos vários presidentes e de diferentes partidos, mas cada um deles deixou sua contribuição para essas Casa de Leis e para a cidade”, declarou.

O novo presidente da Câmara assumirá o cargo no dia 1º de janeiro de 2015.

Mesa Diretora

Na sessão plenária desta segunda-feira também foram eleitos os demais cargos da Mesa Diretora. A primeira vice-presidência, atualmente ocupada pela vereadora Marta Costa (PSD), ficou com a vereadora Edir Sales (PSD) – com 44 votos favoráveis e uma abstenção, também de Toninho Vespoli.

A vaga de George Hato (PMDB), atual segundo vice-presidente, ficou com Toninho Paiva (PR), que recebeu 46 votos favoráveis e nenhum contrário. Para primeiro secretário, o eleito foi Aurélio Nomura (PDSB). Ele entra no lugar do também tucano Claudinho de Souza.

Como determina o regimento interno, também foi escolhido o novo corregedor da Câmara, responsável por apurar denúncias relacionadas aos vereadores. O cargo ficou com Dalton Silvano (PV), que sucede Edir Sales.

Veja a composição completa da Mesa Diretora

Presidente: Donato (PT)
1º vice-presidente: Edir Sales (PSD)
2º vice-presidente: Toninho Paiva (PR)
1º secretário: Aurélio Nomura (PSDB)
2º secretário: Paulo Frange (PTB)
1º suplente: Eduardo Tuma (PSDB)
2º suplente: Noemi Nonato (PROS)​

Fonte: Portal Câmara Municipal de SP

Últimos artigos

Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula
terça, 18 abril 2017, 15:08
  Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições   A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a... Leia Mais
Simão Pedro Chiovetti: A gestão Doria – vender SP
quarta, 12 abril 2017, 16:37
  Doria em menos de 100 dias demonstrou que não tem apego algum por SP e muito menos pelos paulistanos da periferia e classe média   Próximo de completar apenas 100 dias à frente da Prefeitura de SP, já é possível perceber que as... Leia Mais
Por Vitor Marques: 100 dias de governo João Doria: a São Paulo virtual e a São Paulo real
quarta, 12 abril 2017, 15:06
  Empossados os novos governos, via de regra, é esperado que a população tenha uma receptividade e uma tolerância maior com aqueles que estão iniciando a nova gestão. Este período é conhecido no vocabulário político como “lua... Leia Mais
Por Emídio de Souza: Algo está errado
terça, 11 abril 2017, 21:35
  Algo está errado. Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 250 mil atendem ao chamado e, sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4... Leia Mais
Rui Falcão: As alternativas do PT para a Previdência
segunda, 13 março 2017, 19:03
  Em meio às manifestações contra o desmonte da Previdência (e foi notável a reação das mulheres no 8 de março, dia de luta também contra o conservadorismo e a violência), abre-se agora o debate sobre qual a melhor tática... Leia Mais