Custo com transporte cai para trabalhador que ganha salário mínimo nacional

Compartilhar

Entre 2011 e 2015, o trabalhador que recebe o salário mínimo nacional reduziu em quase 13 horas por mês a quantidade de horas trabalhadas necessárias para cobrir os custos mensais com transporte até o local de trabalho. Sem considerar o benefício do vale-transporte, quem recebia o mínimo nacional (R$ 545) em 2011 e utilizava duas conduções por dia (ida e volta) tinha que trabalhar uma semana inteira (44 horas) por mês para cobrir seus gastos de locomoção. Hoje, um trabalhador que recebe o salário mínimo de R$ 788 e compra o Bilhete Único Mensal, dedica 31h15min para custear o transporte, e ainda ganha a vantagem de uso ilimitado do ônibus.


No período entre 2011 e 2015, o salário mínimo nacional cresceu 44,58%, enquanto que a tarifa na capital foi reajustada em 16,67%. Ou seja, o salário mínimo cresceu 27,91 pontos percentuais a mais do que a tarifa para o transporte público. No mesmo período, a inflação foi de 27,03%.


Além de diminuir o tempo necessário para cobrir os custos de transporte, com o bilhete único mensal, o trabalhador não tem despesas extras para se locomover para outras atividades, como lazer e cultura ou até mesmo para ir ao médico. Isso porque o bilhete único mensal possibilita o uso ilimitado do transporte coletivo no período de 31 dias corridos.


Para ter acesso a todas as vantagens do bilhete único mensal, os usuários dos ônibus da capital devem se cadastrar para obter o novo cartão gratuito. Com o cadastramento o cidadão recebe um cartão personalizado, com foto, que além das recargas tradicionais pode receber cargas temporais, nas modalidades mensal, temporário e diário. A opção é feita no momento da recarga. Veja aqui o passo a passo para fazer o cadastramento. Inicie seu cadastro clicando aqui.


Veja abaixo informações sobre estas modalidades:

Bilhete Único Mensal
Validade: 31 dias, contados a partir da data da primeira utilização
Valor: R$ 140 (somente ônibus municipais ou somente metrô e trem)
Para quem é indicado? – pessoas que realizam mais de 40 viagens em um mês, em uma das modalidades de transporte
Integração: R$ 230,00 (para ônibus municipais, metrô e trem)
Para quem é indicado? – pessoas que realizam mais de 42 viagens integradas em um mês, utilizando as duas modalidades de transporte

Bilhete Único Semanal
Validade: 7 dias, contados a partir da data da primeira utilização
Valor: R$ 38 (somente ônibus municipais ou somente metrô e trem)
Para quem é indicado? – pessoas que realizam mais de 10 viagens em uma semana, em uma das modalidades de transporte
Integração: R$ 60,00 (para ônibus municipais, metrô e trem)
Para quem é indicado? – pessoas que realizam mais de 11 viagens integradas em uma semana, utilizando as duas modalidades de transporte

Bilhete Único Diário
Validade: 24 horas, contados a partir do horário da primeira utilização
Valor: R$ 10 (somente ônibus municipais ou somente metrô e trem)
Para quem é indicado? – pessoas que realizam mais de três viagens em um dia, em uma das modalidades de transporte
Integração: R$ 16 (para ônibus municipais, metrô e trem)
Para quem é indicado? – pessoas que realizam mais de três viagens integradas em um dia, utilizando as duas modalidades de transporte

Últimos artigos

Por Rui Falcão: Uma semana decisiva que culmina dia 28
segunda, 24 abril 2017, 18:14
    O PT apoia e participa da greve geral nesta sexta-feira, e sua Executiva Nacional estará em Curitiba dia 2 de maio, em homenagem à festa da democracia do dia 3   Paulo Pinto/Agência PT Ato preparatório para a greve geral do... Leia Mais
Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula
terça, 18 abril 2017, 15:08
  Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições   A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a... Leia Mais
Simão Pedro Chiovetti: A gestão Doria – vender SP
quarta, 12 abril 2017, 16:37
  Doria em menos de 100 dias demonstrou que não tem apego algum por SP e muito menos pelos paulistanos da periferia e classe média   Próximo de completar apenas 100 dias à frente da Prefeitura de SP, já é possível perceber que as... Leia Mais
Por Vitor Marques: 100 dias de governo João Doria: a São Paulo virtual e a São Paulo real
quarta, 12 abril 2017, 15:06
  Empossados os novos governos, via de regra, é esperado que a população tenha uma receptividade e uma tolerância maior com aqueles que estão iniciando a nova gestão. Este período é conhecido no vocabulário político como “lua... Leia Mais
Por Emídio de Souza: Algo está errado
terça, 11 abril 2017, 21:35
  Algo está errado. Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 250 mil atendem ao chamado e, sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4... Leia Mais